Radar Imobiliário XP #20

Confira os principais acontecimentos de Fundos Imobiliários da semana.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Panorama Semanal

O IFIX fechou a semana em queda de -0,78%, impulsionado negativamente principalmente pelos fundos de lajes corporativas e positivamente pelos fundos de fundos. Sobre os demais índices de fundos imobiliários da XP, o XPFI apresentou performance de -0,86%, o XPFT de -1,19% e XPFP de -0,60%.

No Brasil, os destaques no cenário político econômico desta semana foram a aprovação pela Câmara dos Deputados da medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobrás e o envio ao Congresso dos projetos para remanejar R$ 1,7 bilhões e recompor recursos cortados no Orçamento para o Casa Verde e Amarela e outros ministérios. Além do depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello na CPI da Pandemia, um dos mais aguardados.

Por fim, no âmbito dos fundos imobiliários, de acordo com o boletim da B3 o número de investidores pessoa física em FIIs continuou em ritmo de crescimento. No mês de abril foi alcançada a marca de 1.338.055 investidores, crescimento de 2,8% em relação ao mês de março.

Sexta-Feira | Dia 21/05

XPLG11 – Positivo: O fundo celebrou compromisso de Venda e Compra para aquisição da fração ideal de 64,20% de 3 imóveis em Extrema – MG, que possuirão área construída total estimada de 77.351 m². O preço pago pelo Fundo para a aquisição dos Imóveis será de R$ 169,8 milhões. O valor de R$ 46,4 milhões foi pago pelo Fundo como Sinal; e o valor de R$ 123,4 milhões será pago após o cumprimento de certas condições pactuadas entre as Partes nos Documentos da Transação. Foi pactuado entre as Partes que a Vendedora realizará o pagamento de Prêmio de Locação em favor do Fundo, no período entre a data de assinatura do Compromisso e o mês subsequente à data de entrega das obras. O gestor estima que os rendimentos para o Fundo provenientes da locação dos Imóveis serão de, aproximadamente, R$ 0,5192 por cota nos próximos 12 meses.

HGPO11 – Informativo: O fundo informa encerramento da oferta pública da 2ª emissão de novas cotas. Com 103.057 novas cotas, com o valor unitário de R$203,77 perfazendo o valor total de R$20,9 milhões.

Quinta-Feira | Dia 20/05

Doria: SP inicia nova fase em 1º de junho com ampliação do horário do comércio (Valor)

RCRB11 – Negativo: O Fundo recebeu comunicação formal da Mondelez Brasil, locatária do 8º andar do Edifício Jatobá, quanto ao interesse na rescisão antecipada do contrato de locação do Imóvel. A Locatária ocupava 1.712,5 m² do Imóvel, ou 4,2% da área total locada do Fundo. Com a futura devolução do Imóvel, o Fundo passa a ter vacância física potencial de 18,6%, já excluído o 20º andar do Edifício Cetenco Plaza, alienado pelo Fundo conforme Fato Relevante publicado em 17 de maio de 2021. O impacto na receita oriunda do Contrato, somadas aos custos de ocupação do Imóvel, representa um possível impacto negativo de aproximadamente R$ 0,05/cota no resultado do Fundo.

RBCO11 – Neutro: O fundo informa o recebimento do aluguel inadimplido de competência Mar/21, incluindo a multa de 10% e juros de 1% ao mês, conforme contrato de locação. O valor, incluindo multa e juros, corresponde a um acréscimo de R$ 0,04 por cota na distribuição de Mai/21. A parcela de competência Abr/21 continua em aberto e o Administrador e o Gestor estão buscando a regularização do atraso do locatário com a maior brevidade possível.

Quarta-Feira | Dia 19/05

Fundos imobiliários: com pandemia, participação de investidores em assembleias chega a quintuplicar; entenda (InfoMoney)

Fundo imobiliário focado em aluguel flexível, ‘entre o hotel e o Airbnb’, testa primeiras unidades (Valor)

XPLG11 – Positivo: O fundo celebrou Escritura Pública de Compra e Venda com GOLGI FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO por meio do qual adquiriu a totalidade dos Armazéns 1 a 10 do Galpão 1 e dos Armazéns 1 a 7 do Galpão 2, integrantes do empreendimento denominado GOLGI SEROPÉDICA CONDOMÍNIO LOGÍSTICO, no Rio de Janeiro. O valor pago pelo fundo foi de R$ 186,2 milhões. Estima-se que os rendimentos provenientes da locação dos Imóveis serão de, aproximadamente, R$ 0,05 por cota/mês.

