Jeff Bezos: da criação da maior varejista online do mundo a empresa espacial. Conheça a trajetória do homem mais rico do mundo

Do início simples em sua garagem em Seattle a fundador da Amazon, maior empresa de varejo online do mundo. Saiba como Jeff Bezos revolucionou as vendas pela internet e se tornou o homem mais rico do mundo


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Jeff Bezos: da criação da maior varejista online do mundo a empresa espacial. Conheça a trajetória do homem mais rico do mundo

Do início simples em sua garagem em Seattle a ultrapassar Warren Buffett e Bill Gates como pessoa mais rica do mundo, a trajetória de Jeff Bezos inspira milhões de empreendedores pelo mundo.

Fundador da Amazon, construiu um império que dominou as vendas pela internet nos EUA e no mundo. Ela começou como uma livraria online, mas expandiu seus produtos e hoje tem valor de mercado acima de 1 trilhão de dólares, se destacando também pelo pioneirismo e liderança no ramo de nuvens de armazenamento de dados.

Com fortuna de 193 bilhões de dólares, Jeff Bezos anunciou que deixaria o cargo de CEO empresa neste ano, devendo passar a presidente do Conselho de Administração da companhia em julho de 2021. Bezos pretende concentrar seus esforços na Blue Origin, empresa de exploração espacial, e no Washington Post, onde tem grandes participações. Em 15 de junho de 2021, Bezos figurava como o homem mais rico do mundo deste ano, ultrapassando Elon Musk.

No dia 20 de julho, Bezos passou a frente de Musk na corrida espacial. Ele, seu irmão, Mark Bezos, e dois outros tripulantes embargaram no primeiro voo tripulado da Blue Origin a bordo do foguete New Shepard, dando mais um passo para tornar o turismo espacial viável.

Conheça mais da história deste gigante:

História de Jeff Bezos

Jeff Bezos nasceu em Albuquerque, Novo México. Fruto de uma gravidez inesperada, não teve contato com seu pai biológico por toda vida. Ele havia separado de Jacklyn Gise Jorgensen, mãe de Jeff, pouco mais de um ano após o nascimento do bebê que viria a ser o fundador da Amazon.

Sua mãe tinha apenas 18 anos e ainda estava no ensino médio quando teve seu primeiro e único filho. Quando Jeff tinha 4 anos, Jacklyn conheceu e se casou com Miguel Bezo, imigrante cubano que adotou seu enteado e deu seu nome a ele. Além do nome de seu pai adotivo, Jeff Bezos nunca quis conhecer seu pai biológico e reconhece Mike, como Miguel é conhecido, como seu único pai.

Mike era engenheiro da Exxon, petroleira com grande participação no mercado americano, e por isso Jeff passou a infância passando por diversas partes dos EUA. Por influência de seu pai, sempre teve uma tendência e admiração por ciências e tecnologia.

Assim, ingressou na Universidade de Princeton para cursar Engenharia Elétrica e Ciências da Computação. Destacou-se durante toda sua trajetória acadêmica. Assumiu, inclusive, a presidência do diretório acadêmico do grupo de exploração e desenvolvimento espacial da universidade.

Em 1986, já formado, rejeitou propostas de empresas como a Intel, e começou a trabalhar na Fitel, empresa de telecomunicações com foco em comércio internacional. Sua proximidade com o mercado financeiro o levou ao cargo de gerente de produto do Bankers Trust, banco de investimentos famoso em Wall Street.

Após dois anos, assumiu um alto cargo na diretoria do hedge fund D. E Shaw & Co. Com apenas 30 anos, sua carreira promissora e precoce não satisfazia os desejos de Bezos. Com seu interesse no ramo e acompanhando o constante aumento do uso da internet na população americana, tomou a decisão de pedir demissão e empreender. E assim, nasceria a Amazon.

Amazon nasceu como uma loja virtual de livros em Seattle

Surge, então pequena, a Amazon

Para começar sua empresa, mudou-se para Seattle, Washington, mesma cidade onde a Microsoft se enraizara e que concentrava grandes empresas de tecnologia. A Amazon nasceu como uma loja virtual de livros, para concorrer diretamente com grandes do varejo físico.

Com esse plano de negócio inicial, conseguiu 1 milhão de dólares de investimentos iniciais – um quarto veio dos seus pais -, mesmo assumindo o alto risco envolvido na empreitada. Segundo ele próprio, teria cerca de 30% de chance para dar certo.

