XP Expert

Temporada de resultados do 4º trimestre de 2021 nos EUA (04/fev/22) – 🌎Mundo em 60s

Confira os principais destaques da temporada de resultados dos Estados Unidos nesta semana

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bolsas: A semana foi marcada pela pela divulgação dos balanço das big techs americanas. Os resultados vieram mistos, com destaque ao Meta (antigo Facebook) que registrou uma perda de valor de mercado de US$ 250 bilhões, o maior da história nos EUA. Por outro lado, resultados positivos da Amazon melhoraram o humor do mercado ao final da semana, e os índices americanos fecharam no positivo (Nasdaq 100 +1,7% na semana e S&P 500, +1,2%). Adicionalmente, destaque para o relatório de empregos de janeiro dos EUA que veio em 467 mil vagas criadas pela economia americana, muito acima das expectativas de 150 mil vagas de emprego, e reforçou expectativas de que o Federal Reserve irá subir as taxas de juros mais rapidamente.

Na Europa, o Stoxx Europe 600 caiu -1,3% em meio ao tom cada vez mais agressivo dos bancos centrais. Nesta semana, o Banco Central da Inglaterra elevou a taxa de juros para 0,5%, o que era esperado, mas quatro dos nove membros votaram por uma alta ainda mais forte. E a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, fez um discurso duro, afirmando não mais descartar uma alta nas taxas de juros este ano, citando o dados elevados de inflação.

Setores: O setor petrolífero teve a maior alta da semana (+4,8%) e continua sendo sustentado pela alta nos preços de petróleo que atingiram máximas em sete anos nesta sexta-feira, com tensões geopolíticas na Ucrânia e uma tempestade de inverno nos Estados Unidos, alimentando preocupações sobre interrupções no fornecimento. O setor financeiro (+2,3%) se recuperou um pouco das perdas das últimas semanas depois da queda devido ao elevado aumento de despesas com salários pelas instituições financeiras. O destaque negativo da semana vai para o setor de comunicação (-3,1%), que acabou sofrendo com os resultados do Facebook (FBOK34) que frustraram expectativas.


Temporada de resultados do 4º trimestre de 2021 nos EUA

Até o final desta sexta-feira, 72,7% do valor de mercado do S&P 500 terá divulgado seus números e a temporada deve desacelerar nas próximas semanas. O destaque negativo dos últimos dias foi Meta (FBOK34), que reportou uma desaceleração no número de usuários ativos e providenciou um guidance que não agradou o mercado. Por outro lado, Google (GOGL34) e Amazon (AMZO34) registraram forte crescimento nos segmentos de publicidade digital e nuvem.

Até essa sexta feira, 276 empresas do S&P 500 divulgaram e 76,8% delas vieram com lucros acima das expectativas, semelhante à temporada do 3º trimestre de 2021.

No agregado de empresas que já começaram a divulgar, a superação de receitas veio +3,2% acima do consenso, com destaque para o setor de energia (+15,9% de surpresa) que foi impulsionado pela recuperação do preço do petróleo e gás.

Em termos de lucros, a surpresa agregada está em +8,9% acima das expectativas, levemente abaixo dos +9,2% do 3º trimestre de 2021.

Em termos de crescimento, as receitas agregadas apresentaram +16,2% de expansão ao passo que os lucros vieram +30,3% acima do 4º trimestre de 2020.

O resultado que mais chamou a atenção na semana foi do Facebook (FBOK34), que divulgou uma desaceleração no número de usuários e uma receita de -13% abaixo das expectativas dos analistas, a big tech americana também está sentindo o impacto do interesse maior pelos vídeos curtos, onde a publicidade não é tão lucrativa para a empresa e a concorrência é forte. Em um único dia, o BDR da empresa caiu -11% e a ação negociada lá fora na Nasdaq sofreu uma queda de -26%.

► Já o balanço da Amazon (AMZO34) mostrou que o segmento de publicidade apresentou alto crescimento de +32% a/a, para US$ 9,7bi durante o trimestre. A receita da Amazon Web Services, negócio de nuvem da empresa subiu quase +40%, para US$ 17,8 bi.

► A Alphabet (GOGL34), dona do Google, reportou que a receita proveniente de anúncios e publicidade foi de US$ 61,24bi no trimestre, um aumento de 33% em relação aos US$ 46,2bi no mesmo período do ano anterior. O segmento de nuvem também foi destaque e registrou um crescimento de receita de +45%, para US$ 5,54 bi.

O preço do S&P 500 ainda teria +10,6% para ficar alinhado com a crescente expectativa de lucro para 2022.

O preço do Nasdaq 100 ainda teria que subir +12,2% para ficar alinhado com a expectativa de lucro para 2022. A queda no preço do índice, portanto, é proveniente da contração dos múltiplos de negociação em função das perspectivas de alta de juros, atrelado ao balanço trimestral da Meta que decepcionou.

Gostou do conteúdo? Nos avalie abaixo:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.