Tudo sobre contas patrimoniais: qualifique seu investimento!

Não sabe o que são contas patrimoniais? São contas que permitem uma melhor visualização da saúde financeira da empresa. Fique ligado e invista com mais qualidade e assertividade.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Tudo sobre contas patrimoniais: qualifique seu investimento!

A análise das contas patrimoniais de uma empresa é um processo que deve ser feito pelo investidor antes de realizar qualquer aporte, considerando que a avaliação dessas contas permite visualizar a situação financeira da companhia.

Em contabilidade, o nome “conta” é dado aos componentes patrimoniais e de resultado de uma empresa, isto é, seus bens, direitos e obrigações, além de receitas e despesas, ou seja, são contas capazes de revelar dados importantes a quem quer investir.

Pensando nisso, hoje falaremos um pouco mais sobre as contas patrimoniais e de resultado e seus impactos para o investidor. Continue a leitura para tirar suas dúvidas sobre o tema!

Teoria das contas

Antes de entender o que são contas patrimoniais e de resultados, entenda o início das teorias das contas e o que cada uma representa para as empresas e também para o mercado financeiro.

Com o passar dos anos, muitos autores de renome dentro do contexto da contabilidade se debruçaram sobre o tema e buscaram explicar o que são contas patrimoniais. Disso, surgiram algumas teorias que se aplicam às contas.

Confira as três principais:

1. Teoria personalista

Para essa teoria, as contas podem ser representadas por pessoas com as quais a organização mantém algum tipo de relação jurídica. Nesse sentido, existem três tipos de pessoas (ou contas), que são:

  • Proprietários
  • Agentes consignatários
  • Agentes correspondentes.

2. Teoria materialista

Essa é uma teoria que traz uma visão mais econômica a respeito do que vem a ser uma conta. Para ela, as contas não são apenas pessoas, mas sim uma relação entre as entradas e saídas que ocorrem em uma organização.

Nesse sentido, as contas se dividem em:

  • Integrais (ou elementares) e;
  • Diferenciais (ou derivadas).

3. Teoria patrimonialista

Já para essa teoria, adotada no Brasil e mais utilizada na contabilidade atual, as contas são divididas em dois grandes grupos, que são: contas patrimoniais e de resultado. O primeiro envolve as contas do ativo, passivo e patrimônio líquido da organização. Já o segundo abrange as receitas e despesas.

Resumindo, o que são contas patrimoniais?

As contas patrimoniais da organização registram bens, direitos, obrigações e o patrimônio líquido da empresa, que podem ser ativos e passivos. Uma conta ativa terá sempre saldo devedor, já a passiva terá sempre o saldo credor.

O principal objetivo dessas contas é manter o capital de uma empresa organizado, de modo que as pessoas interessadas consigam visualizar a situação dessa companhia em um momento específico.

A situação de caixa, endividamento e outros detalhes são alguns pontos a visualizar e que permitem saber se a empresa está em crescimento ou não.

Todavia, é importante que esses stakeholders possuam alguma noção de contabilidade para que possam aproveitar essas informações da melhor forma. Por isso, entenda mais sobre o que é balanço patrimonial e entenda como interpretar os dados empresariais.

Seu patrimônio pode render mais quando investido nos lugares certos. Abra sua conta na XP e conte com carteiras recomendadas, assessoria e relatórios exclusivos, além de outros benefícios para você investir com assertividade.

As 3 principais contas patrimoniais

Foto de mulher analisando páginas de dados de contas patrimoniais. Ao lado há notebook e celular.
As contas patrimoniais são pontos de análise para o investidor. Domine esse conhecimento e invista melhor!

Você já entendeu o que são contas patrimoniais e que existem 3 delas: a de ativos, de passivos e de patrimônio líquido. Aqui vamos te contar sobre cada uma delas com mais detalhes:

1. Contas patrimoniais de ativo

O ativo de uma organização representa tudo aquilo que envolve seus bens e direitos. Ou seja, é tudo aquilo que a empresa possui na data de sua demonstração contábil, tais como:

  • Recursos financeiros;
  • Propriedades adquiridas e;
  • Demais aquisições.

