XP Expert

26 anos de história e pioneirismo na gestão independente: conheça a Gap Asset

Conheça com mais detalhes sobre a gestora Gap Asset, e a sua estratégia em multimercado Gap Absoluto, e a versão em previdência do fundo, o Gap Absoluto XP Seg IQ.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Semanalmente, aos sábados, um novo episódio do Outliers é divulgado nos agregadores de podcasts. Até aí, sem novidades. As boas novas são que os episódios passaram a ser transmitidos também em vídeo no Youtube da XP e que o time de analistas da XP passou a cobrir esses episódios para serem publicados em um relatório, como esse, que se aprofunda mais ainda em informações e detalhes sobre a gestora e/ou sobre o(s) fundo(s) discutido(s) em cada episódio. Nosso objetivo é ir mais fundo para ajudá-lo na análise desses produtos, por isso apresentamos o “Indo a Fundo no Outliers”.

Aproveitaremos a grande qualidade dos assuntos abordados e escolheremos um para analisarmos a fundo. No caso desta versão discorremos com mais detalhes sobre a gestora Gap Asset, e a sua estratégia em multimercado Gap Absoluto, além abordarmos a versão em previdência do fundo o Gap Absoluto XP Seg IQ.

Conheça com mais detalhes uma das pioneiras na gestão independente no Brasil, além de entender seus diferenciais e estrutura e gestão.

Conheça a Gap Asset

A Gap Asset foi fundada em 1996, e é uma das pioneiras na gestão independente de recursos no Brasil. Contando com R$ 2 bi sob gestão, a gestora é focada em fundos multimercados, oferecendo estratégias do tipo Macro. Ao todo são 23 colaboradores, onde 14 desse total estão ligados diretamente a gestão. 

Para falar sobre a gestão da Gap, é importante olhar para seu histórico estrutural, onde desde a sua fundação até o ano de 2008, a gestora tinha como core principal a gestão de fundos multimercados, o que mudou após uma parceria estratégica com a Prudential que levou a uma expansão de produtos ofertados. Por outro lado, essa expansão foi finalizada em 2018, com a recompra da participação pela Gap, onde o foco voltou a ser a gestão do seu principal produto: o fundo Gap Absoluto, uma estratégia multimercado do tipo macro.

Em termos de processo de investimento, as decisões são feitas de forma colegiada, onde os comitês de gestão são coordenados pelos CIOs Oscar Camargo e Renato Junqueira. Ao todo são 4 comitês: de investimentos, macro, temáticos e de bolsa, com frequências semanais e mensais, além das discussões diárias. Os times de pesquisa e risco também compõe os comitês de gestão.

Em sua filosofia de gestão, a Gap possui foco no longo prazo, o que pede uma estratégia de controle de riscos bem consolidada. Dessa forma, o dimensionamento das posições possui grande relevância, e as alocações são ajustadas de acordo com o potencial de risco e retorno de cada ativo. Para tal, a abordagem de investimentos combina as análises macro e micro levando em consideração o cenário macroeconômico.  Em termos de limitação de perdas, a principal métrica de risco é o stress com limite de 20%, e o fundo conta com um mecanismo de stop loss caso haja uma perda acumulada de 6% em um período curto (de 1 a 10 dias), o limite de risco é reduzido (20% – perda).

Em linhas gerais a Gap possui um portfólio único, e as posições são replicadas nos fundos Gap Absoluto, e na versão previdência Gap Absoluto XP Seg IQ, que como poderemos ver a seguir, mesmo com todas as restrições regulatórias da previdência, o fundo possui grande aderência a estratégia principal.

XPInc CTA

Assine o Expert Pass e tenha acesso a conteúdos exclusivos

Gap Absoluto

Essa é a principal estratégia da casa, e reflete todas as premissas de investimentos comentadas anteriormente: fundo do tipo macro, com estratégias em juros, moedas e bolsas. Sem foco principal ou restrição de alocação, os gestores buscam assimetrias nesses mercados, e possuem flexibilidade para mudar a alocação quando necessário/oportuno.

O fundo objetiva entregar um retorno entre CDI +6% e CDI +7% no longo prazo, e para analisar esse objetivo, procuramos pegar uma janela após o primeiro ano de adaptação do time – após a reestruturação.

Dessa forma, analisando o excesso de retorno anualizado dos últimos 2 anos, é possível encontrar uma média de CDI + 6,68%. Além disso, vale destacar o período de extrema volatilidade dos últimos dois anos, onde em parte das janelas analisadas, o fundo manteve a rentabilidade acima de CDI + 5%, e apesar da queda na rentabilidade anualizada em setembro de 2021, o fundo foi se recuperando expressivamente até entregar uma rentabilidade de CDI + 14.81% – o ponto máximo desde a reestruturação de gestão.

