XP Expert

XP Morning Call 14/01/2019: Dados mais fracos de China pesam no mercado

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Governo fará propaganda para defender reforma da previdência.
  2.  Reforma da Previdência: Nova proposta poderia gerar economia de até R$1 trilhão

Internacional

  1. Queda nas exportações e importações da China levanta preocupações sobre economia global
  2.  Brexit: Incerteza permanece para a votação de amanhã

Empresas

  1. Petrobras: Presidente do STF derruba liminar que comprometia venda de ativos
  2. Aéreas: Hoje acontece audiência entre Avianca Brasil e companhias de Leasing
  3. Bradesco (BBDC4): Lazari implementa sua primeira reorganização

COE News

  1. Apple planeja lançar três novos iPhones em 2019

Resumo

Dados mais fracos de China pesam no mercado

Os mercados globais operam em território negativo hoje seguindo dados mais fracos da balança comercial Chinesa. Ásia fechou com 0,5% de queda, Europa segue o movimento, petróleo cai 1%

As exportações Chinesas tiveram maior queda em dois anos em dezembro (-4,4% contra dez-17), enquanto as importações contraíram 7,6%. A leitura foi abaixo do consenso, e sugere que a China pode ter esfriado além do esperado, apesar das medidas de estímulo do governo.

Os dados também mostraram que a China registrou seu maior superávit comercial com os EUA, o que poderia levar Trump a aumentar a pressão sobre Beijing. Esperamos que o crescimento comece a estabilizar no 1T na China, à medida que as políticas de estímulo comecem a ser refletidas.

Nos EUA, a paralização parcial do governo entra no 24º dia, maior da história, enquanto na Europa, destaque para votação do Brexit, agendada para amanhã, com muita incerteza em relação ao resultado.

No Brasil, o Valor Econômico destaca que a proposta da Reforma da Previdência está sendo finalizada para ser apresentada ao presidente Bolsonaro e deve gerar economia de até R$1 trilhão em 10 anos, superior aos R$802,3 bilhões calculados na proposta anterior do ex-presidente Temer.

Do lado das empresas, sobre Petrobras, durante o final de semana o presidente do STF Dias Toffoli derrubou decisão do Ministro Marco Aurélio Mello que comprometia a venda de ativos de Exploração e Produção da empresa. Hoje acontece reunião entre a Avianca e companhias de leasing, onde, de acordo com a mídia local, deverá ser decidido se devolverá parte da frota.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Governo fará propaganda para defender reforma da previdência.

  • Para aprovar a reforma da previdência, governo fará campanha publicitária e usará as redes sociais para convencer a população a pressionar os parlamentares, que sem liberação de cargos e emendas, tendem a gerar resistência; 
  • O deputado Ricardo Barros (PP-PR) se lança candidato à presidência da Câmara. Por sua vez, Rodrigo Maia (DEM), em busca de ampliar apoios, recorre aos líderes das bancadas evangélica, da agricultura e da segurança.

Reforma da Previdência: Nova proposta poderia gerar economia de até R$1 trilhão

  • Segundo o Valor Econômico, a proposta da Reforma da Previdência que está sendo finalizada para ser apresentada ao presidente Bolsonaro deve gerar em 10 anos uma economia de até R$1 trilhão, superior aos R$802,3 bilhões calculados com base na proposta anterior do ex-presidente Temer;
  • A maior economia seria fruto de regras mais rígidas para a aposentadoria de servidores públicos (inclusive quanto a regimes especiais como professores e policiais), além de um período de transição para o atual sistema que pode ser de 10 ou 20 anos;
  • O real impacto da reforma depende de ajustes que serão feitos até a próxima semana, quando a versão alinhada com a Casa Civil será apresentada ao presidente. Após tal etapa, o texto do governo só seria levado ao Congresso em fevereiro.

Internacional

Queda nas exportações e importações da China levanta preocupações sobre economia global

  • As exportações da China tiveram maior queda em dois anos em dezembro, enquanto as importações também contraíram, apontando para uma fraqueza adicional no país apesar das medidas de estimulo e deterioração da demanda global;
  • As importações caíram 7,6% A/A em dezembro, contra um aumento esperado de 4,5%, enquanto as exportações caíram 4,4%, contra um aumento esperado de 2%. Além disso, os dados também mostraram que a China registrou seu maior superávit comercial com os Estados Unidos, o que poderia levar o presidente Donald Trump a aumentar a pressão sobre Pequim em sua disputa comercial, segundo notícias;
  • Os dados reforçaram as preocupações de que as tarifas dos EUA sobre os produtos chineses estejam começando a impactar a economia chinesa. Esperamos que o crescimento comece a estabilizar no 1T na China, à medida que as políticas de estímulo comecem a ser refletidas.

 
Brexit: Incerteza permanece para a votação de amanhã

  • A libra cai hoje da máxima de sete semanas enquanto os investidores se preparam para a votação do acordo Brexit da Theresa May amanhã. O futuro da saída da Grã-Bretanha da UE é profundamente incerto, já que os resultados possíveis vão desde uma saída desordenada até a reversão completa do Brexit, segundo a Reuters;
  • Uma questão chave é se a votação do acordo de May pelo parlamento na terça-feira significará que a Grã-Bretanha não deixará a UE em 29 de março. Nesse caso, os economistas esperam que ela mantenha a data de saída e traga uma versão melhorada do acordo;
  • May fará uma declaração ao parlamento hoje 15:30 (GMT) antes que os legisladores continuem seu debate sobre seu acordo Brexit. A ministra tem alertado o Parlamento sobre a catástrofe para a democracia que o fracasso do Brexit representaria.

Empresas

Petrobras: Presidente do STF derruba liminar que comprometia venda de ativos

  • No último sábado, 12/01, o presidente do STF Dias Toffoli derrubou decisão do Ministro Marco Aurélio Mello que comprometia a venda de ativos da Petrobras, atendendo a recurso da União;
  • Marco Aurélio Mello havia atendido em dezembro a pedido do PT e suspendeu a eficácia do decreto 9355/2018, que trazia regras de governança e boas práticas para a venda de ativos de exploração, desenvolvimento e produção (E&P) da Petrobras. Em consequência, a Petrobras anunciou a suspensão de novos projetos de desinvestimentos desses ativos;
  • Em sua decisão, o presidente do STF considerou que a decisão do colega representa “risco de gravíssimo comprometimento das atividades do setor de petróleo no país” e destacou o processo de recuperação financeira que a Petrobras se encontra, com R$291,83 bilhões de endividamento.

 
Aéreas: Hoje acontece audiência entre Avianca Brasil e companhias de Leasing

  • Acontecerá hoje a audiência entre a Avianca Brasil e as empresas de leasing, onde, de acordo com notícias da mídia, deverá ser decidido se a companhia deverá devolver parte da frota;
  • Embora o número de jatos em questão não seja oficial, “recortes” de diferentes veículos de mídia somam um montante relevante de jatos, que se retirados da companhia poderiam comprometer a operação;
  • Nossas projeções (e as das empresas) não embutem potenciais impactos desse evento. Redução de oferta por parte da companhia poderia impactar positivamente as outras companhias. Nesse cenário, acreditamos que a Gol poderia ser mais diretamente impactada, dada a alta sobreposição de rotas com a Avianca. Para mais informações, acesse o link para nosso último relatório do setor.

Bradesco (BBDC4): Lazari implementa sua primeira reorganização

  • Segundo o Valor Econômico, o Bradesco anunciará mudanças em suas vice-presidências com o objetivo de simplificar a estrutura de tomada de decisão do banco e o tornar mais ágil;
  • O número de vice-presidências será reduzido de seis para quatro, representadas pelos seguintes executivos: Eurico Fabri (varejo e rede de varejo), Marcelo Noronha (atacado), Cassiano Scarpelli (alta renda e rede de alta renda) e André Cano (jurídico, recursos humanos e agora, operações e tecnologia). A saída de Denise Pavarina, diretora com 30 anos de casa, já foi confirmada e André Cano acumulará a função de Relações com o Mercado;
  • Vemos o Bradesco no caminho para elevar sua rentabilidade através de maior concessão de crédito e menores custos administrativos. Temos recomendação de Compra para as ações com Preço-Alvo de R$40,00.

União Europeia deve restringir a compra de sete tipos de aço do Brasil

  • A União Europeia (UE) deverá impor limites à entrada de sete produtos siderúrgicos exportados pelo Brasil para seus países-membros a partir de 2 de fevereiro, visando proteger produtores locais e ilustrando a guerra de mercado nesse segmento;
  • Dos 28 produtos que terão suas importações limitadas, o Brasil é atingido em sete: laminados planos a quente, laminados planos a frio, folhas metálicas, chapas grossas, laminados planos de aço inoxidável, perfis e outros tubos sem costura;
  • O mercado europeu foi o destino de 18,1% das exportações brasileiras de aço em 2017. Contudo, a situação do Brasil é menos desconfortável quando comparado à dos outros países, dado que boa parte de suas exportações para a Europa é de aço semiacabado, que está excluído do plano de restrições.

Sabesp: Meirelles espera concluir capitalização ou privatização ainda esse ano

  • O secretário estadual da Fazenda de São Paulo, Henrique Meirelles, afirmou que espera concluir ainda esse ano a capitalização ou privatização da Sabesp;
  • A decisão dependerá da transformação ou não em lei da MP que atualiza o Marco Legal do Saneamento básico, e a Sabesp seria privatizada no primeiro caso;
  • Caso se decida pela capitalização, estima-se uma captação de R$5 bilhões, do qual R$1 bilhão seria investido na empresa e R$4 bilhões iriam para o orçamento paulista. Em caso de privatização, haveria um cronograma acelerado para concluir o processo ainda esse ano.
Ministério da agricultura suspende operações de unidade da JBS em SP
  • Segundo o Valor Econômico, o abatedouro de frango da Seara, subsidiária da JBS, em Itapetininga teve as operações suspensas pelo Ministério da Agricultura;
  • A empresa informou que está fazendo ajustes técnicos pedidos pelo Ministério da Agricultura e disse que as atividades devem ser retomadas nos próximos dias, após atendimento às demandas do órgão.

COE News

Apple planeja lançar três novos iPhones em 2019

  • O objetivo é lançar três novos modelos do iPhone no segundo semestre deste ano, incluindo um sucessor para o modelo mais acessível, que possui tela de cristal líquido (LCD) e ficou aquém das expectativas de vendas ao longo dos últimos meses; 
  • A empresa ainda seguirá com telas LCD para os modelos mais acessíveis, pois a linha de produção ainda não está preparada para ser alterada facilmente. Com o objetivo de reduzir custos, a Apple também está considerando o corte de funções em sua linha de produção para este ano. Isso inclui a função force-touch, que torna a tela sensível à pressão na ponta dos dedos; 
  • A inovação da Apple em torno dos iPhones é fundamental para atrair os consumidores. Na China, região que representa 20% das receitas, a empresa vem enfrentando maior competição, sobretudo por parte de fabricantes locais como Huawei. Assim como o XS e XS Max, os dois modelos mais sofisticados a serem lançados poderão apresentar telas OLED e novas funcionalidades como  câmera tripla na parte de traz dos aparelhos.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.