Ações: os custos que você precisa saber antes de investir

Tenha na ponta do lápis o checklist necessário para avaliar os custos ao investir em ações

access_time 14/02/2020 - 19:38
format_align_left 2 minutos de leitura

Tanto se fala em Bolsa hoje em dia, mas pouco se comenta sobre os custos ao investir em renda variável, mais especificamente em ações. É preciso prestar atenção nas taxas cobradas e nos impostos que estão no pacote para, no fim, avaliar se vale realmente a pena investir.

Se você ainda não tem conta na XP, abra a sua aqui.

As taxas são cobradas pela corretora que você investe e pela B3, a Bolsa oficial do Brasil. Saber esses custos ajudará você a ter na ponta do lápis e um checklist para entender, de fato, o seu investimento e, também, se essas cobranças afetarão muito a rentabilidade da aplicação. Veja abaixo os principais custos:

Taxa de corretagem

Variando de corretora para corretora, essa taxa é cobrada sempre que você faz uma compra ou venda de ações na Bolsa de Valores. De forma geral, quanto maior for o valor investido, menor será o impacto da taxa de corretagem no investimento.

Imposto sobre serviço (ISS)

O ISS (Imposto Sobre Serviço) incide sobre a taxa de corretagem com alíquota de 9,65% sobre o valor da corretagem.

Taxa de Custódia

Quando a corretora armazena as ações que você investiu, ela pode cobrar a chamada taxa de custódia por causa desse serviço. No entanto, por exemplo, na XP essa taxa é inexistente.

Se você ainda não tem conta na XP, abra a sua aqui.

Emolumentos e taxa de liquidação

Os emolumentos e a taxa de liquidação são cobranças feitas pela B3 por cada transação feita na Bolsa. O valor varia conforme o tipo de operação (tradicional, day trade, swing trade), tipo de investidor (pessoa física, instucional e clube de investimentos) e o valor investido.

Imposto de Renda

O Imposto de Renda sobre o investimento em ações funciona da seguinte maneira: se você vender ações e o valor não ultrapassar R$ 20 mil, neste caso será isento. Se ultrapassar R$ 20 mil será preciso pagar 15% sobre o lucro líquido até o último dia útil do mês seguinte.

Para operações de Day Trade, quando se compra e vende ações no mesmo dia, não há isenção. A taxa cobrada é de 20% de Imposto de Renda sobre o lucro.

Abra sua conta na XP de forma gratuita e rápida. E, assim, antes de começar a investir, saiba de fato qual é o seu perfil de investidor e consulte nossos assessores de investimentos em caso de dúvidas sobre os produtos disponíveis para aplicação.

Portanto, abra uma conta na XP Investimentos que nós ajudamos você a chegar mais perto da independência financeira.

Se você ainda não tem conta na XP, abra a sua aqui.

Receba nosso conteúdo por e-mail

Receba resumos diários, semanais e mensais e fique sempre bem informado sobre nossas análises, relatórios e recomendações de investimentos.

Clique para se cadastrar