Drawdown gap absoluto

Por falar em volatilidade, é importante olhar para o drawdown, ou seja, para a maior queda na precificação em relação a sua cotação máxima, para entender o efeito do foco no controle dos riscos. No caso do Gap Abosluto, a queda máxima foi de –8,85%, resultante da crise causada pelo COVID-19. A volatilidade média apresentada para esse período de análise foi de 6,91%, e em termos de retorno, o fundo apresentou um retorno de 68,42% contra 25,47% do CDI para o mesmo período.

Diversificar as fontes de geração de retorno é uma expertise importante para fundos multimercados, em especial do tipo macro. Dessa forma, vale verificar a atribuição de performance em diferentes janelas para entender os principais promotores e detratores de rentabilidade.

Atribuição de retorno Gap Absoluto

Quando olhamos para a atribuição de performance para um período de 36 meses, é possível notar que a estratégia de Juros Brasil, se tornou a grande promotora de rentabilidade, e segue sua liderança para o período de 24 meses. Entretanto, vale destacar que no período de 12 meses, estratégias em Bolsa Internacional lideram a atribuição de performance. No ano, estratégias em Juros e Bolsa Internacional lideram juntos a geração de alpha.

Em resumo, é uma estratégia bem diversificada, que vem demonstrando consistência na geração de retornos com um risco controlado. A seguir, é possível entender o reflexo dessas estratégias no mandato previdenciário.

Gap Absoluto XP Seg Prev IQ

A recente evolução dos fundos de previdência, é uma temática relevante quando falamos em alocação de recursos, já que permite ao investidor colocar dentro da sua carteira estratégias bem consolidadas do mercado, com toda flexibilidade e expertise naturais de um fundo multimercado.

Lançado em junho de 2020, o fundo Gap XP Seg Prev IQ foi montado seguindo as novas regras da resolução n°4.444 do Banco Central. Essa resolução flexibiliza algumas regras de alocação, em especial a de uso de derivativos e investimentos no exterior. Com esses avanços regulatórios foi possível montar um fundo de previdência que replica a carteira do Gap Absoluto, buscando assim maior aderência entre os mandatos, questão que antes não era possível devido a restrições regulatórias.

Quando olhamos para o retorno desde o início do fundo previdenciário se comparado a estratégia principal, Gap Absoluto, vemos o resultado dessas flexibilizações regulatórias. As diferenças de rentabilidade são mínimas, o Gap Absoluto rendeu 18,12% contra 17,89% da versão previdência. Além disso, as estratégias apresentam altos níveis de correlação, chegando ao valor máximo de 100, para o período estudado.

correlação Gap Absoluto

A correlação mede a relação estatística entre duas variáveis, e varia entre 0 à 100, neste caso, os fundos apresentam o valor de 100, sendo um valor significativo para atestar a aderência da estratégia em sua versão previdenciária. O fundo é exclusivo para investidores qualificados.

Por que não o previdenciário?

No momento da alocação em fundos, principalmente em casos como da estratégia da GAP – em que o fundo tanto na versão 555, quanto na versão prev são bem aderentes em termos de correlação e retorno, caso o investidor esteja alinhado para o longo prazo, deve se perguntar: por que não alocar na previdência?

Os fundos previdenciários apresentam algumas características importantes para a alocação de longo prazo, como a (i) ausência de come-cotas, (ii) possibilidade de mudança de fundo sem necessidade de resgate, (iii) benefícios fiscais de acordo com a modalidade escolhida, (iv) vantagens significativas no planejamento sucessório. Por este motivo, é necessário que o investidor entenda o papel da previdência na alocação de recursos, tendo ciência que apesar de ser um excelente veículo para aposentadoria, a previdência pode agregar em outros fatores dentro da carteira.

Em suma, o investidor que deseja alocar para um prazo superior a 10 anos de alocação, pode ter uma diferença considerável na rentabilidade se optar por um fundo previdenciário. A antecipação de imposto através do come-cotas, tira uma pequena parte dos retornos anualmente, apenas por esse fator, ao olhar para previdência que tem isenção dessa antecipação, já seria um motivo importante para migração de recursos para esse veículo. Por outro lado, até então, como em sua maioria os fundos previdenciários eram de renda fixa, se tornava muito difícil diversificar pela ausência de veículos habilitados para tal.

As mudanças regulatórias recentes fornecem ao investidor alternativas, que se bem utilizadas poderão potencializar os retornos do portfólio. Para tal, o investidor precisa conhecer a fundo as principais características da previdência, e entender que pode trocar alguns fundos da sua carteira por uma alternativa previdenciária aderente.

A flexibilidade dos fundos multimercados pesa de forma positiva na alocação previdência, já que ao falar em longo prazo, poder mudar a direção de acordo com o cenário, auxilia a obter os melhores retornos. Por isso, o investidor deve olhar para sua carteira, as classes escolhidas para alocação e estruturar os veículos de acordo com sua necessidade de liquidez. Por fim, nossas carteiras recomendadas já trazem alternativas de veículos previdenciários para o investidor que deseja se obter esses benéficos. 

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.