XP Expert

Resumo Diário de Política 23/09/2020: Governo intensifica ofensiva na Câmara para discutir a implementação de tributo sobre transações

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O governo intensificou sua ofensiva na Câmara para discutir a implementação de um tributo sobre transações (https://bit.ly/2RO20g8 e https://bit.ly/363BEPw) — embora ainda haja desencontro no noticiário sobre o aval do Executivo à proposta (https://bit.ly/300JVjs). Ricardo Barros, líder do governo, recebeu Paulo Guedes e líderes para negociar o envio do texto. Para facilitar sua aceitação, a ideia é que a proposta tenha validade temporária, de seis anos. Ainda não há definição sobre como ela seria encaminhada à Câmara.

O novo imposto arrecadaria R$ 120 bilhões para custear a desoneração da folha de pagamentos até o limite de um salário mínimo e a redução de 20% para 10% na contribuição acima disso — além da ampliação da faixa de isenção do imposto de renda de R$ 1.900 para R$ 3.000.

Segundo ministro com quem falamos, o plano se tornou uma “obsessão” de Paulo Guedes, mas continua sofrendo restrição de Rodrigo Maia. Para além da resistência, conta também com o calendário como adversário de peso.

Em outro tema no qual o Planalto está às voltas faz tempo, o governo deu sequência às conversas para buscar uma saída na PEC do Pacto Federativo para financiar o Renda Brasil, com a perspectiva, segundo o líder no Congresso, Eduardo Gomes, de manter conversas “até a semana que vem” (https://glo.bo/3kGpz6V)

No capítulo jurídico, a ausência injustificada de Flávio Bolsonaro na acareação com Paulo Marinho na investigação sobre possível vazamento de operação da PF foi vista como crime de desobediência pelo procurador, que pediu providências à PGR (https://bit.ly/32SqqeG).

E, na Assembleia Geral da ONU, Bolsonaro seguiu o script já divulgado: exaltou a ação do governo frente à pandemia, se defendeu de críticas na área ambiental e acenou a Donald Trump — a fala não foi bem recebida pelos jornais (https://glo.bo/367Drmy).

Nas redes

O discurso de Bolsonaro foi o destaque das redes nas últimas 24 horas, segundo monitoramento XP-Conatus. O tema teve repercussão majoritariamente negativa, não apenas entre a oposição, mas também em grupos não alinhados, que denunciaram falhas na fala do presidente. Apoiadores, em menor proporção, promoveram o discurso com a linha de que, “se a imprensa critica, está bom”. 

Outro tema que permanece em alta é a campanha pelo auxílio emergencial de R$ 600,00, pauta que cresceu 90% no Twitter em relação ao dia anterior. A linha é pressionar o presidente Rodrigo Maia a pautar a medida provisória que prevê pagamentos de R$ 300 para permitir sua alteração.

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 31.174.627 casos confirmados e 962.613 óbitos (https://bit.ly/3ge3REZ). 

Democratas, republicanos e a Casa Branca chegaram a um acordo orçamentário que permite o funcionamento do governo até 11 de dezembro. O projeto foi aprovado na Câmara e deve ser votado no Senado ainda nesta semana. Após a eleição, os partidos devem retomar negociações para o orçamento de 2021 (https://on.wsj.com/32Uqhre). 

E mais senadores republicanos indicaram que seriam favoráveis a confirmar a candidata de Trump à Corte Suprema antes da eleição presidencial, o que daria ao presidente os votos necessários. Vale lembrar, no entanto, que a confirmação é um processo complexo e que, com apenas 11 sessões no Senado até a eleição, os democratas ainda têm chance de adiar a votação (https://bit.ly/3mKSclh). 

Na Assembleia Geral da ONU, Trump renovou ataques à China e pediu que país seja responsabilizado pela pandemia provocada pelo novo coronavírus (https://glo.bo/2FW37YJ).

Hoje é o 632° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 196° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 53 dias para as eleições municipais.

Faltam 41 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.