XP Expert

Resumo Diário de Política 23/06/2020: Terça-feira mais calma após semana conturbada

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A terça-feira começou com temperatura mais baixa no caso Fabrício Queiroz. Com o presidente evitando a entrevista matinal na porta do Palácio da Alvorada nos últimos dias, o ruído também é menor.

Mas a operação em um imóvel de parentes do ex-assessor de Flávio Bolsonaro (https://glo.bo/2Yqcoil) lembrou que alguns “fios desencapados” permanecem visíveis e vão produzir faíscas: entre esses fios, está o mandado de prisão da mulher de Queiroz, que continua valendo; há também a falta de justificativa para Queiroz ter ficado abrigado na casa de Frederick Wassef, que ontem falou em “questão humanitária”* para hospedá-lo (https://bit.ly/2V8pm2f); e o fato de o Ministério Público ter pela frente a decisão de apresentar ou não denúncia no caso.

Outro inquérito, o dos atos antidemocráticos, segue repercutindo, com a informação de que a Procuradoria-Geral da República suspeita que deputados tenham usado verba de gabinete para financiar as manifestações (https://bit.ly/3duiGSa).

O volume menor de informações no caso Queiroz abre espaço para outras discussões: o Senado deve votar hoje a PEC que adia eleições, sem a certeza de que será aprovada na Câmara (https://glo.bo/3doG7wo). A proposta do TSE é ampliar o período de campanha e realizar o primeiro turno em 6 de novembro (em vez 4 de outubro) e o segundo turno em 6 de dezembro (e não mais 25 de outubro). O relator deve apresentar nesta manhã sua definição (https://bit.ly/2Z3zoT8).

Para além da eleição em si, o adiamento abre uma janela maior no segundo semestre para a retomada de discussões da agenda pós-pandemia. 

Uma dessas pautas é a reforma tributária, que vem recebendo pressão do presidente da Câmara para sair do lockdown. Em evento ontem sobre o tema, Maia afirmou que o texto pode estar pronto para ser discutido e votado na comissão especial da Câmara no meio de agosto (https://bit.ly/2CzqmpF). Ele afirmou que as discussões sobre renda devem ficar fora dessa PEC (https://glo.bo/2BtTyhl).

A equipe de Paulo Guedes diz que a proposta do governo é enviar sua contribuição assim que o país atravessar a crise do coronavírus, e que a prioridade agora é o redesenho de programas de assistência social (https://bit.ly/3dsS307)

Nessa linha, a discussão é crescente sobre o valor da extensão do auxílio emergencial. Bolsonaro reafirmou ontem a impossibilidade de prorrogar o auxílio no valor de R$ 600, como tem sido defendido por Rodrigo Maia (https://bit.ly/2CpxxAv). A discussão é uma crise contratada.

Também no calendário pós-pandemia, o Ministério da Economia decidiu fundir a PEC Emergencial e a PEC do Pacto Federativo, ambas em discussão na CCJ do Senado (https://glo.bo/2Vb1jiZ).

E, na véspera da votação do marco regulatório do saneamento no Senado, Tasso Jereissati disse que ainda busca acordo para evitar mudanças no texto (https://bit.ly/2Nj43Xo) e que eventuais alterações podem ser feitas por meio de vetos presidenciais, depois da aprovação. Bolsonaro disse ontem que o marco é a grande prioridade (https://bit.ly/2YqAFVB).

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 8.860.331 casos confirmados e 465.740  óbitos (https://bit.ly/2BzxaTO).

Uma segunda onda de coronavírus também preocupa os EUA, com aumento de número de casos em estados como Florida e Texas (https://bloom.bg/2Z0Omtm).

A declaração do assessor comercial do governo Trump, Peter Navarro, de que o acordo comercial entre a China e os EUA “acabou” gerou ruídos na política internacional. No entanto, Navarro logo se corrigiu e o presidente Donald Trump esclareceu que o acordo permanece “intacto” antes que a crise chegasse a aumentar (https://bloom.bg/3erpcKT).

Hoje é o 540° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 94° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 103 dias para as eleições municipais.

Faltam 133 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.