XP Expert

Comentário Internacional: coronavírus e resultados de Alibaba, Nvidia e Credit Suisse no 4T19

CENÁRIO GLOBAL Bolsas na China fecharam com leve alta, enquanto Europa hoje segue estável e futuros nos EUA no território positivo. A fraqueza nas bolsas pode ser atribuída à preocupações com o aumento de casos de coronavírus (+5 mil para um total de mais de 64 mil casos e 1.384 mortos) na China com a […]

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

CENÁRIO GLOBAL

Bolsas na China fecharam com leve alta, enquanto Europa hoje segue estável e futuros nos EUA no território positivo. A fraqueza nas bolsas pode ser atribuída à preocupações com o aumento de casos de coronavírus (+5 mil para um total de mais de 64 mil casos e 1.384 mortos) na China com a mudança da metodologia de contagem, e o Fed de NY anunciando que reduziria operações de compras de ativos. China diz que aceitará ajuda dos EUA para combater o coronavirus, e a contagem de casos da OMS continua divergindo da contagem oficial do Partido Comunista Chinês.

Macro: EUA: Vendas no varejo às 10:30h, produção industrial às 11:15h, sentimento do consumidor às 12h. União Europeia: PIB mais fraco reforça mensagem de que economia na região continua fragilizada. Reino Unido: Secretário do Tesouro Sajid Javid deixa o cargo, o que pode ser visto como um movimento positivo em favor de estímulos econômicos mais fortes.

EMPRESAS

Temporada de resultados continua saudável: 86% do S&P 500 reportou, sendo que 64% das empresas superaram o consenso de lucro (em +5,0%) vs. 71% das empresas (em +5,2%) na média dos últimos 3 anos. Ontem tivemos: Alibaba (positivo), Credit Suisse (positivo), Nestle (negativo), Airbus (leitura mista), AIG (positivo), Pepsico (positivo), NVIDIA (positivo), The Kraft Heinz (negativo), Expedia (positivo), GoDaddy (positivo), Mattel (positivo), Mercer International (negativo), Mineradoras de Ouro New Gold (negativo) e Asanko Gold (negativo). Hoje: Astrazeneca.

Alibaba: Resultado positivo do 4T19, mas preocupações com o coronavirus podem ter pesado, fazendo a ação cair 1.8% ontem. Receitas de US$ 23bi (+38% A/A) no 4T19 e lucro de US$ 7,4bi (+58%), ambos acima das expectativas de mercado. Destaque positivo para (1) o volume de vendas (GMV) na própria China e site Tmall.com, (2) recorde de GMV no Dia dos Solteiros (11 de nov) ao atingir US$ 38bi, (3) crescimento na divisão de computação em nuvem, com receitas de US$ 1,5bi (+62% A/A), suportando as margens, (4) expansão tanto no atacado quanto no varejo na China e segmento internacional e (5) crescimento de 14% A/A no segmento de mídia e entretenimento (Youku, UCWeb, Alibaba Music, etc). Guidance para o IT20: Os dirigentes anunciaram que o surto do coronavírus está gerando um impacto significativo no 1T20, à medida que grande parte dos consumidores se sentem menos adeptos a comprarem eletrônicos e vestuários, além dos atrasos nas entregas dado o quadro reduzido de funcionários – segue operando com 20% de sua capacidade logística. Por outro lado, o grupo poderá se beneficiar deste evento, pois o fato de as pessoas evitarem sair de casa poderá incentivar o consumo online. Alibaba é a empresa mais valiosa da China, com capitalização de mercado de US$ 591bi (Amazon US$ 1tri).

Nvidia (+6% no after market): Leitura positiva dos resultados no 4T19. A produtora de chips gráficos apresentou receitas de US$ 3,1bi (+41% A/A), mediante à forte demanda no segmento de jogos (++56% A/A) e grandes datacenters (+43% A/A), e lucro atingiu US$ 950mi (+67% A/A), ambos os números acima do consenso de mercado. Isso pode ser visto como uma recuperação sazonal importante do segmento de semicondutores no final de 2019 quando comparado a 2018 que foi marcado pela queda na demanda do mercado de criptomoedas. Destaque para o recente lançamento da plataforma de serviços para jogos em nuvem, GeForce Now, além de sua previsão positiva para o trimestre atual, com as receitas podendo atingir US$ 3bi, número acima do consenso. No médio prazo, a Nvidia continuará a se beneficiar do crescente interesse em inteligência artificial, com grandes empresas de computação em nuvem, como a Amazon e Google, que usam chips da Nvidia. Guidance para o IT20: Potencial redução de ~US$ 100mi nas vendas esperadas para o trimestre atual devido ao coronavirus, segundo a empresa (China representa 24% das vendas). Parte do mercado acredita em uma queda de 10% a 20% na demanda por semicondutores, seguida por uma lenta recuperação durante o resto do ano.

Credit Suisse: Leitura positiva – antes de deixar o cargo de CEO do grupo, Tidjane Thiam anunciou os resultados positivos do CS no 4T19, com destaque para a continuidade do foco no segmento de gestão de fortunas (WM), plano iniciado em 2015. Este trimestre representou o melhor resultado do banco nos últimos 9 anos. As receitas atingiram US$ 6,2bi (+29%), enquanto o lucro foi de US $ 861mi no 4T19 e US$ 3,49 no ano (+65% A/A). Destaque positivo para a divisão de gestão de fortunas (+8% A/A), enquanto mercados globais (trading de RF e RV) cresceu 36% A/A no trimestre. Já a divisão de aconselhamento corporativo (fusões & aquisições e dívida) apresentou um trimestre mais difícil. O ROE ajustado (8,6%) manteve-se em linha com o 3T19, enquanto no campo negativo houve um aumento de despesas operacionais (+17% A/A) e provisões de perda atingindo 32% A/A superiores em 2019. Thiam foi demitido em uma reunião do conselho há uma semana por ser acusado de espionagem frente a dois outros executivos do banco.

Tesla planeja oferta secundária de US$ 2bi a US$ 767 por ação, somando um total de US$ 14bi captados durante a última década e chegando a uma capitalização de mercado de US$ 146bi.

Facebook: O Instagram está em negociações com diversos produtores de vídeo, inclusive “youtubers”, para aumentar sua exposição em vídeos e shows mais longos na sua plataforma IGTV. Alguns produtores seguem hesitando em adotar a IGTV até que esta ofereça uma maneira mais previsível de monetização dos conteúdos. O Instagram recentemente removeu o ícone de destaque no aplicativo que direcionava os usuários ao IGTV, pois poucas pessoas estavam clicando nele. Além disso, o Facebook poderá aumentar seus gastos com produção de conteúdo para o Facebook Watch, podendo atingir US$ 1,4bi este ano.

COMENTÁRIOS DO MERCADO

Fluxos voltaram aos mercados emergentes após semanas de resgates. Na última semana, os fluxos para emergentes (exceto China continental) foram de US$ 2,6bi, acumulando US$ 9,8bi este ano.

Setores de infraestrutura de tecnologia e de turismo sofreram ontem: Cisco (TI) e MGM Resorts (Turismo) tiveram revisões negativas de previsões receitas, confirmando que muitas das grandes empresas globais seguem postergando projetos de investimentos (Capex) em infraestrutura tecnológica (que beneficia provedores como a Cisco) e a atividade no setor de turismo segue pressionada (MGM e outras).

Para mais análises sobre mercados internacionais, siga:

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.