Coronavírus: Comparando o Brasil com outros países

Com notícias mundo afora destacando o Brasil como um dos piores casos da pandemia no mundo, essa é a pergunta que ronda a cabeça de todos os investidores.


Compartilhar:


Com notícias mundo afora destacando o Brasil como um dos piores casos de coronavírus do mundo, a pergunta que ronda a cabeça de todos os investidores é: Quão crítica está a situação do Brasil?

23.473 mortes oficiais até o dia 26-Maio. O número fala por si só. É nítido que a situação do Brasil é bastante ruim e crítica sim, tendo em mente que todas essas vidas perdidas não tem preço.

Porém, infelizmente, sabemos que o mundo todo está passando por uma situação parecida durante essa pandemia. Assim, é impossível não compararmos o Brasil à outros países.

Após a publicação do nosso modelo open-source de projeção do coronavírus, este artigo visa oferecer uma perspectiva um pouco diferente sobre os números de cada país. Importante: este artigo não visa discutir sobre quarentena e efetividade ou não das medidas de distanciamento social.

A abordagem atual

Gráficos como este têm sido mostrados e acompanhados por alguns dos principais veículos de mídia do mundo. A idéia é bastante simples: o gráfico mostra a média das mortes dos últimos dias, para cada dia depois do centésimo caso confirmado naquele país. O objetivo é analisar comparativamente quão ruim está a situação em cada país.

Não é nenhuma surpresa que, com os resultados mostrados, o Brasil tem ganhado bastante atenção global como um caso ruim de tentativa de lidar com o vírus.

Sem dúvida o número de fatalidades é a estatística mais importante. Afinal, nada é pior para uma nação do que perder vidas. O gráfico proposto acima passa apenas um quadro momentâneo da situação em cada país.

Porém, considerando que o ritmo do contágio de cada país pode ser bastante diferente devido aos mais diversos e desconhecidos motivos (de medidas sociais à temperatura de cada região), a média dos últimos dias não é o dado que mais importa e sim o número total de fatalidades.

O gráfico acima já mostra um contexto diferente, ainda que o Brasil continue se destacando pela contínua aceleração, enquanto o resto do mundo já começa a dar sinais de desaceleração.

Uma perspectiva diferente

Ao observar os gráfico acima, uma questão bastante relevante vem à cabeça: não é esperado que países com mais habitantes sofram mais mortes? Encontramos poucas discussões que olham o problema sob esta ótica, utilizando como parâmetro o tamanho da população, por mais intuitiva que ela possa parecer.

Refizemos a leitura da média de mortes diárias, porém desta vez como percentual da população. Podemos observar que o Brasil ainda possui um número alto, mesmo considerando que tenha perdido destaque em comparação aos outros países.

Por fim, refizemos a leitura de fatalidades totais como um percentual da população. O resultado final é um quadro bastante diferente do que vem sido discutido no noticiário. E o Brasil aparece com uma das curvas mais baixas em relação à outros países, sejam eles desenvolvidos como Europa e os EUA ou emergentes.

Concluindo, é claro que a situação do mundo todo é extremamente problemática, infeliz e as perdas humanitárias dessa pandemia são incalculáveis. Todavia, dependendo de como abordarmos o problema, o Brasil está vivendo uma situação bastante crítica, mas que também é relacionada com o tamanho de sua população, que tem de ser levada em consideração quando feita a análise dos dados. A inclinação da curva no Brasil também se mostrou um pouco mais “achatada” do que a rápida expansão de casos que vimos em outros países, como EUA, Inglaterra, Espanha e Itália, e por isso o país ainda não chegou ao pico de casos.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.