Comentário Internacional: Zoom e Mario Bros

Panorama semanal, análises de cenário internacional e ações globais


Compartilhar:


CENÁRIO GLOBAL

Nesta manhã, mercados internacionais abrem mais uma sessão de alta, apostando numa rápida recuperação econômica e fim dos protestos. Mercados nos EUA, Europa e Ásia sobem com PMI (atividade) recuperando na Europa e China, além de investidores antecipando possíveis rodadas de compras do Banco Central Europeu e esperança de mais estímulos nos EUA após Trump afirmar que deve discutir novo pacote.

Banco central chinês ajuda bancos “privados” (governo tem participação na maioria das empresas) e vai assegurar US$ 56bi de empréstimos feitos para pequenas empresas. Enquanto isso, empresas chinesas aceleram listagem em Londres, antecipando risco regulatório nos EUA.

Coronavírus: América Latina continua sendo o novo foco da doença, com epicentro em Brasil, Chile e Peru.

Macro – EUA: Empregos privados às 9:15h e PMI de serviços às 10:45h.

EMPRESAS

Zoom: Um dos resultados mais esperados do 1T20, foi positivo. Ação chegou a subir 5% e cair 5%, mas terminou neutro o after-market. Receita alcançou ~US$ 330 milhões no trimestre, crescendo 170%. Já são 265 mil clientes corporativos com 10 ou mais funcionários, num crescimento de 350%. Zoom foi utilizado por mais de 100 mil escolas ao redor do mundo. Empresa espera totalizar receita de US$ 1,8bi nos próximos 12 meses, esperando forte crescimento de demanda.

Mario Bros completa 35 anos em setembro e principais lançamentos da Nintendo deste ano podem ser do encanador. Receitas digitais, que já compunham 34% do faturamento, cresceram no último trimestre e devem representar 40% a 45% das vendas nos próximos 12 meses. O guidance da empresa é de venda de 19 milhões de unidades do Nintendo Switch e 140 milhões de unidades de software, número que pode ser conservador por não incluir picos de demanda por conta do confinamento.

+ Também no mundo dos games, Zynga anuncia aquisição da Peak por US$ 1,8bi, 50% em dinheiro e 50% em ações. Empresa é mais conhecida pelos títulos Toon Blast e Toy Blast. A aquisição deve somar US$ 600 milhões ao guidance de receita da Zynga para 2020.

Setor de luxo não deve ser tão impactado com mudanças na cadeia logística, visto que 65% da produção encontra-se na Itália e França. E apesar de ter pequena exposição ao comércio eletrônico (Louis Vuitton e Dior tem 93% em receitas fisicas e Hermes 82%), as margens vêm expandindo há 15 anos com aumento das vendas no varejo (mais lucrativo) e não mais no atacado (apenas 20%).

+ Olhando para o futuro, gerações Y e Z (hoje representando 40% do consumo de luxo e 55% em 2025) podem acelerar gastos de alto padrão, impulsionados pelo materialismo das redes sociais e consumismo da ascendente classe média chinesa (80% do crescimento desse mercado vem da China).

ANÁLISES DE MERCADO

Barganha ou armadilha? Considerando-se as 500 maiores empresas globais, o valuation (P/B) das empresas do quintil inferior está em patamares mais baixos que os vistos logo antes da bolha de tecnologia de 2000 e logo após a crise financeira de 2008.

Fonte: Bernstein

Bom dia!

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM