XP Expert

Entenda o papel de gestor de fundos de investimento

Rodrigo Furtado, da XP Asset Management, detalha o processo de gestão de recursos de terceiros.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A adaptação de nomenclaturas da língua inglesa para a vida cotidiana do mercado financeiro local é corriqueira. Nesse caso, falar sobre Asset é a simplificação da expressão Asset Management ou Gestão de Ativos, no português.

Uma Asset, ou melhor, uma Gestora de Ativos, nada mais é que uma empresa criada com objetivo de gerir recursos de terceiros. Com as diversas especialidades possíveis, criam diferentes mandatos e dão a opção de escolha do cliente em seguir estratégias específicas. Normalmente, a filosofia de gestão de ativos usada pela equipe responsável pela gestora, toma forma com um fundo de investimento e pode ser acompanhado diariamente através da divulgação de suas cotas. É importante ressaltar que são empresas legalmente constituídas e supervisionadas por um regulador. No caso brasileiro, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

A decisão do investidor alocar parte de seus investimentos através de uma Asset está associada com a delegação de seus objetivos à uma equipe profissional e qualificada. Na grande maioria, essa escolha é mais segura em relação ao investimento direto em ações, derivativos ou títulos mobiliários específicos.

Profissionais híbridos e qualificados

O time de gestão dos fundos “XP Long Term Equity” trabalha de forma horizontal, capitaneada pelo veterano Rodrigo Furtado. Ele iniciou a carreira no mercado financeiro em 2007, tendo ingressado no início do processo de profissionalização da XP Asset Management em 2009. Dedicou-se a análise de empresas em diversos setores e atuou como co-gestor das premiadas estratégias de renda variável, juntamente com Marcos Peixoto. Em 2019, montou seu próprio time e lançou a família de fundos “XP Long Term Equity”.

A equipe de gestão, composto por profissionais que somam mais de 50 anos de experiência em gestão de recursos, trabalha diariamente na busca por excelência e consequentemente, na construção de uma gestão diferenciada de longo prazo. Todas as discussões são feitas de forma colegiada, sendo as teses de investimento amplamente debatidas por todos. O ambiente é provocativo, permitindo com isso que os analistas enxerguem além do consenso, minimizando erros e eliminando vieses.

Atualmente, o time é formado por sete pessoas focadas na frente de “Pesquisa”, liderados por Rodrigo Furtado, e outras duas voltadas para o desenvolvimento de “Trading & Tecnologia”. Além disso, conta como todo suporte das demais áreas da XP Asset, como por exemplo, departamento de pesquisa econômica, chefiado pelo Fernando Genta.

Gestão ativa dos fundos

A gestão do fundo XP Long Term é fundamentalista e seu portfólio composto entre 10 e 20 empresas, visando a construção de uma rede de relacionamento de longo prazo com as companhias investidas e com a indústria na qual estão inseridas.

O processo de análise das empresas busca avaliar o corpo diretivo, habilidades dos executivos, os respectivos incentivos e principalmente entender quais as motivações que criam uma jornada de geração de valor para seus investidores. A exposição máxima em uma única empresa investida é de até 15%.

Além disso, utiliza bastante tecnologia durante análise das empresas, área capitaneada por Cesar Tashiro, onde a gestão de conhecimento ganha maior escala e produtividade no processo, permitindo que o time de Pesquisa dê atenção suplementar aos principais geradores de diferenciais das companhias.

A equipe XP Long Term tem como visão central tornar-se um Hub de excelência em conhecimento e relacionamento no cenário de negócios brasileiro e como missão, proporcionar aos cotistas retornos absolutos consistentes em janelas superiores a três anos, minimizando exposição aos riscos de perda de capital permanente durante jornada.

Aterrisagem em XPLT

Desde seu lançamento, em junho de 2019, o XP Long Term Equity FIC FIM apresentou valorização de 57%, contra o retorno de 5,84% do CDI e 14% do principal índice de ações da bolsa brasileira (Ibovespa) no mesmo período.

Atualmente, o valor sobre gestão da família “XP Long Term Equity” é de aproximadamente R$1 bilhão de recursos.

XP LT: 57% vs Ibovespa: 14% (desde 06/19)  

O resultado coloca o fundo entre os melhores da categoria ações, tornando tangível toda a robustez dos processos e a construção do diferencial de Pesquisa, que marcam a cultura e filosofia da equipe desde seu nascimento.

A família de fundos é composta hoje por dois veículos centrais, o XP Long Term Equity FIC FIM e a sua versão espelho para os mandatos de Previdência, através do XP Long Term Equity Seguros FIC FIM.

O prazo de resgate de ambos fundos é de D+30 (cotização) e D+2 (liquidação).

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.