Mercados em queda: o que fizeram os gestores dos multimercados?

Resumo de consulta realizada no dia 12 de março com os principais gestores de fundos multimercados da indústria local


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Hoje foi um dia marcante na história do mercado financeiro brasileiro – infelizmente, marcado de forma negativa. Pela terceira vez em apenas quatro dias, a B3 acionou o circuit breaker, interrompendo as negociações da bolsa. O evento ocorreu duas vezes no dia, o que não acontecia desde a crise de 2008. Além disso, como novo recorde, o dólar rompeu a barreira dos R$ 5,00 ao longo do dia.

Entre os fundos de investimento, os produtos multimercados e de renda variável sofreram fortes perdas em geral – talvez maiores do que muitos investidores nem mesmo imaginavam que poderiam perder. O ambiente de stress de mercado teve reflexo inclusive entre os fundos de crédito.

Em meio à turbulência, realizamos hoje ao longo do dia uma consulta aos principais gestores da indústria local de diferentes estratégias, a fim de passar suas percepções sobre a situação atual de mercado para os investidores, além de entender o que fizeram nos portfólios.

Abaixo, apresentamos os resultados das conversas com os gestores de fundos multimercados.

Confira também os resultados das consultas realizadas com gestores de ações e gestores de crédito.

As condições da economia local foram alteradas

Com a grande deterioração dos mercados nos últimos dias, qual a sua opinião sobre as condições da economia local?

Fonte: XP Inc

Enquanto antes prevalecia a expectativa de impacto levemente negativo para a economia local, quando questionados sobre os efeitos do coronavírus no dia 26 de fevereiro (“Corona Day”), hoje a maioria dos gestores acredita que as condições da economia brasileira foram alteradas. Desde o final de fevereiro, o decreto de pandemia de coronavírus e as medidas adotadas pelas autoridades mundiais para conter sua propagação levaram à piora significativa do cenário, também agravado pela disputa entre Arábia Saudita e Rússia no mercado de petróleo.

Os gestores reduziram ainda mais as posições a favor de um cenário otimista

Ao longo desse período turbulento, o que foi feito no portfólio?

Fonte: XP Inc

Como já tínhamos indicado na última pesquisa realizada, ao longo do Corona Day, a maioria dos gestores havia reduzido as apostas a favor de um cenário otimista. Desde então, com a deterioração dos mercados globais, as posições foram reduzidas ainda mais, porém ainda mantidas nos portfólios, para a maioria. Além disso, alguns fundos tiveram suas posições zeradas, até que o cenário fique mais claro.

Diante de perdas relevantes, os investidores podem se questionar sobre os controles de risco realizados pelos gestores. Ao longo dos últimos dias, prevaleceram as medidas de stop loss, isto é, quando o gestor se desfaz de uma posição para conter suas perdas adicionais. Como consequência, os multimercados apresentam um nível de risco marginalmente menor, sem grandes apostas nos portfólios.

Após queda expressiva dos ativos de risco, com reflexo nos fundos, qual foi o impacto nas métricas de risco do portfólio?

Fonte: XP Inc

Entre 1 a 3 meses, até os mercados se acalmarem

Quando você acha que a turbulência nos mercados se acalmará?

Fonte: XP Inc

Ainda que a imprevisibilidade seja bastante elevada, os gestores em sua maioria estimam que os mercados voltem às condições normais em, no mínimo, 1 a 3 meses. Serão possivelmente semanas de alta volatilidade e dificuldade em encontrar tendências macroeconômicas.

Após retomada a normalidade dos mercados, esperamos que os fundos aumentem gradativamente a utilização de risco e, a fim de recuperar as perdas recentes, seja necessário um período mais extenso. Vale ressaltar, por outro lado, que as estratégias dos multimercados em geral possuem horizontes de investimento entre 24 a 36 meses, no mínimo.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.