XP Expert

🌎RADAR GLOBAL: TSMC e bancos reportam

Resultados da TSMC, hashrate nos EUA e cadeias de produção

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Mercados globais amanhecem levemente positivos (EUA +0,4% e Europa +0,4%) após o índice americano (S&P 500) registrar, no pregão de ontem, sua maior alta desde março, impulsionada pelos bons resultados divulgados  até o momento e pela assinatura da proposta de lei permitindo a extensão da dívida americana pelo presidente Joe Biden. O petróleo (+0,8%) amanhece mais um dia em alta em consequência do pronunciamento da International Energy Agency, sugerindo que, enquanto a OPEC+ não realizar um aumento de produção da commodity, deverá haver um desequilíbrio entre oferta e demanda de 700 mil barris/dia até o final do ano. O Bitcoin (+2,8%) negocia próximo aos US$ 60 mil em reação ao tweet da SEC (CVM americana), afirmando que investidores deverão analisar os riscos e benefícios antes de investirem em um fundo detentor de contratos futuros de Bitcoin. O pronunciamento alimentou o sentimento de otimismo do mercado em relação à aprovação dos ETFs de Bitcoin que investem em contratos futuros do criptoativo ainda neste mês.

Coronavírus: Comitê consultivo do FDA recomendou unanimemente conceder doses de reforço da vacina COVID-19 da Moderna para pessoas com 65 anos ou mais e outros americanos vulneráveis. Espera-se que o CDC vote a proposta na próxima semana e, com a aprovação, as vacinas de reforço podem ser aplicadas imediatamente em americanos elegíveis que completaram suas imunizações há pelo menos seis meses. Ações da empresa fecharam ontem em alta de +3,3% com o anúncio.

Inscreva-se aqui para receber o nosso conteúdo diário.

EMPRESAS

TSMC surfa na demanda insaciável por semicondutores: A gigante asiática reportou seus resultados no período pré-mercado, com uma receita de NT$ 414,7bi vs. NT$ 413,5bi, em linha com as expectativas; o lucro líquido foi de NT$ 156,3bi vs. NT$ 149,6bi, uma surpresa de +4,5%, resultando em um LPA de NT$ 6,03. O sólido resultado da TSMC foi consequência da forte demanda por seus semicondutores, em todos os segmentos. Para o próximo trimestre, a companhia pontuou que deve continuar operando próxima de sua capacidade máxima enquanto trabalha na construção de novas fábricas e que os preços dos seus chips deverão continuar aumentando. Em termos de projeções, a TSMC espera atingir uma receita entre NT$ 431,2bi – NT$ 439,6bi e uma margem bruta entre 51%-53% no quarto trimestre de 2021.

Cenário macro segue favorável aos bancos, Bank of America libera reservas e reporta acima do consenso: O banco americano reportou uma receita de US$ 22,9bi vs. US$ 21,7bi das expectativas; o lucro líquido foi de US$ 7,3bi vs. US$ 6,1bi, uma surpresa de +19,6% sobre as projeções dos analistas, assim gerando um LPA de US$ 0,85. O bom resultado teve suporte na liberação de US$ 1,1bi de reservas de liquidez somadas ao forte faturamento proveniente dos segmentos de investment banking e wealth management.

Ainda sobre bancos… o Citi também reportou um resultado robusto, com forte surpresa de +29% no lucro líquido reportado em relação ao consenso. Os fatores que corroboraram para o bom desempenho são semelhantes ao do seu rival, citado acima, como liberação de reservas de liquidez e forte demanda nos segmentos de investment banking e wealth management.

Mineração de bitcoin americana bate recorde: Os EUA tornaram-se o principal destino dos mineradores de bitcoin, ultrapassando a China pela 1ª vez, conforme dados divulgados pela Universidade de Cambridge. Em comparação com 2020, o país registrou um aumento de +428% no hashrate – termo utilizado para descrever o poder de computação coletivo dos mineradores. Além disso, os Estados Unidos preenchem muitos requisitos para os mineradores de Bitcoin por possuírem estados, como o Texas, com um dos preços de energia mais baixos do mundo, além do fato de o país ser forte em energias renováveis, que representam cerca de 21% da matriz americana.

China vs. Bitcoin: Em parte, a recém dominância dos EUA na indústria de mineração se deve a decisões centrais da China. Há um ano, a China era líder de mercado em termos de hashrate, porém, estima-se que a recente repressão no país reduziu o poder computacional de seus mineradores em ~50%. Os dados recém-divulgados de Cambridge zeram a participação média mensal da China no hashrate global em julho – uma grande reversão em relação a setembro de 2020, quando a China conquistou cerca de 67% do mercado.

Para saber mais sobre o impacto do Bitcoin no meio ambiente, leia nosso relatório aqui.

Enfrentando gigantes: A SumUp, uma processadora britânica de pagamentos, adquiriu a startup de marketing Fivestars em uma tentativa de expandir seu alcance nos EUA e enfrentar gigantes como PayPal (PYPL34) e Square. A americana Fivestars, que foi comprada por US$ 317 milhões pela SumUp, ajuda os comerciantes a configurar esquemas de recompensas e promoções para os clientes. O acordo dá à SumUp acesso aos 12.000 clientes da Fivestar e US$ 3 bilhões em vendas por ano.

Falando em estratégia: A SumUp concorre com a iZettle da Suécia, adquirida pelo PayPal em 2018, e também com a Square, do fundador do Twitter, Jack Dorsey. Enquanto a startup planeja uma expansão nos EUA, a rivalidade com esses grandes jogadores deve se intensificar. Mas a companhia acredita que há espaço suficiente para uma série de empresas diferentes coexistirem no setor. Antes do acordo com a SumUp, a Fivestars arrecadou um total de US$ 115 milhões e ganhou o apoio de investidores e conta com o apoio de empresas como Goldman Sachs, Temasek de Cingapura e Bain Capital.

ANÁLISE

Fonte: Bloomberg

O quão alarmante são os problemas nas cadeias de produção? Um levantamento feito pelo Bloomberg aponta que a expressão “cadeia de produção” foi mencionada cerca de 3 mil vezes nas divulgações de resultados deste ano. A rápida retomada econômica global resultou em dificuldades na distribuição de produtos e matéria prima, somados ao congestionamento de portos devido ao grande fluxo de navios cargueiros. Com a chegada do final do ano e datas comemorativas, a maior demanda por produtos pode acabar agravando a situação e resultando em um aumento ainda maior no custo dos fretes globalmente. Tendo em vista este cenário, para contrabalancear os custos operacionais, empresas podem acabar tendo que realizar um aumento nos preços dos seus produtos, contribuindo para um aquecimento da inflação ao consumidor final.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nosso link de cadastro e nos avalie abaixo:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.