XP Expert

Resumo Diário de Política 18/03/2020: Bolsonaro solicita ao Congresso reconhecer estado de calamidade pública

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O presidente Jair Bolsonaro iniciou ontem o dia mantendo o discurso de que há uma “histeria” em torno do coronavírus, mas chegou à noite pedindo “união” e solicitando ao Congresso que reconheça o estado de calamidade pública no país (http://bit.ly/2w7Pktt e http://bit.ly/3b5kRuD), o que permite o descumprimento da meta de defict primário e evita um contingenciamento de recursos (http://bit.ly/390hkwv). A medida foi apoiada por Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia. Na busca por protagonismo, Bolsonaro falou inclusive em uma reunião entre os chefes de poderes nesta quarta, mas, dado o histórico, ainda é difícil ver a mudança de tom como algo definitivo (https://glo.bo/2UdVcJu). 

Há uma disputa sobre a iniciativa para o socorro aos afetados pela crise. Com cautela da equipe econômica (https://glo.bo/38Wfixb), Maia tem tomado à frente na defesa de uma participação maior do governo, com ampliação dos gastos públicos para combater os efeitos econômicos (https://glo.bo/33tzzZZ). Em entrevistas, sugeriu um benefício temporário para 18 milhões de trabalhadores informais (http://bit.ly/39VDqBr

A equipe econômica estuda novas medidas. Entre as ações consideradas estão a possibilidade de suspensão de contratos para evitar demissões e a distribuição de vouchers para trabalhadores informais (http://bit.ly/3a21YIT), assim como nova rodada restrita de liberação do FGTS e socorro a empresas aéreas (http://bit.ly/2Qsbqxz). 

No dia a dia do Legislativo, Câmara e Senado colocaram em prática sistema de votações eletrônicas (https://glo.bo/2QrhypU) para as próximas semanas. Até lá, se concentram em respostas imediatas à crise, como o projeto aprovado ontem para acesso de prefeituras a recursos parados no Fundo de Saúde. Outras atividades seguem prejudicadas: foi cancelada a sessão de hoje da Comissão de Constituição e Justiça em que haveria a apresentação do parecer da PEC Emergencial.

Embora ainda não haja pesquisa de popularidade que capture os efeitos da crise, o noticiário registra uma maré negativa para o presidente. Jornais noticiam perda de apoio em setores conservadores, depois da debandada de liberais (http://bit.ly/2UfItGd) além de uma reticência maior entre empresários que o apoiaram na campanha (http://bit.ly/2x2ulZ0). E ontem ele viveu noites de 2015 e 2016, com um panelaço em diversas cidades brasileiras (http://bit.ly/33ptu0G e http://bit.ly/2Wo9I3W). Outro está marcado para esta noite. E até o refúgio seguro da porta do Alvorada se quebrou, com o episódio disseminado nas redes em que Bolsonaro precisou ouvir que seu governo acabou (http://bit.ly/2UhyVus). 

Curtas: relatório da medida provisória do programa Verde e Amarelo (905) foi aprovado na comissão e precisa ser votado na Câmara e no Senado até dia 20 de abril (https://glo.bo/2IX5j00). A Justiça de São Paulo suspendeu a reforma da Previdência estadual (https://glo.bo/3d9sSAD) e Bruno Dantas, do TCU, dá sinais de que a decisão que sustou a ampliação do BPC não é tão firme assim (http://bit.ly/2U1vjhb

Internacional
Covid-19:
OMS computa 179.111 casos confirmados e 7.426 óbitos. Os 11.525 novos casos têm maior concentração na Europa (8.606) e Américas (2.234) (http://bit.ly/2vrOqaC). Nos EUA, vacina entra em fase de teste em humanos (http://bit.ly/2UhscjX) e governo anuncia pacote de estímulo USD 1 trilhão, incluindo bônus de USD 1.000 para trabalhadores (https://bloom.bg/2IV390T). Já a França amplia pacote para EUR 45 bilhões (https://glo.bo/3b82cye), e líderes europeus aprovam fechar fronteiras externas (https://glo.bo/2WpLR3R). A Argentina suspendeu voos, ônibus e trens de longa distância (https://glo.bo/3b9Q9R1). 

Joe Biden teve forte desempenho em mais uma rodada de prévias na corrida pela indicação democrata à presidência dos EUA, vencendo nos três estados em disputa: Florida, Illinois e Arizona – Ohio, que também votaria nessa terça-feira, postergou as primárias por causa do coronavírus (https://nyti.ms/3b5DiiO). Com votos ainda sendo apurados, Biden ganha 249 delegados, elevando seu total para 1.147, enquanto Sanders soma mais 116, elevando seu total para 861. São necessários 1.991 para maioria absoluta. Dada a atual crise no país e sua baixa probabilidade de vitória, há chance de que Sanders desista nas próximas semanas. Outros quatro estados postergaram votações até o início de junho (data máxima permitida pelo partido) por conta do risco do coronavírus (https://53eig.ht/3aWL3HY).

Hoje é o 443° dia do governo Jair Bolsonaro.
Faltam 200 dias para as eleições municipais.
Faltam 230 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.