São divididas com base no curto e no longo prazos. Por longo prazo, deve-se considerar aquilo que ultrapassa 12 meses. Assim, os bens e direitos do ativo de curto prazo são chamados de ativo circulante, já os de longo prazo, de ativo não circulante.

1.1 Ativos circulantes

São exemplos de ativos circulantes:

  • Estoque livre;
  • Contas a receber;
  • Impostos a restituir;
  • Dinheiro em caixa (espécie);
  • Bens ou produtos destinados à venda

1.2 Ativos não circulantes

São ativos dotados de menor liquidez, ou seja, mais difíceis de se transformar em dinheiro no curto prazo. Também incluem aquilo que a empresa não tem interesse em converter em capital, pois são bens e direitos voltados para o seu funcionamento. Veja um exemplo de contas patrimoniais de ativo:

Print da tabela de contas patrimoniais de ativo.
Fonte: blog.maxieduca

2.    Contas patrimoniais de passivos

As contas do passivo representam as obrigações e dívidas de uma determinada organização. De uma forma resumida, elas abarcam tudo o que gera algum tipo de despesa.

Portanto, nessas contas são alocados:

  • Contas a pagar;
  • Empréstimos realizados;
  • Salários de seus funcionários.

Ou seja, devem abranger tudo o que virá a ser pago pela organização.

Veja um exemplo de contas patrimoniais de passivo:

Print da tabela de contas patrimoniais de passivo.
Fonte: blog.maxieduca

3.    Patrimônio líquido

É nessa conta que encontramos o capital próprio da empresa. Ela é representada pela diferença entre o ativo e o passivo da organização. As duas principais contas do patrimônio líquido são:

  • Lucro acumulado ao longo do período;
  • Valores investidos pelos sócios.

Funcionalidade das contas

As contas patrimoniais também podem ser divididas quanto a sua funcionalidade. São elas:

  • Contas unilaterais: são tipos de contas que sofrem modificações apenas em um sentido (débito ou crédito), sendo um exemplo as contas de receitas;
  • Contas bilaterais: são contas que sofrem modificações nos dois sentidos, logo, aceitam tanto registros de crédito quanto de débito. Um grande exemplo é a conta caixa.

Contas patrimoniais e de resultados

Durante o conteúdo falamos algumas vezes sobre a existência de duas contas, a conta patrimonial e de resultado. Mas você já sabe qual a diferença entre elas. Entenda, de uma forma rápida e prática, no esquema abaixo:

Esquema explicativo das diferenças entre contas patrimoniais e de resultado, há no fundo cédulas de dólar de forma quase invisível .

Resumindo, as contas patrimoniais se referem ao ativo, passivo e ao patrimônio líquido da entidade, enquanto as contas de resultado são divididas em natureza devedora e credora, sendo que a primeira traz as despesas e a segunda, as receitas dessa empresa.

Os termos “devedor” e “credor”, em contabilidade, são utilizados de uma forma diferente daquela que estamos acostumados a lidar quando analisamos, por exemplo, um extrato bancário.

Neste caso, se algo aumenta o saldo devedor, é considerado um crédito. Já aquilo que diminui um saldo credor é considerado um débito.

São nessas contas do ativo e do passivo que ocorrem os chamados fatos permutativos, que são fatos contábeis que não alteram diretamente o patrimônio líquido de uma empresa.

Investindo com a XP

Agora que você já sabe tudo sobre as contas patrimoniais, poderá fazer uma análise mais aprofundada das empresas que lhe interessam antes de começar a investir. Nesse sentido, para se obter bons resultados, é importante escolher uma corretora.

Na XP, além de contar com uma grande variedade de produtos financeiros, você ainda tem a segurança de ser cliente de uma das maiores e mais sólidas corretoras do país.

Gostou de saber o que são e ainda conferir alguns exemplos de contas patrimoniais? Então, continue navegando em nosso site para mais conteúdos como este.

Falta pouco para você começar a investir. Abra sua conta na XP, é grátis e seu cadastro dura apenas 2 minutos!



Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.