Fundos internacionais para quem não é investidor qualificado

Conheça algumas opções de fundos internacionais para investidores em geral


Compartilhar:


Nos últimos meses temos reforçado a importância da diversificação internacional nos portfólios. Para ajudar os investidores, temos aumentado a oferta de fundos de grandes gestores globais como Morgan Stanley, JP Morgan, AXA e Wellington. Mas, infelizmente, apenas investidores qualificados podem acessar esses produtos.

Neste texto vamos mostrar o que define um investidor qualificado e explicamos como alguém que não se encaixa nessa categoria pode diversificar suas alocações com investimentos internacionais.

Investidores em geral vs Investidores qualificados

Para tentar proteger o investidor menos experiente de alternativas muito arriscadas, a CVM dividiu os investidores em três grupos: investidores profissionais, investidores qualificados e os demais investidores. Na lista abaixo estão os investidores classificados como profissionais e qualificados.

Investidores Profissionais

  • Instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo BCB
  • Companhias seguradoras e sociedades de capitalização
  • Entidades abertas e fechadas de previdência complementar
  • Fundos de investimento
  • Clubes de investimento, desde que tenham a carteira gerida por administrador de carteira de valores mobiliários autorizado pela CVM
  • Agentes autônomos de investimento, administradores de carteira, analistas e consultores de valores mobiliários autorizados pela CVM, em relação a seus recursos próprios
  • Investidores não residentes
  • Pessoas naturais ou jurídicas que detenham investimentos financeiros em valor superior a R$ 10 milhões e que, adicionalmente, atestem por escrito sua condição de investidor profissional mediante termo próprio

Investidores Qualificados

  • Investidores profissionais
  • Pessoas naturais que tenham sido aprovadas em exames de qualificação técnica ou possuam certificações aprovadas pela CVM como requisitos para o registro de agentes autônomos de investimento, administradores de carteira, analistas e consultores de valores mobiliários, em relação a seus recursos próprios
  • Clubes de investimento, desde que tenham a carteira gerida por um ou mais cotistas, que sejam investidores qualificados
  • Pessoas naturais ou jurídicas que detenham investimentos financeiros em valor superior a R$ 1 milhão e que, adicionalmente, atestem por escrito sua condição de investidor qualificado mediante termo próprio

Fonte: Artigos 9º-A e 9º-B da Instrução nº 554/14, da CVM.

A CVM determinou quais são os ativos que cada tipo de investidor pode ou não ter acesso. As restrições à negociação segundo a categoria de investidor são descritas no quadro a seguir.

 VarejoQualificadoProfissional
Oferta de notas promissórias sem prospectoNãoNãoSim
Cotas de FMIEENãoSimSim
Negociação de BDR Nível INãoSimSim
Cotas de FIDCNãoSimSim
FIDC com concentração relevante do patrimônio líquido em devedor que não disponibiliza informações financeiras completasNãoNãoSim
Cotas de FIPNãoSimSim
Cotas de FIDC-PIPSNãoSimSim
CRI com concentração relevante do risco de crédito em devedor que não disponibiliza informações financeiras completasNãoNãoSim
CRI não performadoNãoSimSim
CRI com pedido de registro sem a averbação do Termo de Securitização de CréditosNãoSimSim
CRI sem acompanhamento de agência de ratingNãoSimSim
Registro ProvisórioNãoSimSim
Cotas de FIDC-NP*NãoNãoSim
Telas de acesso a sistemas de negociação de bolsa estrangeiraNãoSimSim
FII – Integralização de cotas em bens e direitos sem laudo, oferta sem prospecto e classes de cotas com direitos econômicos distintosNãoSimSim
Adquirir valores mobiliários em ofertas com esforços restritos de companhias abertas com ou sem registroNãoNãoSim
Negociar, em mercado secundário, valores mobiliários em ofertas com esforços restritos de companhias abertas com ou sem registroNãoSimSim
Fonte: Edital de Audiência Pública SDM nº 03/14, da CVM, e Instrução nº 554/14, da CVM.

Também foram criadas regras sobre investimento no exterior feito por fundos. O Artigo 101 da Instrução CVM nº 555 diz que o limite de concentração ao aplicar em ativos financeiros no exterior é de até 20% de seu patrimônio líquido para os fundos destinados ao público em geral. Já os fundos de investimento exclusivamente destinados a investidores qualificados podem aplicar a totalidade dos seus recursos no exterior, desde que siga algumas regras determinadas na instrução.

Mas se eu não sou investidor qualificado, não posso diversificar no exterior?

Calma, não é bem assim. Existe a possibilidade de investir lá fora comprando ativos nos mercados locais, como ETFs (fundos de índice), BDRs (papéis de empresas estrangeiras negociados na bolsa brasileira), índices futuros ou derivativos de balcão, como os swaps.

Na B3, por exemplo, existe a negociação de índices futuros e ETFs atrelados à variação do S&P 500, principal índice acionário do mercado acionário norte-americano. Na plataforma da XP possuímos os fundos indexados da família Trend. E alguns deles investem em índices internacionais:

Trend Bolsa Americana FIM: o fundo tem exposição ao índice de ações norte-americanas (S&P 500), a partir de compra de contratos futuros negociados no Brasil. A estratégia apresenta proteção cambial, isto é, não está exposta à variação do dólar.

Trend Bolsa Americana Dolar FIM: o fundo apresenta uma estratégia indexada e replica o índice de ações norte-americanas (S&P 500) a partir de fundos de índice (ETF) de S&P 500 e contratos futuros de S&P 500, com exposição à variação cambial do dólar.

Trend Tecnologia FIM: o fundo replica o MSCI US Investable Market Information Technology, índice composto por uma cesta de ações do setor de teconologia, principalmente nos EUA, investindo em empresas de computadores, software e internet.

A Western Asset também possui um fundo indexado, o Western Asset US Index 500 FIM, que busca superar o desempenho do S&P 500 sem variação cambial no longo prazo adotando uma gestão que visa incorporar não somente o desempenho do próprio índice, mas também o diferencial de juros entre o Brasil e os EUA.

A principal vantagem de uma estratégia passiva é o menor custo. Os fundos passivos possuem taxa de administração bem baixa por possuírem pouca complexidade na gestão. Como só compram os papéis do índice (ou ETFs) os gestores dos fundos passivos não precisam de uma equipe de analistas para olhar minuciosamente cada papel do portfólio. Eles apenas precisam controlar os aportes e os resgates dos fundo e fazer a adequação da carteira quando houver rebalanceamento do índice. Além disso, como o objetivo do fundo é apenas seguir seu índice de referência, não há cobrança de taxa de performance.

Para quem não é investidor qualificado e busca uma estratégia mais ativa em ações internacionais, que buscam retornos acima do S&P 500, a Western Asset possui o Western Asset FIA BDR Nivel I, fundo adota uma estratégia de retorno absoluto que busca entregar 4% a.a. acima da performance do S&P 500® (com variação cambial). Para tanto, o gestor adota apostas ativas em relação ao índice, através de uma carteira diversificada de recibos de ações de empresas americanas negociados no Brasil.

Diversifique com estratégias globais e melhore a relação entre risco e retorno do seu portfólio

Nas carteiras recomendadas para público geral feitas pela equipe de alocação da XP, a parcela de investimentos internacionais vai de 9,5% na Carteira Moderada até 13,5% na Carteira Agressiva.

O momento nunca foi tão propício para diversificação internacional, não importa se você é um investidor qualificado ou não. E como vimos, temos ótimas opções para quem quer melhorar o risco/retorno de suas carteiras.

Conheça fundos internacionais acessíveis e com boas oportunidades de diversificação

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM