Resumo Semanal de FIIs – 06/11

Saiba todos os acontecimentos da semana no universo de FIIs


Compartilhar:


Panorama da Semana

O IFIX, índice de fundos imobiliários, fechou a semana em alta de 1,02%, após queda de -1,9% na semana passada, impulsionada positivamente pelos fundos imobiliários do segmento de shoppings e negativamente pelos fundos imobiliários do segmento de lajes corporativas. Sobre os índices de fundos imobiliários da XP, o XPFI apresentou a performance de 1,03%, XPFT de 1,30% e XPFP de 1,08%. O Ibov registrou alta de 7,42% na semana, 6,40 p.p acima do IFIX.

No mercado internacional, as atenções se mantêm voltadas às eleições americanas, que permanecem sem resultado definitivo da disputa presidencial. Além disso, na Europa, os efeitos da segunda onda de Lockdown já são esperados, com uma possível contração do PIB em alguns países do continente no quarto trimestre.

Entre os indicadores do Brasil, foi divulgado hoje o IPCA de outubro, que apresentou alta de 0,86%, contra o aumento de 0,64% em setembro. Desse modo, o índice acumula no ano alta de 2,22%, e nos últimos 12 meses, alta de 3,92%.

No âmbito imobiliário, algumas empresas do setor apresentarem seus resultados. No segmento de shoppings, por exemplo, mesmo perante tantos desafios do momento, apresentam resultados em recuperação. Para saber mais, clique aqui.

Radar de Mercado

VINO11: O fundo anunciou a conclusão da aquisição de 12 pavimentos, equivalente a 85,7% da área BOMA do Ed. Haddock Lobo em São Paulo pelo montante de R$132 milhões e R$7 milhões em custo de retrofit (totalizando R$139 milhões) a um cap rate de 7,5% para os próximos 12 meses. O ativo está localizado na rua Haddock Lobo na região da Paulista e possui 8.140 m² de área BOMA total.

BTLG11: O fundo anunciou a celebração do instrumento particular de compromisso de compra e venda de 25% do imóvel localizado no município de São Bernardo dos Campos (antiga fábrica da Ford Motors) com ABL potencial de 460.000 m² e área total de terreno de 1.072.000 m², onde será desenvolvido um complexo logístico AAA. O valor total desembolsado foi de R$245 milhões e a aquisição possui uma renda garantida de 8,8% (R$0,12/cota após a integralização da nona emissão de cotas).

RBRS11: O fundo anunciou a assinatura do compromisso de compra e venda para aquisição de 51% de um ativo localizado na Vila Mariana em São Paulo, o que corresponde a 56 unidades residenciais ou área privada de 1.237 m². O imóvel se encontra em desenvolvimento e está prevista para o segundo trimestre de 2021. O valor de aquisição totalizará 18 milhões (que serão pagos em diversas parcelas) a um cap rate estimado de 8,8%. Finalmente, a aquisição possui um mecanismo de renda equivalente a 8% ao ano do valor investido, o que permitirá o fundo a gerar renda mesmo durante o período de desenvolvimento do empreendimento.

RZTR11: O fundo finalizou a aquisição de duas propriedades no montante total de R$160 milhões (previamente anunciadas) e celebrou dois novos instrumentos particulares de compromisso de compra e venda de duas propriedades no Mato Grosso pelo montante de R$128 milhões. Com isso, as propriedades já adquiridas somam R$160 milhões e está pendente em outros R$298 milhões (com instrumentos já assinados).

FAMB11B: O fundo comunicou que no dia 30/10/2020 distribuiu R$9,16/cota e irá reter 100% do valor recebido pela CEF referente a distribuição de rendimentos para o próximo mês.

HCTR11: O fundo anunciou a aprovação da sétima emissão de cotas do fundo que visa levantar aproximadamente R$300 milhões com preço de cota de R$119,83/cota (incluindo os custos de distribuição)

BTLG11: O fundo anunciou o encerramento da nona emissão de cotas que levantou o montante de R$600 milhões

RCRB11: O fundo comunicou sobre o andamento das obras do retrofit do Ed. Alameda Santos 1800. A estimativa de aprovação dos projetos é de meados de dezembro de 2020. O retrofit tem como objetivo de prover uma nova fachada, piso elevado, aumento da área locável, entre outras melhorias.

RBED11: O fundo comunicou a aprovação da terceira emissão de cotas que visa levantar o montante de R$51 milhões ao preço de R$154,06/cota (já incluindo os custos de distribuição)

FVBI11: O fundo anunciou o pagamento do saldo remanescente da amortização das cotas no valor de R$35,29/cota, que será realizado no dia 13/11/2020. Ainda, a administradora também divulgou o pagamento de R$0,36/cota que será realizado no dia 11/11/2020 em razão dos lucros decorrente da venda do imóvel, valores remanescentes de aluguel e de rendimentos de aplicação em renda fixa.

HGRU11: O fundo anunciou o encerramento da quarta emissão de cotas, perfazendo o valor total de R$700 milhões.

BTLG11: O fundo anunciou a finalização da aquisição do imóvel localizado em Jundiaí com 100.028 m² de ABL pelo valor total de R$270 milhões. Com a conclusão da operação, a gestão estima uma receita de aluguel equivalente a R$0,13/cota.

LGCP11: O fundo encerrou a segunda emissão de cotas com a captação parcial de R$93 milhões.

RBVA11: O fundo anunciou a aprovação da terceira emissão de cotas que visa levantar aproximadamente R$408 milhões a um preço de emissão de R$118,0/cota (considerando os custos de distribuição).

Carteira Recomendada

Desempenho Semanal

Fonte: XP Investimentos, Economatica e Bloomberg
* Os fundos imobiliários em destaque se encontram restritos por recomendação do Compliance

Últimos Materiais Publicados

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários – Novembro de 2020

Quais fundos imobiliários investir no mês de Novembro? Confira aqui.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.