XP Expert

Boletim Mensal de ETFs – Junho de 2022

Veja alguns destaques mês no mercado de ETFs do Brasil

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Cenário Macro

O mês de Maio se encerrou com um pouco mais de otimismo nas bolsas internacionais em comparação com os meses anteriores, porém ainda foi um mês muito volátil, com investidores globais cada vez mais preocupados com os juros subindo e riscos maiores de uma recessão econômica.

O Ibovespa continua liderando o ranking da performance das bolsas mundiais em dólar, encerrando o mês de Maio com uma performance de 7,8% (em dólares). Investidores de olho na bolsa brasileira devido a alguns fatores:

  • A bolsa brasileira está barata comparando o atual Preço/Lucro (P/L com sua média histórica
  • Quase todos os setores da bolsa estão negociando com seu P/L próximo ou abaixo de suas médias históricas
  • Comparando com a Renda Fixa, o Ibovespa continua com um Prêmio por Risco bem acima da média de longo prazo também.​

Destaques positivos

No acumulado do ano e no mês de maio, as ações brasileiras e o Real continuam sendo os ativos com melhor desempenho (em dólares) dentre as principais bolsas globais.

Destaques negativos

O índice Nasdaq 100 destaca se na ponta oposta no mês de maio, com uma queda de -2,1%. Os demais índices das principais bolsas globais apresentam retornos positivos no mês.

Insights | Ativos reais como proteção à inflação? Conheça os ETFs XFIX11 e URET11!

Não é novidade para ninguém que a inflação é o tema da semana, do mês, do ano, e talvez até dos próximos anos. As políticas monetárias e fiscais expansionistas ao redor do mundo, que possuíam o objetivo de estimular a economia durante o auge da pandemia do Covid-19, foram o pontapé inicial para a alta inflação que vivemos hoje mundialmente. Mas esse não foi o único fator. Acontecimentos mais recentes, como a guerra entre Rússia e Ucrânia, também contribuem para o cenário que vivemos hoje.

E como posicionar-se frente a esse cenário?

Nesse momento é hora de recorrer a ativos reais como uma forma de proteção contra a inflação e, inclusive, visando buscar ganhos acima dela. Os ativos reais são aqueles que possuem valor intrínseco e são utilizados na economia real (diferente dos ativos financeiros). Ativos que os Bancos Centrais não conseguem imprimir.

Dentre as possibilidades de investimento em ativos reais, entendemos que o investimento em imóveis, através de Fundos Imobiliários, são uma excelente alternativa de proteção. Em períodos inflacionários anteriores, imóveis demonstraram desempenho superior a outras classes de ativos.

Essa performance se observa principalmente pois grande parte dos contratos de aluguéis, seja de escritórios, ativos logísticos, varejo, shoppings ou outros, são corrigidos pela inflação. Assim, à medida em que a média de preços aumenta, a renda advinda desses aluguéis também aumenta.

Importante observar que o investimento em imóveis através de Fundos Imobiliários possui inúmeras vantagens, dentre elas a liquidez e a diversificação entre diferentes tipos de imóveis.

Uma excelente forma de capturar o retorno da classe de fundos imobiliários brasileiros de forma ampla é através do ETF XFIX11, com exposição aos 66 fundos imobiliários mais líquidos negociados na B3. O ETF acompanha o desempenho do IFIX-L – índice de retorno total, ou seja, os dividendos recebidos pelo ETF são automaticamente reinvestidos, contribuindo para a valorização da cota no longo prazo.

Já uma alternativa para obter exposição ao mercado imobiliário norte-americano é através dos REITs, que são os “irmãos mais velhos” dos FIIs aqui no Brasil. O ETF URET11 oferece exposição aos REITs norte-americanos de forma simples e eficiente. O ETF replica o Índice FTSE Nareit Equity REITS, que engloba cerca de 70% do valor de mercado dos REITs dos EUA e é composto por mais de 150 REITs de diferentes setores.

Para saber mais informações sobre os ETFs mencionados, acesse os relatórios completos abaixo:

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.