ALZR11 – Positivo: O Fundo celebrou um Instrumento Particular de Compromisso de Venda e Compra de Imóvel e Outras Avenças através do qual regrou a futura aquisição do imóvel descrito abaixo, de propriedade da Ellece Empreendimentos, pelo valor total de R$ 59 milhões. Esta é uma nova operação de Sale&Leaseback e o imóvel encontra-se em uma região predominantemente comercial e industrial, com cerca de 12 mil m² de área construída e será locado por 15 anos para Pandurata, proprietária das marcas Bauducco, Visconti e Tommy, pelo valor de R$ 420 mil reais/mês. Se aprovada, a expectativa dos gestores é que a transação tenha um impacto positivo de, aproximadamente, R$ 0,06 por cota por mês no primeiro ano.

Terça-Feira | Dia 18/05

Vendas nos shoppings somam R$ 4,1 bi no Dia das Mães e ficam acima do previsto (Estadão)

Mercado Livre vai investir R$ 4 bilhões no Estado de São Paulo (Valor)

BRCR11 – Positivo: Foi assinado um novo Contrato de Locação, referente 8.356 m² de área locável, localizados nos pavimentos: 23º, 24º, 25º e 28º do imóvel Eldorado Business Tower, sendo 49% desta ABL de propriedade direta do Fundo. O contrato possui prazo de 7 anos contados a partir de setembro de 2021. A Nova Locação impactará positivamente a receita do Fundo em, aproximadamente R$ 0,03 por cota.

PATC11 – Positivo: O fundo informa o pagamento da primeira parcela para aquisição do 20º andar (1.152 m² de área BOMA) do Edifício Cetenco Plaza, tendo em vista a superação das condições precedentes previstas no Compromisso de Compra e Venda.Desta forma, o fundo desembolsou R$ 3,4 milhões, correspondentes a 20% do valor de aquisição do ativo. O pagamento não impacta as distribuições de dividendos do PATC11 até o momento. O pagamento da segunda parcela, no valor de R$ 13,8 milhões será realizado em 01 de junho de 2021, concomitantemente à assinatura da respectiva Escritura de Compra e Venda. Nesta aquisição o valor do m² foi de aproximadamente R$15 mil.

RCRB11 – Positivo: O fundo informa a venda do 20º andar do Edifício Cetenco Plaza pelo valor total de R$ 17,3 milhões, que será pago em 2 parcelas. Com a venda do Imóvel, o Fundo gerou ganho de capital na ordem de R$ 4.998.604,63, equivalente a R$ 1,35/cota. O Fundo adquiriu o Imóvel em junho de 2012, ao preço de R$ 10,67 mil/m², e o desinvestimento atingiu o patamar de R$ 15,02 mil/m². A venda do Imóvel é aderente à estratégia adotada, uma vez que reduz a exposição em imóveis nos quais o Fundo possui uma menor participação no condomínio.

Segunda-Feira | Dia 17/05

BREV11 – Positivo: O Fundo vendeu o conjunto 151 do Edifício Vila Olimpia Corporate, com ganhos para o Fundo em relação ao valor de aquisição. Esse conjunto estava vago desde julho de 2020, e com essa venda, e a locação do 15º andar do Atrium Jardins, a taxa de ocupação do portfólio do fundo passa a ser de 100%. Os recursos com a venda serão oportunamente aplicados em ativos alvo, objetivando melhorar a renda do Fundo.

FLMA11 – Negativo: O fundo recebeu da Hotelaria Accorinvest Brasil S.A., arrendatária e coproprietária do Hotel Pullman Vila Olímpia, comunicado de que o Hotel suspendeu suas atividades no dia 26 de março e pretende retomar suas atividades em julho. Isso causará impacto nas receitas do Fundo, e nas próximas distribuições de rendimentos, impacto esse que ainda não foi quantificado pelo gestor.

Últimos Relatórios

1 Ano de Pandemia: Segmentos mais impactados em FIIs

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários – Maio de 2021

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.