XP Expert

Mundo em 60 segundos: fim da crise ou vitória Pírrica?

Panorama semanal, análises de cenário e ações globais

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Tecnicamente, iniciamos um novo bull market, após alta de mais de 20% nos mercados globais, encerrando o bear market (mais de 20% de queda) mais rápido da história. À medida que investidores pessimistas desenvolvem FOMO (fear of missing out, ou medo de perder oportunidades), posições vendidas são desfeitas e as compras começam.

Metralhadora ligada: bancos centrais injetam liquidez de US$ 7tri, e estímulos monetários e fiscais já totalizam 15% do PIB global. Fed anunciou mais US$ 2.3tri em estímulos e a União Europeia aprovou US$ 590bi, eliminando dúvidas sobre a disposição dos bancos centrais de “fazer o que for necessário” para apoiar a economia. As compras incluem dívidas de companhias que tiveram a classificação de risco de crédito rebaixada, puxando alta de ETFs de high yield para nível recorde desde 2009. A regra é: não fique na frente do Fed, pois ele comprará até enciclopédias e coleção de figurinhas de baseball se for preciso.

Resultado? S&P 500 registrou o maior ganho semanal desde 1974 (+12,1%), apesar dos 6,6 milhões de pedidos de auxílio desemprego anunciados na quinta-feira nos EUA (nível razoável seria < 1 milhão). E os riscos de longo prazo de inflação e colapso da moeda? Sim, o ouro (proteção) já sobe 11% no ano, alcançando o maior patamar em 7 anos. Petróleo Brent, que acumula queda de 52% no ano, ensaia recuperação com acordo Russo-Saudita para cortar produção em 10% (pouco).

Ações globais já recuperaram 22% desde o fundo, mas ainda caem 17% no ano. No lado negativo, ¾ dessa recuperação foi explicada por expansão de múltiplos (P/E, ou preços subindo) e apenas ¼ por crescimento de EPS (lucro por ação). O que evitaria uma “recuperação em formato W” (piorar novamente antes de melhorar)? Potencial revisão positiva de lucros das empresas, dado que vimos reduções em estimativas de fatalidades do COVID-19 e do tempo de lockdown da economia.

Bernie Sanders desistiu da corrida presidencial; teremos Joe Biden (ou alguém de fora como Andrew Cuomo) contra Trump em 3 de novembro. Bill Gates testa vacina. Boris Johnson melhora.

Transformando crise em oportunidade: Amazon contratou 80 mil funcionários, Zoom viu aumento de 10 milhões de usuários/dia para 200 milhões, Apple teve 23% mais vendas na loja de aplicativos, Quibi lançou plataforma para concorrer com Netflix, jogos eletrônicos e aplicativos de saúde e fitness durante a QUARENTENA nunca tiveram tanta demanda.

Recessão curta favorece posicionamento em ações com valuation descontado, crédito de maior risco, small caps e mercados emergentes. Recessão longa pede ações defensivas de qualidade, títulos do tesouro americano, dólar e ouro. Fim da crise ou vitória Pírrica?

conteudos.xpi.com.br/internacional

@ggiserman
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.