Volta ao mundo com os gestores – Europa

Nesta publicação, trazemos uma visão sobre o cenário macroeconômico e comentários de mercado pela gestora internacional Schroders


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Por Schroders

Zona do Euro

As ações da Zona do Euro ficaram estáveis ​​no terceiro trimestre. O setor de energia teve um dos melhores desempenhos, assim como as ações do setor de tecnologia, com as ações ligadas ao setor de semicondutores registrando forte avanço. As ações de consumo discricionário estiveram entre as de mais fraco desempenho no trimestre, com as empresas de bens de luxo sob pressão em meio a sinais de que a China poderia buscar uma maior redistribuição de riqueza, o que poderia impactar a demanda.

O trimestre começou com ganhos em meio a uma temporada positiva de lucros registrados no segundo trimestre e a recuperação econômica em curso da pandemia. A variante Delta do Covid-19 continuou se espalhando, mas a maioria dos grandes países da zona do euro já vacinou cerca de 75% de sua população contra o vírus, permitindo que muitas restrições a viagens e outras atividades fossem suspensas.

No entanto, gradualmente, surgiram preocupações sobre a inflação, devido a gargalos na cadeia de abastecimento e aumento dos preços da energia. A inflação anual na Zona do Euro foi estimada em 3,4% em setembro, ante 3,0% em agosto e 2,2% em julho. O Banco Central Europeu disse que toleraria qualquer superação moderada e transitória de sua meta de inflação de 2,0%.

No final do trimestre, assistiu-se a um aumento dos preços da energia devido à baixa oferta de gás e à falta de vento durante o verão, entre outros fatores. Os preços elevados da energia devem ser positivos para as empresas do setor (Utilities). No entanto, este é um setor – especialmente no sul da Europa – suscetível a intervenção política, conforme evidenciado por anúncios de tetos de preços na Espanha e em outros países e, com isso, ficou para trás no trimestre, em termos de performance.

Outro evento importante para a região neste último trimestre, foi a realização da eleição geral na Alemanha, em que os social-democratas (SPD) obtiveram a maior parte dos votos. As negociações da coalizão estão em andamento sobre a formação de um novo governo. Após 16 anos, chegou ao fim o mandato de Angela Merkel como chanceler, que   trouxer estabilidade e crescimento para o país. Olhando para frente,  como a política alemã pode mudar?

Existem três áreas nas quais vemos espaço para grandes mudanças:

1.Política ambiental. Merkel já começou a fazer progressos na mudança da política ambiental e energética da Alemanha para um caminho mais sustentável. Os cínicos diriam que isso foi uma reação ao aumento da popularidade dos outros partidos. Pode haver alguma verdade nisso, mas muitos argumentariam que há mais a fazer. Dado que as pesquisas de opinião agora mostram que o meio ambiente é a preocupação número um dos eleitores – mesmo à frente da Covid-19 – esta é a área de política onde vemos a maior probabilidade de mudança, independentemente da composição da próxima coalizão.

2.Política fiscal. De acordo com o cenário indicado pelas pesquisas até agora,  uma política fiscal mais frouxa parece provável.

3.Relações com a Europa. Alguns na Alemanha reclamam que Merkel não tenha sido aberta o suficiente com a União Europeia (UE), e isso tenha dificultado os esforços para integrar a união e aprofundar o relacionamento. As pesquisas sugerem maior integração com a União Europeia após as eleições, embora Merkel já tenha mudado e adotado medidas nesta direção com a introdução de empréstimos  (embora para uso emergencial) e o fundo “NextGenationEU”.

Esperamos que a política fiscal se torne mais expansionista nos próximos anos, com maiores investimentos em serviços públicos e infraestrutura. Esperamos também um abrandamento nas relações com a Europa e uma maior abertura à integração na UE. Em suma, esperamos mais gastos e mais abertura, por parte da Alemanha.

Por fim, mas não menos importante, as ações do Reino Unido subiram no terceiro trimestre com o mercado impulsionado por uma variedade de fatores. Embora tenha havido alguns vencedores setoriais claros (como energia impulsionado pela recuperação nos preços do petróleo bruto), a dispersão de performance entra as ações deste mercado foi bastante acentuada. No segmento de bens de consumo básicos, por exemplo, algumas das empresas de bens de consumo mais valorizadas tiveram um desempenho ruim, enquanto os varejistas de alimentos com menor valor tiveram um bom desempenho.

O Banco da Inglaterra assumiu um tom mais hawkish, pois as pressões inflacionárias continuaram a superar as expectativas. Pesquisas confirmaram que os gargalos de fornecimento estão restringindo a produção. Neste contexto, vimos as taxas de juros de curto prazo um pouco mais altas, beneficiando ações do setor financeiro.


Conheça alguns dos principais fundos de investimento especializados em Europa, assim como o produto da Schroders distribuído na XP:

Renda Variável

Multimercado

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.