XP Expert

Atualização sobre semicondutores

Entenda a performance recente do setor de semicondutores e qual a visão para o longo prazo.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O ano de 2022 tem sido fortemente marcado por preocupações com a alta da inflação global, e o movimento de subida de juros por banco centrais das principais economias para controlar os preços. E recentemente, o mercado começou a focar cada vez mais em uma desaceleração da economia, principalmente dos EUA, em meio a um Federal Reserve cada vez mais hawkish. Essas preocupações com a retirada de estímulos econômicos têm refletido negativamente sobre os mercados globais, mas principalmente as ações que chamamos de growth (ou de crescimento, em português).

No gráfico abaixo, comparamos três índices mais concentrados nesse tipo de empresas: 1) o índice do S&P 500 de Tecnologia da Informação (na qual 16% são empresas de semicondutores), 2) o índice Nasdaq-100, e 3) o ETF SMH, fundo passivo atrelado ao índice que concentra ações de empresas de semicondutores. Vemos que o ETF de semicondutores tem acompanhado a performance negativa desses índices mais focados em tecnologia.

Empresas de tecnologia são teses de crescimento, que tem a valorização das ações pautadas na ampliação dos lucros futuros. Logo, esse é um dos setores mais impactados pela elevação dos juros dos títulos de longo prazo nos Estados Unidos. 

Quer saber mais sobre o índice do S&P 500 que concentra as ações tech? Leia nosso relatório sobre o tema.
Transformação digital: como investir no futuro de tudo – Conexão Global – XP Investimentos

Vale pontuar que, dentro do setor de tecnologia, os ativos ligados a semicondutores são considerados os mais cíclicos, o que normalmente já reflete em múltiplos mais descontados para essas ações do setor. Na margem, o risco de recessão acaba impactando as perspectivas de curto prazo das companhias, que podem sofrer com uma eventual queda na demanda por semicondutores se a venda de computadores e outros equipamentos for reduzida em um ciclo de baixa da economia.

Logo, apesar de termos uma visão construtiva para o setor no longo prazo e a demanda por semicondutores mostrar um certo nível de resiliência, puxada principalmente pelos computadores e aparelhos corporativos, entendemos que o setor ainda pode sofrer por questões macroeconômicas no curto prazo. Do lado da oferta, há também um aumento de produção impulsionado pela falta de semicondutores que acompanhamos nos últimos anos, assim ainda há um período de equalização entre oferta e demanda que pode filtrar as melhores companhias do setor.

Colocado o cenário desafiador à vista, importante ressaltar que, no longo prazo, continuamos construtivos com a tese. Semicondutores são o 4º item mais negociado no mundo, perdendo apenas para petróleo bruto, refinado e carros, sendo parte essencial na fabricação de eletrônicos. Dessa forma, as empresas que estiverem prontas para passar por esse momento de forma sustentável, com um produto de qualidade, marca forte para sustentar a sua presença no mercado e saúde financeira, devem se beneficiar desse período de seleção adversa e capturar o crescimento futuro de mercado.

Para ter exposição ao tema Semicondutores, além de investir direto nas ações e BDRs das empresas que estão envolvidas diretamente com essa tecnologia, há também a alternativa de acessar a temática via o fundo Trend Semicondutores, que segue o ETF SOXQ. Quer saber como investir? Clique no link.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.