Radar Imobiliário XP #35

Confira as principais notícias do segmento e Fatos Relevantes dos Fundos Imobiliários da semana.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Panorama da Semana

O IFIX fechou a semana em alta marginal de 0,07%, impulsionado negativamente principalmente pelos fundos de recebíveis e fundos de fundos. Sobre os demais índices de fundos imobiliários da XP, o XPFI apresentou performance de 0,12%, o XPFT de -0,41% e XPFP de 0,67%.

No Brasil, na agenda de indicadores econômicos, foi divulgado essa semana o PIB do 2T21 que permaneceu praticamente estável (-0,05% trimestre/trimestre; 12,4% ano/ano), abaixo das estimativas dos nossos economistas  (0,3% T/T; 13,0% A/A) e do consenso de mercado (0,2% T/T; 12,7% A/A). Ainda, nossos economistas esperam que o PIB retome o crescimento ao longo do segundo semestre de 2021, impulsionado principalmente pela retomada dos serviços prestados às famílias e pela normalização dos serviços públicos, portanto, o crescimento do PIB em 2021 foi revisado de 5,5% para 5,3%.

Na política, os deputados concluíram a votação do projeto de reforma do imposto de renda. Na apreciação dos destaques, a Câmara decidiu reduzir a alíquota da taxação de dividendos de 20% para 15%, como previa o texto original. O texto segue agora para o Senado, onde o ambiente para o avanço da pauta já não era positivo, diante de divergências do presidente Rodrigo Pacheco com o Palácio do Planalto e de resistências a parte do conteúdo da proposta.

Por fim, diferente do que sugeria o texto da reforma tributária enviado pelo ministério da economia inicialmente, os veículos de investimentos via fundos listados, especificamente FIIs e FIP-IE, se mantiveram isentos de tributação nos seus dividendos. O mercado já antecipava que a tributação dos FIIs não deveria mais ocorrer e o IFIX fechou estável no dia 01/09, com leve alta de 0,03%. Clique aqui para acessar o relatório completo.

Sexta-Feira | Dia 03/09

Revisão de projeções incluirá “mais inflação” e “menos PIB” (Valor)

Reforma do IR desagrada e piora clima no mercado (Valor)

Nova reforma tributária: como ficam os Fundos de Investimentos? (Expert XP)

Acompanhamento Mensal: Fundos Listados de Infraestrutura | Setembro 2021 (Expert XP)

SDIL11 – Neutro: O Fundo firmou nesta data contrato de formador de mercado com o BANCO FATOR. O Contrato formalizado entre o Fundo e o Banco Fator tem como objetivo fomentar a liquidez das cotas do Fundo na B3 e vigorará pelo período de 6 (seis) meses, a contar de sua celebração.

RCRB11 – Neutro: O Fundo firmou nesta data contrato de formador de mercado com o BANCO FATOR. O Contrato formalizado entre o Fundo e o Banco Fator tem como objetivo fomentar a liquidez das cotas do Fundo na B3 e vigorará pelo período de 6 (seis) meses, a contar de sua celebração.

HGLG11 – Positivo: o Fundo firmou o Instrumento Particular de Promessa de Venda e Compra de Imóvel e Outras Avenças com o fundo GGR Covepi Renda Fundo de Investimento Imobiliário, por meio do qual se comprometeu, atendida a condição precedente, a vender o ativo logístico localizado na Avenida CTR Empresarial, no loteamento fechado denominado CTR Cento Empresarial, descrito no Relatório Gerencial de Julho de 2021 e identificado como Lojas Americanas. O valor a ser recebido pelo Fundo em decorrência da venda do Imóvel corresponde, nesta data, a R$ 253 milhões, equivalente a aproximadamente R$ 2.836,74/m². Tomando como base o Valor de Venda Atualizado, a operação gerará um lucro em regime caixa aproximado de R$ 90,4 milhões, o equivalente a aproximadamente R$ 4,24.

