XP Expert

Resumo Diário de Política 23/12/2021: A pressão por reajustes e o fundão de 2022

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Com o fim do ano legislativo e o Orçamento de 2022 aprovado, é leve o noticiário político desta quinta-feira.

Jornais olham para as armas na disputa de 2022 e veem equilíbrio entre Lula e Bolsonaro na distribuição de fundos eleitorais e partidário, de acordo com as perspectivas atuais de alianças (https://bit.ly/3syaxr4 e https://glo.bo/3sts1Vr). Líder individual no quesito, o União Brasil (fusão de DEM e PSL) vai concentrar seu R$ 1 bilhão nas disputas locais, com o objetivo de ampliar o número de deputados (https://bit.ly/30TkOTq).

Nas negociações sobra a chapa Lula-Alckmin para o ano que vem, o presidente do PSB – possível destino de Alckmin – segue se queixando das exigências petistas para selar o apoio. O partido de Lula agora estica a corda e coloca a candidatura em Pernambuco como condição, para ver se destrava o avanço nas negociações (https://glo.bo/3qdqj84).

E Brasília segue acompanhando o impacto da decisão do governo e do Congresso de restringir o reajuste salarial apenas às carreiras de policiais federais: ontem, o sindicato dos auditores fiscais da Receita Federal informou que 500 profissionais entregaram os cargos comissionados (https://bit.ly/3yUybz2). O movimento de insatisfação se reproduz em outras categorias, como os funcionários do Banco Central, Tesouro e CGU, e pode aumentar a pressão sobre o Executivo no ano que vem (https://glo.bo/32eOI5l). No Congresso, há a impressão de que o presidente pode ceder à pressão (https://glo.bo/3Jdf4oP).

E, aos esperançosos, Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, diz não ver chances de aprovação de reformas no ano que vem (https://glo.bo/3pkRL4q).

Jair Bolsonaro sancionou ontem projeto de lei que autoriza a abertura de R$ 300 milhões para custear o Auxílio Gás (https://glo.bo/33IJhvC).

Nas redes

Segundo o monitor XP-Conatus, o debate sobre a variante ômicron esfria, dando lugar às críticas contra o governo federal pela demora na disponibilização de vacinas para a população infantil. Já o campo bolsonarista também investe em dúvidas sobre o efeito das vacinas no longo prazo.

Internacional

Com o ano chegando ao fim e a perspectiva significativamente mais complexa para a agenda democrata, o partido faz planos para 2022. Além de buscar recompor as conversas sobre o Build Back Better, ainda que em novo formato, lideranças buscam acalmar tensões internas. Em especial, desde sua decisão de não apoiar projeto, o senador Joe Manchin é alvo de críticas e traz à luz as divisões no partido (https://on.wsj.com/3JdK0oY).

Hoje é o 1088° dia do governo Jair Bolsonaro.

Faltam 283 dias para as eleições presidenciais.

Hoje é o 652° dia da pandemia de Covid-19.

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.