XP Expert

Resumo Diário de Política 28/01/2020: OMS eleva risco global do coronavírus de ‘moderado’ para ‘alto’

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Organização Mundial de Saúde (OMS) elevou o risco global do coronavírus de ‘moderado’ para ‘alto’, admitindo erro na avaliação inicial (http://bit.ly/38LCA9g). Apesar de medidas agressivas por parte do governo chinês para conter o avanço do vírus, o número de mortos já é maior que 100, e são 4.515 casos confirmados (https://bloom.bg/310Rc1T). Com o intuito de limitar o impacto do surto na economia, o governo anunciou que bolsas de Xangai e Shenzen ficarão fechadas até o dia 3 de fevereiro (https://glo.bo/3aNtMlh). Ontem, Minas Gerais reportou suspeita de infecção pelo vírus em uma paciente que esteve em Wuhan. Se confirmado, seria o primeiro caso da doença no Brasil (http://bit.ly/2RyzOyp).

Enquanto Brasília não funciona com carga completa (com Jair Bolsonaro na Índia e o Congresso ainda em recesso), jornais tratam dos preparativos para a retomada do ano Legislativo. O Planalto pretende apresentar seus textos da reforma administrativa e reforma tributária antes do Carnaval, mas a cúpula do Câmara reforça sua aposta por discutir as mudanças no sistema tributário primeiro (https://glo.bo/38Hweb9), em linha com o que temos ouvido em Brasília. Bolsonaro diz que para a reforma administrativa é necessário vencer a guerra da comunicação (http://bit.ly/2tWuMmu)- o que é verdade, mas não suficiente. Precisa encontrar também espaço no calendário. 

Para preparar essa batalha de comunicação, a ala política do Planalto quer um novo pente fino no texto para evitar desgastes desnecessários (http://bit.ly/38K0RfX). Só não vale, em nome da batalha da comunicação, abrir outra batalha com a equipe econômica.

O presidente retorna ao país às 8h de hoje.

O Ministério Público pediu que a Polícia Federal investigue se Fabio Wajngarten cometeu irregularidades na esfera criminal ao manter participação societária em uma empresa que tem como clientes outras companhias que recebem verba da Secretaria de Comunicação, comandada por ele (http://bit.ly/2RyX0gf). O pedido muda o caso de patamar – até agora, o caso era analisado pelo TCU e pela Comissão de Ética da Presidência.

No segundo “dia do fico”, segundo o próprio ministro, Sergio Moro diz que não sai do governo e que indicação ao Supremo seria “natural” e “interessante” (https://glo.bo/2RV7gy9).

Às 10h, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, faz palestra em São Paulo, com cobertura de imprensa.

Curtas: Acossado pelos problemas no Enem, Abraham Weintraub (Educação) é a bola da vez na fritura ministerial (https://glo.bo/2vl75ED); Luiz Henrique Mandetta, da Saúde, entrou em rota de colisão com Damares Alves, dos Direitos Humanos, por conta da campanha de abstinência sexual (http://bit.ly/2TYrJox).

Internacional

Donald Trump deve anunciar plano de paz para Israel hoje. Segundo fontes ouvidas pelo New York Times, o plano propõe redesenhar o território Israelita, dando controle de grande parte do Vale do Jordão para o Estado Judeu. Se espera resistência de líderes palestinos (https://nyti.ms/38JUCZz e https://glo.bo/2t5ewzd).

Hoje é o 394º dia do governo Jair Bolsonaro.

Faltam 250 dias para as eleições municipais.

Faltam 280 dias para as eleições nos EUA.XP Política

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.