GGRC11 – Positivo: Em 02 de setembro de 2021 o Fundo celebrou o Instrumento Particular de Compromisso de Venda e Compra de Imóvel “CVC” com o Fundo CSHG LOGÍSTICA – FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, cujo objeto é a aquisição do imóvel localizado em Uberlândia/ MG, pelo valor de R$ 253 milhões, equivalente à aproximadamente R$ 2.836,74 por m². Atualmente o IMÓVEL encontra-se locado para a LOJAS AMERICANAS S.A., por meio do contrato atípico na modalidade built to suit firmado em 01/08/2012 “Contrato BTS”.

Quinta-Feira | Dia 02/09

Kinea: Home office vai existir, mas não vai destruir os escritórios (InfoMoney)

Na retomada do mercado corporativo, edifícios mais novos saem na frente (Exame)

Impulsionada pelo e-commerce, empresa de galpões Fulwood busca IPO (Estadão)

Pressão pela volta do horário de verão ganha apoio de shoppings (Folha de S.Paulo)

BRCO11 – Positivo: O fundo celebrou um aditivo à locação em vigor com a Coopercarga S/A, com acréscimo de área de 7.059,82m² do imóvel Bresco Itupeva, equivalente a 18,1% da ABL do imóvel, eliminando a vacância física do empreendimento. Com a referida locação, o Inquilino passa a ocupar 36,6% da ABL do imóvel. A locação da área de expansão possui prazo de 90 dias, com início em 27 de agosto de 2021. O valor do aluguel do referido contrato representa, aproximadamente, R$0,01 por cota do Fundo ao mês, descontadas eventuais despesas do Fundo e taxas praticadas nos termos do regulamento vigente.

PATL11 – Positiva: O Fundo celebrou, na qualidade de comprador, a Escritura Pública de Compra e Venda do imóvel logístico localizado na cidade de Jundiaí, estado de São Paulo, que possui área bruta locável de 9.177 m2 pelo valor de R$ 26.6 milhões. O Imóvel é um galpão logístico 100% locado, por meio de contrato típico, para a AGV Logística, operador logístico associado à Solística, empresa de logística do grupo Femsa. O Imóvel foi adquirido com recursos próprios do Fundo, antes alocados em investimentos em renda fixa ou em outros fundos de investimento imobiliários. Nesta transação, o Gestor estima um cap rate de 8,3% para os próximos 12 meses. Com a aquisição, o Fundo será o único proprietário do Imóvel e a expectativa do Gestor é que a transação gere impacto positivo no resultado do Fundo de aproximadamente R$ 0,01 por cota por mês.

RBVA11 – Positivo: Foi concluído o pagamento da segunda e última parcela da alienação do ativo localizado na Rua Sebastião Ferreira dos Santos, 93, Itaquaquecetuba/SP, locado para a Caixa Econômica Federal e cuja locação terminaria em novembro de 2022. O valor total da venda foi de R$ 7.900.000. O Fundo recebeu o sinal, no dia da celebração da Promessa de Cessão, no valor de R$ 100.000,00, e o saldo remanescente em duas parcelas: i) a primeira foi paga após a conclusão das condições precedentes, em junho de 2021, no valor de R$ 4.000.000; e ii) a segunda parcela do saldo remanescente, de R$ 3.800.000, foi pago nesta data. Portanto, com a quitação do valor total de venda do Imóvel, a partir deste momento o Fundo deixará de receber a receita de locação oriunda do Imóvel. A operação gerou um ganho de capital de cerca de R$ 3,4 milhões ou R$ 0,30/cota.

Quarta-Feira | Dia 01/09

Google adia retorno obrigatório ao escritório até 2022 (Valor)

Fundos imobiliários podem gerar rendimentos acima da Selic (Valor)

FIIs de escritórios: chegou a hora da retomada? Kinea responde (InfoMoney)

BNDES decide exigir vacinação para volta de trabalho presencial (Folha de S. Paulo)

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários – Setembro de 2021 (Expert XP)

RCRB11 – Positivo: O Fundo formalizou um Compromisso de Compra e Venda de Imóvel para uma possível alienação de sua participação em um dos imóveis que compõem o portfólio do Fundo. A operação, que é resultado de um trabalho de gestão ativa na renovação do portfólio do Fundo, com entrega consistente de resultados aos investidores semestre após semestre, deverá gerar um ganho de capital para os Cotistas de aproximadamente R$ 7,2 milhões ou R$1,95/cota, que devem ser utilizados na linearização da distribuição de rendimentos em R$ 0,95/cota ao longo do 2 semestre de 2021. O montante do principal (valor inicial do investimento) será reinvestido pelo Fundo em ativos adequados à estratégia do Fundo e conforme previsto no Objeto e na Política de Investimento do seu regulamento, e, por ora, a Rio Bravo não planeja captação de recursos via nova emissão de cotas.

