XP Expert

JBS (JBSS3) x Ambev (ABEV3): Saiba em qual investir

Dentro do setor de Alimentos & Bebidas, JBS (JBSS3) e Ambev (ABEV3) se destacam na Bolsa. Mas, afinal, em qual delas investir?

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Gigantes do setor de Alimentos & Bebidas na Bolsa, JBS (JBSS3) e Ambev (ABEV3) são duas empresas com histórias distintas, mas com uma robustez comparável e de alta relevância, tanto no contexto nacional quanto lá fora.

A nossa especialista do setor, Betina Roxo, conversou com a Head de Research da Mauá Capital, Carolina Ujikawa, para comentar os prós e contras de cada uma. Veja a seguir o vídeo especial sobre JBS x Ambev:

JBS x Ambev: qual ação comprar?

Na visão das duas especialistas, entre essas empresas a preferência fica com a JBS em relação à Ambev. Aqui na XP, temos recomendação de compra para JBS e neutra para Ambev. Entenda brevemente os pontos principais que Betina Roxo e Carolina Ujikawa levantaram para analisar as empresas.

JBS (JBSS3)

De acordo com a análise da especialista em Alimentos & Bebidas, Betina Roxo, ela recomenda a compra das ações da JBS, com preço-alvo de R$ 39 por ação.

Na sua visão, os resultados da empresa devem continuar fortes, sobretudo com a alta do dólar, que favorece muito a JBS. Afinal, 75% do resultado total está vinculado à operação da companhia nos Estados Unidos.

Além disso, o crescimento das exportações do Brasil e o ambiente favorável para o setor de proteínas, devido à Peste Suína Africana na China, são outros fatores de suma importância para a continuidade do bom desempenho da empresa alimentícia.

No curto prazo, pode haver um leve impacto com as vendas na China devido ao surto do coronavírus, mas, segundo Betina, a médio-longo prazo vale a pena comprar as ações da JBS.

Ambev (ABEV3)

AMBEV

Betina Roxo e Carolina Ujikawa chegaram à conclusão, no debate em vídeo, de que ainda não é hora de olhar para a Ambev para quem ainda não está exposto às ações da companhia.

Vale esperar para ver como a empresa, segundo elas, se comporta frente a uma acirrada competição, um dos principais gargalos do papel. Heineken é um player e concorrente forte que vem dando um pouco de “dor de cabeça” para a Ambev, diz Carolina Ujikawa.

A especialista também questiona o retorno da companhia a longo prazo por causa da dificuldade de fidelizar o cliente no mercado de cervejas. Portanto, há um grande desafio para a Ambev de inovar rápido para colocar cada vez mais rápido produtos novos e recuperar a preferência do mercado.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.