Da garagem de Bezos em Seattle, em julho de 1995, a Amazon começou a funcionar. Após cerca de 2 meses, já havia entregado para mais de 45 países, além de todos os Estados Unidos. A operação ia evoluindo, alcançando 20 mil dólares por mês em vendas antes do primeiro ano de funcionamento.

Mas o foco era ser gigante e por isso, Bezos seguia queimando o capital obtido e buscando mais investidores para ampliar o negócio. Essa tática gerou um crescimento exponencial e após quase dois anos, em maio de 1997, a Amazon realizou sua IPO na Nasdaq.

A Amazon foi ao mercado com ações vendidas a 18 dólares. Hoje, ultrapassam os 3 mil dólares. Com esse crescimento, um investimento de 1.000 dólares na abertura, levaria a cerca 1,4 milhão de dólares em 2020.

A gigante Amazon

Após a oferta pública, a Amazon encaminhou-se para consolidar o plano inicial de dominância de Bezos. No ano seguinte, incluiu CDs e DVDs a sua linha de produtos vendidos. Trouxe mais de 300 mil parceiros através da sua política de afiliados, que molda até hoje a operação dos principais marketplaces do mercado.

No entanto, mesmo com a consolidação da empresa no varejo, Bezos sempre viu sua criação como uma empresa de tecnologia. Por isso, enxergou na explosão da internet no século XXI a possibilidade de crescer com isso.

Criou então a Amazon Web Services, conhecida hoje somente como AWS. Com essa subsidiária, tornou-se a referência em provedora de servidores e armazenamento de dados. Hoje, a AWS fornece armazenamento para as principais empresas de streaming do mundo. São milhões recebidos mensalmente – e a tendência é só aumentar. Veja abaixo:

Principal produto: inovação

Consolidada como uma das grandes de tecnologia dos EUA, formando junto com Facebook, Google, Microsoft e Apple, o famoso grupo FAAMGs, a Amazon seguiu inovando no século XXI. A mais conhecida delas, afetou a mesma indústria que ela abordou no seu nascimento: os livros.

Com o Kindle, aparelho portátil de leitura, é possível carregar milhares de livros em um aparelho compacto e tela que remete ao visual de um livro de papel. Em sua 10ª geração, a Amazon registou 299 milhões de dólares em vendas de eBooks para o aparelho.

Hoje também tem seu serviço de streaming Amazon Prime Video dividindo a liderança do mercado com a Netflix. Outro destaque é a Alexa, assistente virtual que auxilia na conexão entre dispositivos Echo, fortalecendo o ecossistema Amazon.

Em 2019, mais de 100 milhões de aparelhos Echo foram vendidos, mesma data que a Alexa alcançou 100 mil funções disponíveis. É possível ouvir o Morning Call da XP, por exemplo, através de um simples comando de voz.

Você sabia?

Após 25 anos casado com sua ex-esposa MacKenzie, Jeff Bezos participou do divórcio mais caro da história ao concluir sua separação em 2019. Estima-se que o processo resultou em Bezos passando um quarto de sua participação na Amazon para a ex-esposa, algo em torno de 38 bilhões de dólares – 4% da Amazon.

Exploração espacial

Além da Amazon e suas subsidiárias, Jeff Bezos tem participações em empresas como o mercado Whole Foods, o jornal Washington Post e até o Google. Mas uma iniciativa conta com atenção especial do empreendedor, a Blue Origin, empresa de exploração espacial.

Ponto de interesse de Bezos desde sua infância, a empresa é focada no desenvolvimento de foguetes para uso comercial. Bezos disputa a nova corrida espacial com Elon Musk, da Space X.

É reportado que Bezos investiu mais de 1 bilhão de dólares do seu próprio bolso para viabilizar a operação da empresa. Seus principais projetos são dois pequenos ônibus espaciais, o New Shepard, com 18 metros, e o New Glenn, de 7 metros de altura.

Já foram realizados alguns testes, com sucesso. A ideia é oferecer viagens espaciais turísticas, com preço estimado de 200 mil dólares por viagem.

No dia 20 de julho, Bezos, seu irmão, Mark Bezos, e dois outros tripulantes embargaram no primeiro voo tripulado da Blue Origin a bordo do foguete New Shepard, dando mais um passo para tornar o turismo espacial viável.

O passeio durou 10 minutos e foi lançado de uma plataforma no Texas.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.