GGRC11 – Negativo: O Fundo recebeu, por meio de e-mail, comunicação a respeito de decisão liminar proferida nos autos de processo movido pela COVOLAN. A comunicação recebida foi acompanhada apenas de uma cópia da decisão judicial, por meio da qual foi deferido em parte o pedido de tutela antecipada formulado por COVOLAN conferindo-lhe o direito de “pagar à ré apenas 60% dos valores respeitantes à obrigação contratual, ficando os demais 40%, portanto, com a exigibilidade suspensa até fevereiro de 2022.” Apenas para fins de projeção, considerando os aluguéis vincendos dos meses de agosto de 2021 a janeiro de 2022 a decisão representa um decréscimo de aproximadamente R$ 0,03 por cota nos rendimentos.

Terça-Feira | Dia 31/08

Mercado projeta inflação de 7,27% e avanço menor do PIB em 2021, mostra Focus (Valor)

IGP-M: inflação do aluguel desacelera a 0,66% em agosto e fica abaixo da expectativa do mercado (InfoMoney)

Vibra Energia e Prisma Capital vão criar fundo imobiliário de postos BR (Valor)

Comunicado de Alteração – Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários – Setembro de 2021 (Expert XP)

RECT11 – Positivo: O fundo informa que celebrou Instrumento Particular de Locação de Imóvel para Fins Não-Residenciais com a BM VAREJO EMPREENDIMENTOS SPE S.A., para a locação da totalidade dos escritórios do 4º, 5º e 6º pavimentos da Torre Rio Claro Offices no empreendimento Cidade Matarazzo, situado em São Paulo/SP. A área alugada corresponde a 2.426,79 m². O valor do aluguel mensal será equivalente a R$ 150,00/m² e foi concedida uma opção de compra sobre a totalidade dos Imóveis, que poderá ser exercida a qualquer tempo durante o período de 36 meses contados do início da vigência da locação, a um preço equivalente a R$ 30.000,00/m² atualizado conforme variação positiva do IPCA/IBGE desde o início da vigência da locação até a data do efetivo pagamento. Cabe ressaltar que o Fundo exerceu sua opção de compra para aquisição dos Imóveis, conforme descrito no Fato Relevante divulgado em 13 de julho de 2021, e o preço de aquisição será pago em até 30 dias a partir da efetiva averbação do “Habite-se” na matrícula dos Imóveis, que está prevista para ocorrer entre os meses de outubro e novembro de 2021.

Segunda-Feira | Dia 30/08

Nova alta deve acrescentar mais 0,33 ponto no IPCA (Valor)

Vinte Estados têm taxa de ocupação de leitos abaixo de 50%, diz Ministério da Saúde (Valor)

Empreendedores voltam aos escritórios com regime híbrido e espaços menores (Folha de S. Paulo)

Shoppings dão 90% de desconto em cinema para vacinados com 2ª dose (Folha de S.Paulo)

PATC11 – Positivo: Foi celebrado, com uma companhia investida de outro fundo gerido pelo Pátria, um novo contrato de locação do conjunto 302 do Edifício Central Vila Olímpia (área locável BOMA de 649 m²), pelo prazo de 60 meses e com início em 01 de setembro de 2021. O contrato foi firmado em condições comerciais alinhadas às práticas de mercado. O novo inquilino passará a representar 5,3% da área locável BOMA do Fundo e 5,4% da receita total do Fundo. De acordo com os gestores, após o término do período de carência previsto em contrato, o fato impactará a distribuição de rendimentos do Fundo positivamente em R$ 0,025/cota.

Últimos Relatórios

Como a Proposta da Reforma Tributária Impacta os FIIs

1 Ano de Pandemia: Segmentos mais impactados em FIIs

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários – Setembro de 2021

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.