Resumo Diário de Política 20/05/2020: Brasil supera marca de 1.000 mortes diárias pelo Covid-19

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


O noticiário desta quarta-feira destaca a superação da marca de 1.000 mortes diárias pela Covid-19 no Brasil (https://bit.ly/3g66jOF). Ainda sem escolher um substituto definitivo para Nelson Teich, o presidente afirmou ontem que nesta quarta-feira será assinado pelo general Eduardo Pazuello, o ministro interino da Saúde, o novo protocolo ampliando a recomendação de uso da cloroquina em pacientes de Covid-19 (https://bit.ly/2zVzvY2). 

Segundo Bolsonaro, para enfrentar a doença, os de direita ficam com cloroquina, os de esquerda ficam com a tubaína (https://bit.ly/2TDN31J). E os de centro ficam com os cargos no governo. O PP, por exemplo, deve assumir o comando da FNDE (https://bit.ly/2Zm6nE0). E há uma busca por proximidade do Planalto com o MDB (https://bit.ly/2LKEXQw). Vale a pena ler o contorcionismo do “bolsonarismo raiz” para justificar os novos aliados do presidente (https://bit.ly/2zWAOG9). 

O ex-superintendente da Polícia Federal no Rio Carlos Henrique Oliveira prestou novo depoimento ontem, em que alterou a versão inicial e afirmou ter sido convidado por Alexandre Ramagem para deixar o posto e assumir a direção-executiva da instituição (https://bit.ly/3g7PN0M). A fala reforça a versão de que a troca já estava prevista e não foi uma decisão apenas do atual diretor-geral da PF, Rolando de Souza.

Se tem alguém em feriado, já pode preparar a pipoca para a sessão do Moroflix: Celso de Mello ficou “incrédulo” ao assistir à gravação da reunião ministerial de 22 de abril, em que o ex-ministro diz ter havido pressão de Bolsonaro para mudar o comando da PF (https://bit.ly/3bHbod2), o que teria reforçado sua disposição de retirar o sigilo do vídeo.

Hoje é dia de depoimento de Paulo Marinho (https://glo.bo/3ggKRH4), o suplente de Flavio Bolsonaro que afirmou ter ouvido do senador informações sobre o vazamento de uma operação da PF em 2018, que tinha assessores dele entre os alvos.

Na Câmara, Rodrigo Maia falou em “quase unanimidade” para adiar as eleições para o final de 2020, sem ampliar o mandato dos atuais prefeitos e vereadores (https://bit.ly/3g33YUZ). Esta é a solução defendida também pelo TSE. Deputados e senadores formarão comissão para discutir o assunto.

O Senado concluiu ontem a votação do projeto de lei que regulamenta relações do direito privado no período da pandemia. O projeto prevê a suspensão de despejos por decisão liminar até o fim de outubro em ações protocoladas a partir de 20 de março (https://bit.ly/2WKuydH). O texto vai à sanção do presidente.

Os senadores aprovaram também projeto que adia a realização do Enem, e Maia falou em acelerar sua votação na Câmara (https://bit.ly/3g6rTCP). No Senado, hoje deve ser retomado debate sobre o projeto de lei que trata do uso de leitos da rede privada pelo SUS para pacientes da Covid-19. 

Paulo Guedes disse a empresários que o governo busca uma maneira de simplificar contratações no pós-pandemia (https://bit.ly/2TkSQsQ). O grupo que discute a agenda para depois da crise mira a desoneração da folha e uma reforma do Pis/Cofins (https://glo.bo/2LFJ8wK). 

E Mansueto Almeida, o secretário do Tesouro, disse que a perenização do auxílio emergencial de R$ 600 é impossível do ponto de vista fiscal (https://bit.ly/2LG8Z7X). 

Internacional

Covid-19: a OMS computa casos 4.731.458 confirmados no mundo e 316.169 óbitos (https://bit.ly/3bINaPr). 

As tensões entre EUA e China são mais uma vez destaque do cenário internacional. O governo chinês emitiu nota repudiando os comentários do secretário do estado americano Mike Pompeo, que enviou mensagem parabenizando a líder de Taiwan por sua eleição e se referiu a ela como “presidente”. O Ministério de Segurança Nacional do país asiático afirmou que não seria tolerado nenhum movimento separatista e prometeu “tomar as medidas necessárias” para proteger a China (https://bloom.bg/3cNqe39). 

Hoje é o 506° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 70° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 137 dias para as eleições municipais.

Faltam 167 dias para as eleições nos EUA.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM