XP Expert

Investindo com o Howard Marks: conheça o Oaktree Global Credit

Quais as principais diferenças entre a renda fixa global e a brasileira? Como o investidor brasileiro poderá compreender a volatilidade na renda fixa global? No Indo a Fundo no Outliers conheça uma das maiores gestoras de crédito do mundo - a Oaktree.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Quais as principais diferenças entre a renda fixa global e a brasileira? Como o investidor brasileiro poderá compreender a volatilidade na renda fixa global?

No Indo a Fundo no Outliers dessa semana, conheça a Oaktree, uma das maiores gestoras globais especializadas em crédito e que possui o Howard Marks como um dos principais sócios fundadores. Para entender como o investidor brasileiro poderá ter acesso a essas estratégias premiadas o Outliers recebeu Bernardo Queima, sócio da HMC Itajubá e CEO da GAMA Investimentos. Você pode conferir o conteúdo completo em áudio no link abaixo:

Confira o episódio #68 do Outliers com a Gama Investimentos

Neste relatório, conheça com mais detalhes a gestora Oaktree, bem como estratégia Oaktree Global Credit, uma das estratégias de crédito mais renomadas do mundo. Além  de ter um panorama geral a respeito da volatilidade de renda fixa global, confira a seguir.

Conheça a Oaktree

Fundada em 1995 a Oaktree está entre uma das maiores gestoras globais especializadas crédito. Com presença global, a Oaktree está presente em 19 cidades e 14 países e conta o com cerca de US$ 164 bi sob gestão. Ao todo são mais de são mais de R$ 1.000 funcionários, onde desse total cerca de 120 estão vinculados à gestão.

O time de gestão da Oaktree é liderado pelo co-fundador Bruce Karsh, que conta com 12 gestores realizando cobertura em diferentes mercados e trazendo teses e insights que possuem potencial alocação na carteira. Para tal são realizados comitês quinzenais liderados por Bruce, com o objetivo de selecionar as melhores estratégias em valor relativo para alocação.

Em relação à filosofia de investimentos, ao todo são 6 pilares de gestão que permanecem inalterados desde a fundação da gestora (i) prioridade no controle de riscos, (ii) ênfase na consistência, (iii) explorar ineficiências do mercado, (iv) aproveitar os benefícios da especialização, (v) previsões macroeconômicas não influenciam a gestão que segue com o foco fundamentalista, (vi) não realizam market timing.

Comprar ativos considerados de qualidade em bons patamares de preço exige experiência, bem como diretrizes bem definidas. Em relação ao risco x retorno, são 4 os principais focos: (i) estabilidade, buscando diversificação geográfica e de estratégias, (ii) flexibilidade para focar em renda ou retorno de capital, (iii) posição dinâmica em relação ao ciclo econômico, onde apesar de não realizar marketing timing, a leitura de ciclos é realizada com o objetivo de capturar retornos relativos, (iv) alta especialização e experiência, através de uma seleção estratégica feita por um investidor com profundo conhecimento e capacidade.

Em termos de gestão dentro do Oaktree Global Credit, a Oaktree segue uma análise fundamentalista de crédito (bottom-up), buscando diversificação nas investidas – com limite de 5% por posição, e buscando ineficiências em que a análise fundamentalista seja possível capturar.

Isso quer que o time de gestão não foca em projeções macroeconômicas, de forma que as posições do fundo não são norteadas por elas, em resumo, não existe a tentativa de realizar market timing, a análise realizada foca no fundamento dos ativos. Por outro lado, entendendo os ciclos do mercado, existem dois focos de posicionamento da gestora (i) preservação de capital, e (ii) captura de oportunidades – essa gestão ativa é realizada analisando a precificação e fundamento das empresas, muito em linha com os apetites do mercado.

“Regra número um, a maioria das coisas são cíclicas. Regra número dois, algumas das grandes oportunidades de ganho e perda vem quando as pessoas esquecem da regra número um”

Howard Marks

A seguir confira com mais detalhes a estratégia Oaktree Global Credit, bem como seu histórico de desempenho desde que foi lançada no Brasil.

XPInc CTA

Assine o Expert Pass e tenha acesso a conteúdos exclusivos

Oaktree Global Credit

Lançado em junho de 2018 o Oaktree Global Credit se trata de um fundo de renda fixa global multiestrategia, ou seja, possui exposição à diversas estratégias de crédito em todo mundo – em especial na Europa, América do Norte e Ásia. A estratégia possuía uma versão com proteção cambial e outra exposição ao dólar – ambas são exclusivas para investidores qualificados.

Retorno acumulado do Oaktree Global Credit
Fonte: Quantum. Elaboração: XP

Desde seu início, o fundo com proteção cambial apresenta um retorno de 13,82% contra uma variação de 23,84% do CDI. O desempenho da estratégia no curto prazo (últimos 6 meses), bem como durante a pandemia do COVID 19 reflete a volatilidade dos fundos de renda fixa global, no qual discorreremos com mais detalhes na seção a seguir.

Em relação à estratégia do fundo, com uma carteira diversificada e com foco em liquidez este reúne entre 400 a 500 ativos em sua carteira, com uma limitação de exposição de até 5%. Ao todo são 6 diferentes estratégias em crédito global, onde 2 são tidas como estratégias “core” (principal): High Yield Bonds (títulos de crédito de alto rendimento) e Sênior Loans (dívidas sêniores), essas entram na carteira com o objetivo de diminuir a volatilidade e trazer estabilidade de retorno para as carteiras.

Além de possuir 4 são as estratégias com foco na geração de Alpha (retorno acima do benchmark), que são: (i) Real State Debt (dívidas imobiliárias), (ii) Corporate Strectured Credit (Créditos Estruturados Corporativos), (iii) Emerging Markets Debt (Dívidas de Mercados Emergentes), (iv) Global Convertible Bonds (títulos conversíveis globais). Essas entram na carteira com o objetivo de diminuir a volatilidade e trazer estabilidade de retorno para as carteiras.

Risco e retorno do Oaktree versus índices de RF Global
Fonte: Quantum. Elaboração: XP

O fundo se comparado aos principais índices de renda fixa global demonstra além de retornos superiores uma volatilidade esperada inferior. Ou seja, a gestão ativa dentro da estratégia oferece ao investidor a possibilidade de ter um risco x retorno interessante dentro da carteira, onde com um índice de volatilidade menor, poderá capturar retornos relevantes.

 A volatilidade na Renda Fixa Global

Entender que o comportamento da renda fixa global se diferencia expressivamente da renda fixa local no quesito volatilidade é importante. É muito comum que o investidor relacione a renda fixa à estabilidade e segurança, quando na verdade, o termo se refere a ter conhecimento da remuneração na contratação do título. Dessa forma, é necessário levar em consideração os diferentes tipos de indexação dos títulos de renda fixa, onde de fato, a estabilidade poderá existir nos títulos pós fixados, mas o mesmo não acontece em títulos prefixados.

Quando é realizado o investimento em um título que possui sua taxa prefixada, as oscilações dos juros terão impactos negativos expressivos na precificação do ativo. Isso porque, se o investidor compra uma taxa a 5% ao ano e na sequência os juros sobem para 6%, o segundo título se torna mais atrativo, e o primeiro tende a perder preço de mercado – essa é a marcação a mercado na prática.

O mercado de renda fixa global é mais amplo e complexo do que o mercado de renda fixa brasileiro, além disso, compreender que existe uma diferença na indexação dos títulos é essencial para o investidor que deseja ter esse tipo de exposição. Em linhas gerais, dentro do mercado internacional os títulos são majoritariamente compostos por dívidas prefixadas, isso quer dizer que esses títulos demonstram maior sensibilidade as movimentações de alta nas taxas de juros.

Dessa forma, se ater a diversificação e gestão ativa são fatores essenciais nesse tipo de exposição, que traz vantagens significativas para a carteira do investidor brasileiro. Além disso, o diferencial de juros Brasil x juros Americano poderá potencializar os retornos, através da estrutura conhecida como carry trade, de forma que a alocação em fundos de renda fixa global é mais bem explorada quando realizada através de fundos com proteção cambial.

Ainda em linha com a volatilidade desses fundos, neste ano de 2022 foi possível ver um dos piores semestre para a renda fixa Global, como é possível ver a seguir os principais índices apontam uma queda superior a 13% até o mês de junho, enquanto o fundo Oaktree apesar de apresentar performance negativa, demonstrou maior resiliência em meio a esse cenário com uma variação negativa de -5,83%.

Retorno comparativo Oaktree versus índices globais de renda fixa
Fonte: Quantum. Elaboração: XP

Essa performance reflete o ciclo de alta de juros (aperto monetário) decorrente da tentativa do Banco Central Americano de controlar a inflação que tem atingido suas máximas históricas. Dessa forma, o mercado de títulos soberanos, principalmente os prefixados dos países desenvolvidos tem enfrentado de maneira considerável altos níveis de volatilidade, bem como desvalorização neste primeiro semestre do ano.  

A desvalorização dos títulos de Renda Fixa como temos visto podem apresentar um ponto de entrada ou de aumento de exposição nesses mercados.

Do ponto de vista de alocação, entendemos que o retorno esperado para a classe de renda fixa global no longo prazo tem se mostrado atrativo, de forma que em nossas carteiras recomendadas realizamos uma troca de risco, da renda variável global, pela renda fixa global, muito em linha com a nossa visão de que os preços já estão bem descontados, fazendo com que essa classe esteja oferecendo retornos cada vez mais positivos em prazos mais longos.

Por fim, destacamos a diversificação como um dos principais motivos para se ter a renda fixa global dentro do portfolio, e para o investidor necessita de auxílio, poderá utilizar os relatórios e conteúdos que disponibilizamos mensalmente e semanalmente, como o Onde Investir, Seleção de Fundos e o próprio Indo a Fundo no Outliers. Reforçamos o nosso compromisso de trazer as melhores análises e relatórios que poderão auxiliar o investidor na tomada de decisão

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.