Juro Real na mínima histórica: Você tem que mudar seu jeito de investir

No patamar mais baixo da história (abaixo de 2%), ele pode prejudicar seu futuro financeiro se você não souber como investir neste cenário.


Compartilhar:


Karel Luketic, estrategista-chefe, Samuel Oliveira, especialista de fundos, e Bruno Saads, head de Renda Fixa, debatem o cenário de juros baixos.

Talvez você já tenha ouvido esse termo por aí. E, possivelmente, até conheça seu significado.

Mas, se não faz a menor ideia do que seja, e de como ele pode mudar a sua vida, vamos explicar tudo agora.

Juro real nada mais é que juros menos inflação.

Ele serve para você saber quanto de fato o seu investimento está rendendo. Para isso, é preciso descontar a desvalorização do dinheiro no tempo, que é a inflação.

Mas por que estamos falando sobre isso agora?

Porque o juro real projetado para o próximo ano atingiu a sua mínima histórica nas últimas semanas, chegando a um patamar inferior a 2%.

Neste cenário, se você não prestar atenção nos seus investimentos e ficar na inércia, o seu dinheiro pode até perder valor ao longo do tempo.

Ou seja, as decisões que você tomar hoje a respeito do seu dinheiro terão impactos profundos no seu futuro.

Vamos explicar o impacto do juro real baixo

A taxa de juros hoje está em 6,5%.

Se você investe o seu dinheiro na poupança neste cenário, ou em um CDB de algum banco que pague 85% do CDI (taxa de juros), o seu dinheiro vai render 4,55% e 5,5% ao ano, respectivamente.

Se considerarmos uma inflação de 4%, isso significa que o seu dinheiro, descontado da inflação, vai render somente:

O desafio fica ainda maior considerando que expectativa do mercado é que a taxa de juros caia dos 6,5% atuais para 5,5% até o final do ano.

Neste cenário, obter retornos reais vai ficar ainda mais difícil. Olha a diferença, aquela mesma poupança e aquele CDB de 85% do CDI vai render:

Na prática…

Se você investir 1.000 reais na poupança no final do ano considerando os juros de 5,5%, você vai ter o equivalente a 985 reais depois de 10 anos a valores de hoje. Isso mesmo, seu dinheiro pode valer menos!

E, se você investir em um CDB que rende 85% do CDI, depois de 10 anos terá o equivalente a 1.070 reais. Somente 70 reais em 10 anos. Parece inacreditável…

Esse é o risco que você corre se não prestar atenção nos seus investimentos neste cenário do juro real a 2% ao ano ou menor. As carteiras precisam ser repensadas e otimizadas para refletir este cenário.

A título de exemplo, vamos pensar em uma carteira que renda 110% do CDI.

No ano, o rendimento seria 2,05% em termos reais. Assim, aqueles seus 1.000 reais virariam 1.225 reais em 10 anos. Bem mais razoável.

E se você quiser dobrar seu dinheiro?

Usando os juros de 5,5% e inflação de 4%, com a poupança, isso nunca vai acontecer, pois o seu dinheiro perde valor ao longo do tempo.

Já naquele CDB de banco rendendo 85% do CDI, isso demoraria 103 anos (isso mesmo, mais de um século), enquanto que com uma carteira que rende 110% do CDI, levariam 35 anos.

Agora, imagina a diferença que isso faz para o seu futuro

Imagine se você estivesse investindo 10.000 ou 100.000 ao invés de 1.000 reais, agora pensando em pagar uma faculdade para seus filhos, comprar um apartamento ou ter uma aposentadoria mais confortável.

Ao longo de 10 anos, na poupança, o seu dinheiro vai valer menos do que ele vale hoje. Sim, menos!

Se você investir 100.000 e compararmos o CDB rendendo 85% do CDI com a carteira rendendo 110% do CDI, você deixaria de ganhar 15.500 reais!

O que você precisa gravar sobre juro real:

O momento que estamos vivendo no Brasil é transformacional. Veremos novas mínimas nos juros em breve, que ficarão baixos por mais tempo do que se imagina.

Isso muda tudo.

As carteiras precisam ser repensadas e otimizadas para refletir este cenário.

Entretanto, 88% dos brasileiros que investem ainda têm seu dinheiro na poupança, que rende 70% da taxa de juros (4,55% ao ano com os juros atuais de 6,5%, 3,85% se o juro cair para 5,5%).

* As contas realizadas nesse relatório não levam em consideração os impostos.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.