Resumo Diário de Política 26/06/2020: Extensão do auxílio emergencial em destaque

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


As definições sobre o valor e prazo da extensão do auxílio emergencial ganharam novos capítulos ontem, com todas as implicações de que temos tratado aqui: para onde vai o pêndulo dentro do governo entre a vontade política e a equipe econômica, e qual a força do governo no Congresso para fazer prevalecer o valor anunciado ontem por Jair Bolsonaro.

Em live ele apresentou a proposta, ainda em estudo, de pagamento escalonado do auxílio emergencial a partir da quarta parcela, com repasses de R$ 500, R$ 400 e R$ 300 até setembro (https://bit.ly/2ZaLkCS). Pouco antes Rodrigo Maia havia dito que, caso o governo insistisse nesse formato, correria o risco de ser derrotado na Câmara.

Como maneira de convencer o Congresso a aprovar um valor mais baixo, o governo quer atrelar a discussão sobre o valor ao Renda Brasil, que vai substituir o auxílio emergencial. A ideia é apresentar o projeto ainda em julho (https://bit.ly/3dBukej). O projeto deve incluir mecanismos de facilitação de obtenção de emprego para beneficiários, por exemplo, e buscar uma marca social nova para o Planalto (https://bit.ly/2Vl4tRA). O desafio é apresentar um programa robusto sem dinheiro novo. Para isso, a ideia é extinguir outros programas sociais, o que exige uma boa linha narrativa para minimizar as resistências no Congresso. Estão na linha de tiro abono salarial, seguro-defeso, programa farmácia popular e desonerações da cesta básica, além de auxílio-alimentação de servidores públicos.

Embora sem ter feito uma defesa dessas alternativas, Rodrigo Maia tem introduzido discussões sobre a possibilidade de prorrogar o decreto de calamidade para estender o Orçamento de Guerra para 2021 (https://glo.bo/2A6INRJ). Escrevemos com os detalhes da fala do presidente da Câmara ontem, e o tema precisa ser monitorado. Ele fala também sobre a possibilidade de revisão do teto, ressaltando que o ideal é que isso só aconteça depois de organizada a questão fiscal.

A Câmara aprovou ontem o texto-base da MP 944, do programa de crédito de R$ 40 bilhões (https://bit.ly/2Z5P3BC). A votação de destaques segue na semana que vem.

E o Tribunal de Justiça deu foro privilegiado a Flávio Bolsonaro no Órgão Especial do próprio TJ, tirando as investigações da primeira instância do Rio. As decisões anteriores, contudo, não foram anuladas  (https://bit.ly/3g5dZjD)

E o presidente acumulou ontem gestos de paz (https://glo.bo/3dBuIcL). O noticiário elenca cinco deles: discurso ao lado de Toffoli, escolha de um nome para o Ministério da Educação fora da ala ideológica, menção a vítimas do Covid, diálogo com a imprensa via ministro das Comunicações e ida de General Ramos para a reserva (https://bit.ly/31j5gGj).

Curta: Líderes do centrão querem mais recursos para prefeitos para que aguentem o adiamento das eleições (https://bit.ly/3i7dyH4), o que foi criticado por Maia (https://bit.ly/2VkYSua); e Bolsonaro anunciou Carlos Decotelli, ex-presidente do FNDE, como novo ministro da Educação (https://bit.ly/3i1VIFv)

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 9.296.202 casos confirmados e 479.133 óbitos (https://bit.ly/3846Ayk).

O novo aumento em número de casos de Covid-19 nos Estados Unidos permanece em destaque na seara internacional (https://bloom.bg/383OYlX). No Texas, o governador republicano, Greg Abott, interrompeu a reabertura (https://glo.bo/2NxrlsI). A Casa Branca admitiu que novos confinamentos podem ser decretados em regiões do país (https://glo.bo/3idA958).

No lado das relações entre os EUA e a China, as tensões ganharam mais um capítulo nesta quinta-feira com a aprovação de uma proposta no Senado americano que permite sanções contra autoridades que têm qualquer tipo de envolvimento com a nova lei de segurança nacional de Hong Kong, bem como bancos que negociem com elas (https://bloom.bg/2VjTDuK).

Hoje é o 543° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 97° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 100 dias para as eleições municipais.

Faltam 130 dias para as eleições nos EUA.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM