Como traduzir o ESG em produtos?


Compartilhar:


Ultimamente, muito se fala em ESG e como endereçar questões socioambientais virou uma regra para a retomada econômica e para o tão falado “novo normal”, gerando valor a longo prazo para a sociedade. Mas o que poucos sabem, é como materializar a incorporação de princípios ESG na análise de investimentos e traduzir isso em produtos.

Segundo um levantamento feito pela Morningstar, a pedido do Capital Reset, os fundos ESG captaram ao menos R$ 2,5 bilhões em 2020. Acredito que esse número será ainda maior agora em 2021 e muitos investidores estão percebendo que essa estratégia é uma vantagem competitiva de longo prazo, o que pode ser um mitigador de risco.

O ESG não é binário e não é uma classe de ativo ou tipo de produto. Então, hoje os gestores de fundos podem adotar diversas abordagens para seleção e construção de um produto:

“Acredito que o número de Fundos ESG será ainda maior agora em 2021 e muitos investidores estão percebendo que essa estratégia é uma vantagem competitiva de longo prazo, o que pode ser um mitigador de risco”

  1. Seleção negativa: o gestor pode optar por não ter exposição a determinados setores ou companhias especificas em seus fundos de investimentos. Setores mais comuns de serem excluídos das estratégias de investimentos são: petróleo, mineração, bebidas alcoólicas, tabaco, armas e munição, dentre outros.
  2. Os gestores podem utilizar a integração ESG por meio de diferentes metodologias que podem ou não ser providas por terceiros, como empresas de classificação de risco para identificar o impacto dos fatores ESG em setores e companhias. Essas metodologias identificam como os fatores ESG se traduzem em riscos ou oportunidades de investimento podendo impactar o valuation e a precificação dos ativos da perspectiva do gestor e, ao mesmo tempo, as decisões de investimentos dos fundos (dependendo da materialidade financeira da empresa, o investimento pode não valer a pena).
  3. Também podem adotar a abordagem de investimentos temáticos, ou seja, alocar o patrimônio do fundo em temas específicos com um olhar ambiental ou social. Exemplos desse olhar: foco em água, carbono, energias renováveis e investimentos com foco social em áreas com educação, saúde e diversidade.
  4. E, por fim, alguns gestores acabam utilizando a estratégia de ativismo acionário, ou seja, engajamento com as companhias investidas para que elas adequem suas práticas internas, integrando esses critérios no processo da estratégia de longo prazo da empresa.

Como escolher um fundo ESG? Alguns questionamentos para refletir

Na ótica da construção de portfólio…

• Os ativos escolhidos estão gerando contribuições positivas?

• São alinhados com os objetivos de desenvolvimento sustentável?

• Há alguma metodologia clara de mensuração?

Na ótica do gestor…

• O gestor é signatário de algum compromisso publico relativo a investimentos sustentáveis?

• Ou então em sua governança interna, como esses critérios são considerados na tomada de decisão?

• Existe algum comitê específico para endereçar o tema?

• E na venda do produto? Como os officers levam em consideração esse olhar na relação com o cliente?

• Qual a credibilidade do gestor? Tem algum conflito de interesse?

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Veja outras publicações da coluna "Conexão ESG"
Disclaimer:

O conteúdo publicado não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/18, tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas nesta página foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP”) não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. O conteúdo também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As informações de terceiros disponibilizadas nesta página não refletem a opinião da XP, nem de nenhuma das empresas do Grupo XP Inc., de modo que ela não se responsabiliza pela veracidade, exatidão e correção das informações. Os instrumentos financeiros discutidos podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Recomenda-se uma profunda análise das características, prazos e riscos dos investimentos antes da decisão de compra/venda/aplicação/resgate. É expressamente recomendada a leitura do Regulamento, prospecto, edital e demais materiais de divulgação antes da decisão de investimento, com especial atenção aos fatores de risco. A XP não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Esse material destinado a rede de relacionamento da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP.

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.