Resumo Diário de Política 01/07/2020: Governo anuncia prorrogação do auxílio emergencial por mais dois meses

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


O anúncio da prorrogação do auxílio emergencial por mais dois meses de R$ 600, sem necessidade de novo aval do Congresso, não acabou com as dúvidas sobre o formato do pagamento nem encerrou a discussão sobre seu futuro (https://bit.ly/3grYCSD, https://bit.ly/31wHaI6 e https://glo.bo/2VzVhZw). Isso porque o ministro Paulo Guedes reforçou a ideia de esticar o período de cobertura, para que as duas parcelas cubram três meses, com valores decrescentes, de movo a viabilizar a transição para o Renda Brasil.  Pedro Guimarães, o presidente da Caixa, disse que ainda está em estudo a possibilidade de fazer mais de um pagamento por mês, de modo a viabilizar a “escadinha” sugerida por Guedes.

Rodrigo Maia não reagiu bem à ideia e disse que a lei autoriza dois pagamentos – e que, se o governo tardar a discutir seu projeto de renda básica, o risco é a prorrogação do auxílio de R$ 600 por mais um período.

Na agenda do dia, a Câmara vota hoje a PEC que determina o adiamento da eleição municipal para novembro, depois de acordo que envolve a ampliação do período de repasse da União para compensar queda no fundo de participação dos municípios (https://glo.bo/38g1jn6 e https://bit.ly/2BYdKYB). Ainda assim, o centrão vai dividido à votação.

O TSE decidiu abrir prazo para colher novas provas em ação que pede a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão — o caso diz respeito ao hackeamento de um site e não são os com maior risco ao presidente (https://bit.ly/2BWQ0nI).

Jornais registram que o foro especial de Flávio Bolsonaro deve ser derrubado pela 2ª turma do STF (https://bit.ly/38joq0o). E noticiam também que Fabrício Queiroz disse a seu advogado que “não quer e não tem o que delatar” (https://bit.ly/2CY8VPM).

Curta: Carlos Decotelli deixa o MEC antes mesmo de tomar posse (https://glo.bo/2YNx042).

Internacional

Covid-19: segundo a OMS, são 10.185.374 de casos confirmados no mundo e 503.862 óbitos (https://bit.ly/31uPPeg).

Após a aprovação da nova lei de segurança para Hong Kong na China, senadores americanos propõem dar asilo a residentes do território em risco de perseguição política (https://bloom.bg/2YO1h2X). A proposta aumenta a pressão sobre o governo Trump para assumir firme postura contra a nova lei.

Em outro tema que aumenta a pressão sobre Trump, parlamentares republicanos e democratas pedem que o presidente esclareça relatos de que a Rússia teria oferecido recompensa pela morte de soldados americanos. Trump nega ter sido informado sobre o tema (https://bit.ly/3dOgrJI e https://bloom.bg/2VyFB8G).

E o assessor da Casa Branca especialista em doenças infecciosas alertou que os EUA podem ver grande aumento em número de casos de Covid-19 se não mudarem suas políticas para a doença (https://glo.bo/2VwBNFi e https://bloom.bg/2BRUcVV).

Hoje é o 548° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 102° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 95 dias para as eleições municipais.

Faltam 125 dias para as eleições nos EUA.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM