Demanda futura de propriedades para aluguel

Artigo realizado em conjunto com a CONTI


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A demanda por imóveis para locação, como propriedades multifamily, é um produto fundamental originado pelo crescimento populacional e criação de empregos. As pessoas vão atrás de oportunidades de emprego e, consequentemente, precisarão de um lugar para morar. Mas o que acontece quando há falta de oferta de habitação a preços acessíveis e/ou adequados?

Tradicionalmente, pode-se dizer que, ao deixar a casa onde cresceu, uma pessoa normalmente aluga por um tempo, economiza o valor da entrada de um imóvel e, posteriormente, compra sua casa própria. Isso pode não ser mais o caso. Seja por necessidade ou escolha, o fato é que as pessoas estão alugando por mais tempo que anteriormente e a aquisição de uma casa está se tornando improvável para muitos.

A seguir, exploramos alguns dos fatores que contribuem para o crescimento dos aluguéis e porque esses fatores provavelmente garantem essa demanda nas próximas décadas. Podemos começar identificando algumas tendências demográficas. O gráfico abaixo mostra a população dos EUA e as famílias de locatários por idade. Comparamos o período mais recente com 2010, quando a economia começou a se recuperar da Grande Recessão. Como esperado, existem correlações entre a população e o crescimento de locatários ao longo das gerações (conforme definido pelo Pew Research Center).

Pode-se dizer que a grande maioria das gerações mais jovens, como a Geração Z, estaria alugando ao iniciar sua vida adulta. No entanto, o que é interessante são as gerações Millennial (Gen Y) e Boomer. A geração Millennial (idades entre 25-40) atingiu a suposta idade de compra de casas, entretanto, o número de aluguéis continua a crescer e os dados ilustram que eles são a maior população de locatários por idade. Apenas quando a Geração X começa aos 41 anos é que vemos uma queda no crescimento do aluguel de uma faixa etária. Da mesma forma, outro aumento no crescimento dos locatários coincide diretamente com o início da geração Boomer aos 57 anos. Exploraremos isso um pouco mais adiante no artigo.

Geração de locatários

Duas das maiores gerações da história dos EUA estão impulsionando a crescente demanda por imóveis alugados. Como mencionado acima, pouco mais de 68 milhões de Millennials formam o maior grupo de locatários do mercado. Logo atrás deles, a Geração Z está chegando aos 20 anos e enfrentando as mesmas barreiras para aquisição de propriedades que seus antecessores, alimentando a demanda por aluguel nas próximas décadas. Vamos abordar algumas delas:

  • Dívida: A dívida total das famílias aumentou em US $ 313 bilhões, atingindo US $ 14.96 trilhões no 2T2021. A dívida não habitacional, uma barreira à acessibilidade residencial, atingiu US $ 4.19 trilhões no trimestre. Isso foi liderado por dívidas de empréstimos estudantis ($ 1.57T), dívidas de empréstimos para automóveis ($ 1.42T) e dívidas de cartão de crédito ($ 790B).
  • Atraso na formação da família: agravado pela pandemia, os jovens adultos estão postergando a mudança por conta própria. Análises recentes mostram que cerca de 52%, ou cerca de 27 milhões de jovens adultos (idades 18-29), estão vivendo com os pais devido à pandemia. Mesmo quando excluímos aqueles que estão na faculdade ou universidade, a parcela da população que vive com os pais é alta, com mais de 31,6% durante os primeiros meses de 2021. A mudança natural para este grupo é alugar um apartamento próprio à medida que a economia reage.
  • Mudanças no estilo de vida: as mudanças no estilo de vida são frequentemente citadas como um dos principais fatores para a compra de uma casa. Diante disso, a idade média para casar aumentou e provavelmente está adiando a constituição de muitas famílias. Em 2010, os homens estavam iniciando seu primeiro casamento aos 28 anos e as mulheres aos 26. Dez anos depois, em 2020, a idade do primeiro casamento aumentou para 30 anos para os homens e 28 para as mulheres. Como resultado, vemos um atraso no desejo de sair do aluguel para a casa própria.
  • Downsizing: Uma geração de mais de 75,7 milhões de Baby Boomers (idades de 57-75) viu o maior crescimento domiciliar de locatários de qualquer faixa etária, cerca de 52,5%. Um dos motivos pode ser a preparação para a aposentadoria. De acordo com a 21ª Pesquisa Anual de Aposentadoria Transamérica, 7 em cada 10 Baby Boomers estão trabalhando, esperam trabalhar após a aposentadoria ou não planejam se aposentar. Apenas 34% esperam contar com a “Previdência Social” como sua principal fonte de renda de aposentadoria.

Se essa tendência de Baby Boomers continuarem a alugar podemos esperar que ela adicione mais demanda ao mix já que em 2030 mais de 20% da população dos EUA terá 65 anos ou mais.

Demanda garantida nas próximas décadas

O aluguel tem sido uma necessidade de longa data para muitos ou uma fase de transição para outros. Podemos dizer que o aluguel sempre fará parte da sociedade americana. Olhando para os crescentes desafios demográficos e econômicos, a escassa oferta de moradias bem como a sua acessibilidade financeira, enxergamos uma crise a ser enfrentada para aqueles que desejam adquirir uma propriedade. A menos que novas soluções em todo o país possam ser encontradas, o aluguel como estilo de vida continuará tendo um crescimento significativo pelas próximas gerações.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.