Melhores fundos de ações para o ano

Opções de fundos para quando a poeira baixar


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Após uma semana muito conturbada nos mercados financeiros, em que as bolsas globais tiveram quedas acentuadas, começamos o mês de março com a dúvida se o pior já passou e se já está na hora de voltar a tomar risco. Obviamente não temos uma resposta e provavelmente as incertezas do momento sugerem que o melhor a fazer seja aguardar. Mas algo está claro: a bolsa está mais atrativa agora, aos 104 mil pontos, do que aos quase 114 mil pontos de uma semana atrás.

Na quarta-feira de cinzas, dia da reabertura dos mercados locais após o feriado de Carnaval, conversamos com diversos gestores de fundos de ações e coletamos suas opiniões sobre os impactos do Coronavírus no mercado acionário. No geral, os gestores continuam otimistas com a bolsa e ainda não acreditam que as empresas serão fortemente afetadas. Boa parte deles planeja reduzir o caixa e aumentar a exposição em ações (ou seja, vão às compras, dados os preços mais baixos).

Como tivemos essa turbulência recente na bolsa e dizem que, no Brasil, o ano só começa após o Carnaval, consideramos o momento propício para sugerir os melhores fundos de ações para 2020.

Se você ainda não tem conta na XP, abra a sua aqui.

Mas qual fundo de ações escolher?

Já tratamos do tema “Como selecionar um fundo de investimento” em um relatório no qual discorremos sobre o processo de análise que cunhamos “6 P’s”: Passado & Presente, Pessoas, Processos, Produto, Performance.

Agora, decidimos falar também sobre alguns dos pontos que mais nos têm chamado atenção em nossas análises de fundos de ações.

Retorno

Apesar de retorno passado não ser garantia de retorno futuro, é importante levar em conta os resultados de um fundo e de um gestor ao longo do tempo.

Em 2019, boa parte dos fundos de ações que acompanhamos teve retornos expressivos, muitos deles bem acima dos 31,5% que rendeu o Ibovespa, o que gerou uma grande procura por esses produtos. No entanto, é importante verificar o retorno em períodos mais longos e em diferentes ciclos da bolsa.

Como o investimento em ações é considerado de longo prazo, períodos de 3 a 5 anos, pelo menos, devem ser analisados para avaliar a consistência de retornos de um gestor.

Mais do que isso, é fundamental avaliar o retorno do gestor tanto em ciclos de alta, quanto em ciclos de baixa da bolsa. De nada vale um gestor ter um retorno excelente em um ano em que a bolsa subiu, mas devolver tudo em um ano de baixa do mercado.

Estrutura da gestora

Uma gestora de fundos nada mais é do que um grupo de pessoas analisando investimentos e gerindo o dinheiro dos cotistas. Por isso, é fundamental nos certificarmos de que o fundo que estamos escolhendo possui profissionais competentes e em quantidade suficiente para realizar um bom trabalho.

Além de bons currículos, uma equipe de análise de ações deve ter tamanho suficiente para cobrir com profundidade o universo de empresas que se propõe a cobrir.

O trabalho de um analista de ações envolve o que chamamos de “gastar sola de sapato”. Ele passa grande parte do seu tempo fora do escritório, conversando com diretores e colaboradores das empresas analisadas, participando de eventos e fazendo reuniões com outros analistas. Além disso, ele precisa compilar todas as informações que coletou e transformá-las em modelo para determinar o valor da empresa.

Se você ainda não tem conta na XP, abra a sua aqui.

Não acreditamos que exista uma regra sobre o número mínimo de analistas e nem estamos sugerindo que se deva priorizar quantidade ao invés de qualidade. No entanto, nem o mais brilhante dos analistas de ações consegue ter conhecimento profundo, contato frequente com as empresas analisadas e acompanhar todas as notícias relevantes se tiver que cobrir várias empresas e setores, e que sejam muito diferentes entre si.

Crescimento do patrimônio do fundo

Outro ponto importante ao qual temos dado cada vez mais importância é o que chamamos de capacity, que nada mais é do que o volume financeiro que um gestor consegue investir sem prejudicar o retorno do fundo. Em 2019, os fundos de ações tiveram o melhor ano da história com captação líquida de mais de R$ 86 bilhões, segundo a Anbima. Esse volume recorde levou vários fundos a multiplicar seu patrimônio a valores nunca geridos. Vemos alguns problemas derivados desse crescimento acelerado:

  • Mudança de estilo de gestão: muitos gestores conseguem retornos excelentes com um patrimônio menor pois conseguem montar posições relevantes em empresas menos líquidas, mas que oferecem um potencial de retorno maior. Ao crescer muito, esses gestores precisam buscar papéis com maior liquidez e desviam do que fizeram no passado.
  • Muito investidores em uma mesma cota: quando vemos o gráfico de rentabilidade de um fundo ao longo do tempo devemos ter em mente que nem todos os investidores tiveram aquele retorno. Os cotistas entram no fundo em diferentes cotas e por isso os retornos variam. Quando temos uma captação, e consequentemente um aumento do número de cotistas, muito rápida, temos uma concentração de investidores em uma “mesma cota”. Se esse fundo começa a ir mal, boa parte dos cotistas, principalmente os que aplicaram há pouco tempo, estarão insatisfeitos, aumentando assim o risco do fundo sofrer grandes resgates.

Por isso, gostamos de gestores prudentes que, após grandes captações, façam pausas e fechem os fundos por um tempo, para adaptarem sua gestão ao seu novo patrimônio.

Mas quais são os fundos que a XP recomenda?

Uma das atribuições da nossa equipe de fundos de investimento é a atualização do Top 50 de Fundos de Investimento e Top 25 de Fundos de Previdência. Neles, listamos as nossas principais recomendações em todas as classes de fundos.

Atualmente, os fundos de ações do Top 50 são:

E os fundos de ações do Top 25 de Previdência:

Lembramos que, como o mercado financeiro é bastante dinâmico e sempre temos fundos fechando e abrindo, atualizamos essas listas mensalmente. E nunca podemos nos esquecer de verificar se os fundos sugeridos se encaixam em nosso perfil de risco.

Se você ainda não tem conta na XP, abra a sua aqui.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.