XP Expert

Como está a venda de casas nos EUA e quem está comprando?

Artigo realizado pela CONTI

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Em se tratando da maior economia do mundo, abundam as séries de dados que nos ajudam a observar como os mercados estão funcionando. Quando o assunto são a venda de casas novas e usadas, não é diferente. Observando um panorama desde 2000 até o que temos de informações mais recentes, bastante coisa interessante pode ser notada.

Sobre as vendas de casas novas, o ápice ocorreu no segundo semestre de 2005, quando o número chegou a 1,4 milhão de unidades. De lá para cá, o maior número já visualizado foi de um milhão de casas novas vendidas, no segundo semestre de 2020.

Quando o assunto são as vendas de casas no mercado secundário, o ápice também ocorreu no segundo semestre de 2005, quando 7,25 milhões de residências usadas foram vendidas. O segundo maior número ocorreu recentemente, em novembro de 2020, quando o registro foi de 6,86 milhões de unidades.

Levando em conta que os números mais próximos indicam que há movimentação relevante neste mercado – mesmo que ainda estejamos vivendo uma em pandemia – mas ainda não superam as máximas, é possível depreender que ainda existe espaço para crescimento, principalmente levando em conta também que, apesar de queda recente, os índices de confiança do consumidor na economia americana seguem superiores a boa parte do que já foi observado neste século.

Oportunidade não é apenas doméstica

A importância de acompanhar as movimentações relevantes e o que os dados nos trazem está em entender como funciona a dinâmica local. Mas, para além de saber como está funcionando por lá, para verificar as oportunidades é preciso que saibamos como está o cenário para quem é estrangeiro e tem interesse em entrar naquele mercado.

Atualmente os maiores estrangeiros compradores de casas nos EUA são os canadenses (representando 8% do total), seguidos pelos mexicanos (7%), chineses (6%), moradores do Reino Unido e da Índia (4% cada), argentinos (3%) e italianos, japoneses, colombianos e israelenses (cada um destes últimos com 2% cada) – ou seja: os dez maiores grupos estrangeiros formam 40% dos indivíduos de outras nacionalidades que compram casas nos EUA.

A presença de estrangeiros comprando propriedades em um país indica não só que o mercado imobiliário deste país justifica que essas aquisições façam sentido como também que, como um todo, aquela economia apresenta dinamismo suficiente para isso – até porque nem todo imóvel que for comprado em outro país será com o olhar de investimento (comprar apenas para revender mais adiante), sempre temos como possibilidade o estabelecimento de uma nova residência em um país com mais possibilidades.

Se por um lado a aquisição de um imóvel nos EUA per se não significa que você terá acesso a cidadania no país, ao menos será possível ter acesso a um mercado imobiliário em uma economia que, como apresentado neste artigo, apresenta uma resiliência tamanha que, como bem disse Warren Buffet e é o nome deste artigo, justifique que você nunca aposte contra a América.

Nem tudo são flores – e quase tudo é crédito

Um fator importante para ficar de olho é o fato de que, apesar de um nível de dinamismo elevado e uma produtividade dos fatores econômicos, nos EUA há uma presença bastante elevada de crédito em todo o crescimento observado. Especificamente na janela compreendida entre a crise de 2008 e os tempos atuais (com um notável aumento no ano passado), vimos o FED, Banco Central do país, aumentar muito sua inserção financeira direta na economia.

Na prática, todas as vezes em que há uma injeção de liquidez na economia, os ativos tendem a ser irrigados por recursos que antes não se encontravam presentes e, no fim das contas, um dos efeitos disso é o majorar de preços, sobretudo na economia real, não necessariamente de modo a traduzir a real produtividade aumentada. Ou, de maneira mais direta: pode ser que alguns preços estejam acima do que deveriam basicamente porque há muito dinheiro em circulação. Não é demais lembrar que 20% de todos os dólares em circulação foram criados em 2020, em meio à crise da pandemia e a necessária injeção de liquidez dos mercados.

Há de se observar, antes de realizar qualquer tipo de investimento nos EUA, sobre não só a viabilidade real de suas possibilidades como também os fundamentos daquilo que se pretende tornar seu ativo. Essa dica é válida para qualquer investimento em qualquer lugar, na verdade, mas quando falamos de uma das economias do mundo em que a base de crédito é mais presente, essa dica torna-se ainda mais importante.

Sobre a CONTI

A CONTI Capital (conticapital.com [conticapital.com]) é uma empresa americana especializada em investimentos imobiliários nos Estados Unidos. A companhia oferece soluções financeiras para adquirir, gerenciar e investir no mercado de real estate suportada por mais de 12 anos de experiência, forte cultura empresarial, relacionamentos locais estratégicos e uma busca incansável por desempenho. Com sede no Texas, a empresa conta ainda com escritórios em Miami e São Paulo.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.