Lives XP (4/4): O impacto será forte, mas o sistema financeiro está sólido, diz presidente do BC sobre a crise

Roberto Campos Neto foi o convidado da noite deste sábado e esclareceu ponto a ponto as medidas econômicas diante da pandemia.


Compartilhar:


O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, foi o convidado de uma live exclusiva da XP na noite deste sábado (4), em que detalhou ponto a ponto as medidas econômicas de combate à pandemia do novo coronavírus.

Sobre a velocidade em que os recursos chegarão às pontas mais necessitadas, avisou: há mecanismos que estão sendo criados e acelerados, junto aos bancos, para que isso aconteça o mais rápido possível.

“O Brasil é um dos países mais impactados pelo coronavírus no mundo. Para nós, haverá um impacto forte, mas a disseminação do vírus tem sido combatida com medidas sanitárias duras”, afirmou.

“O impacto global é maior e mais incerto do que em 2008. A crise de agora começou na oferta, depois passou para demanda. Naquela época era de alavancagem do sistema financeiro. Agora temos choques também na mão de obra”, completou.

Campos Neto acredita que o “lockdown” será estendido, a exemplo do que vem ocorrendo em outros países. A China, por exemplo, demonstra sinais de alguma recuperação, e em algumas economias desenvolvidas o lockdown deve ser ampliado, observou.

Ao abordar as medidas do Banco Central adotadas até agora, o presidente do Banco Central citou ponto a ponto em uma apresentação (baixe a apresentação completa aqui), e argumentou que o sistema financeiro nacional apresenta-se sólido.

“O sistema financeiro brasileiro está sólido, capitalizado, provisionado e líquido e vai se manter assim independentemente da gravidade da crise”, afirmou.

“Não estamos atrasados”

Roberto Campos Neto disse ainda que o país não está atrasado na tomada de medidas para combater o novo coronavírus.

“Estamos em estado de guerra. Aprendendo ainda. E, ainda assim, fomos um dos primeiros Bancos Centrais e tomar medidas de impacto”.

“Pediria paciência. O momento é de união, pois temos um inimigo comum e invisível”, disse Campos Neto, que reforçou a prioridade do Banco Central em trabalhar para injetar liquidez no sistema financeiro nacional.

“Nós tomamos medidas muito rápidas e nos antecipamos à crise com medidas fortes. As medidas de liquidez são mais rápidas, mas as fiscais demoram um pouco mais. Temos potencial de liquidez de R$ 1,216 trilhão, o que equivale a 16,7% do PIB”, enfatizou.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM