Resumo Diário de Política 24/06/2020: Maia entra em debate sobre propostas emergenciais

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


O presidente Rodrigo Maia entrou ontem à tarde em um debate que deve se intensificar ao final das discussões sobre as propostas emergenciais para o combate aos efeitos de curto prazo do coronavírus. Em entrevista (https://glo.bo/3fVQeKu), defendeu que, sem quebrar o teto, o governo use o Orçamento de Guerra para alavancar investimentos em infraestrutura e na área social. E reforçou posição em defesa da extensão do auxílio emergencial e a transição do programa para uma renda mínima permanente. “Não podemos ser tão fiscalistas neste momento.”

O dia hoje tem na agenda, às 16h, a votação do marco regulatório do Saneamento, no Senado, depois de longa novela que se arrasta desde o governo Michel Temer (https://bit.ly/3fUQ5Y0). A tendência é que o texto seja aprovado sem alterações que exijam nova votação da Câmara dos Deputados, ainda que não seja possível descartá-las por completo. Depois de aprovado, o texto segue para o presidente Jair Bolsonaro, que tem 15 dias para sancionar ou apresentar vetos ao texto._

Ontem, o Senado aprovou a PEC que adia o primeiro e o segundo turnos das eleições municipais para 15 e 29 de novembro, mas Rodrigo Maia sustenta que ainda não há maioria entre deputados para aprovar proposta nesse sentido na Câmara (https://bit.ly/31o8FDZ)

Ainda na seara eleitoral, o TSE rejeitou uma das ações contra a chapa Bolsonaro-Mourão, esta por instalação de outdoors irregulares (https://bit.ly/2Ct10JR). Ainda tramitam no tribunal outras seis ações contra a candidatura — quatro delas tratam dos disparos em massa via WhatsApp e são consideradas as mais preocupantes para a defesa do presidente. 

Para colocar na agenda, mas ainda em data incerta, a PF reforçou ao Supremo a necessidade de ouvir Bolsonaro no inquérito sobre possibilidade de interferência na corporação (https://glo.bo/2CCUroj). O ministro Celso de Mello avalia exigir o depoimento presencial de Bolsonaro (https://bit.ly/3dBgOaB), o que elevará tensões caso seja efetivado.

E o filho Flávio Bolsonaro, agora com defesa sob nova direção, mudou sua estratégia e pediu para depor no caso das rachadinhas (https://bit.ly/31eR80G) — caso esse em que a busca pela mulher de Queiroz, ainda foragida, continua no foco (https://bit.ly/2Z7nA2v). Amanhã o TJ do Rio julga pedido da defesa do senador para que ele passe a ser julgado pelo órgão especial do tribunal, e não mais pela primeira instância (https://glo.bo/31drOrN).

Uma ideia brilhante que alimenta o noticiário há dias é a entrada controversa de Abraham Weintraub nos Estados Unidos, depois de sua demissão do MEC, mas antes de ela ter sido oficializada no Diário Oficial (https://bit.ly/2CCgFGZ). Ontem, o governo alterou o Diário Oficial para registrar a saída de Weintraub do governo no próprio dia 19, um dia antes de ele ter entrado nos Estados Unidos.

Curta: a Justiça no DF determinou que Bolsonaro passe a usar máscara em locais públicos, sob pena de ser multado em R$ 2 mil (https://bit.ly/2B8mafY).

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 8.993.659 casos confirmados e 469.587 óbitos (https://bit.ly/31btxhm). 

O Secretário do Tesouro dos EUA, Steve Mnuchin, disse que o governo Trump está “considerando seriamente” um novo pacote de estímulo para reativar a economia (https://bloom.bg/31a6VxH). 

Após semanas de atrito, a China e a Índia concordaram nesta terça-feira em reduzir as tensões em áreas disputadas na fronteira (https://glo.bo/3etWPvD).

Ainda sobre a China, a Blooomberg destaca ampliação do controle de Beijing sobre Hong Kong para além da nova lei de segurança nacional, como a aceleração da abertura de escritórios de empresas chinesas (https://bloom.bg/37U08K9).

Hoje é o 541° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 95° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 102 dias para as eleições municipais.

Faltam 132 dias para as eleições nos EUA.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM