Resumo Diário de Política 15/07/2019: Votação do segundo turno fica para agosto

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Após aprovação em primeiro turno no plenário da Câmara, o projeto da reforma da previdência voltou para a comissão especial, que aprovou o texto por 35 a 12 na madrugada de sexta para sábado (http://bit.ly/2luuMpe e http://bit.ly/2luzljn). Como alertamos desde o início, o calendário proposto pelo presidente Rodrigo Maia era otimista e a votação do segundo turno ficou mesmo para agosto. A equipe econômica calcula que a economia em 10 anos, após os destaques, ficou em torno de R$ 900 bilhões (https://glo.bo/2luA9Vq e http://bit.ly/2luF0WF).

Os jornais deram bastante destaque ao empenho das emendas nos primeiros dias de julho, que já havíamos antecipado (http://bit.ly/2lsR3nl). Vale destacar que apesar de republicanas, legais e obrigatórias, as emendas são apenas parte da negociação com os parlamentares, que envolve também a destinação de recursos orçamentários em projetos já existentes, transferências fundo a fundo para estados e municípios e cargos. E se quiser ter tranquilidade no segundo turno em agosto, o governo terá de usar esse tempo para continuar a entregar todo tipo de promessa feita até aqui (http://bit.ly/2luAgQR). A oposição continua perdida após a derrota por 379 votos em plenário, com contribuição de parte de seus membros. Molon afirmou que a sociedade não entendeu a previdência (http://bit.ly/2lviEnZ).

O presidente Jair Bolsonaro disse esperar que a votação da reforma ocorra no Senado até 15 de setembro (http://bit.ly/2luGksB). Em que pese levantamento do Estadão já contar 42 votos a favor do projeto na Casa. São necessários, no mínimo, 49 para aprovação de emendas à constituição (http://bit.ly/2lvgTan). Entretanto, os próprios membros do Senado julgam o prazo como otimista. Após desempenho apagado no primeiro semestre, será a chance de os senadores ganharem exposição (http://bit.ly/2luGksB).

Rodrigo Maia, em entrevista, elencou três prioridades para o pós-previdência: reforma tributária, reestruturação de carreiras do funcionalismo e uma “reforma social”. Na pauta econômica, citou ainda o projeto de lei da recuperação judicial, de saneamento e o da saúde privada. Sobre privatizações, disse que projetos que ajudem o caixa do governo no curto prazo sofrem mais resistências e, por isso, precisarão de diálogo para serem aprovados (leia a entrevista completa: https://glo.bo/2ltCYpM). O Estadão estimou em R$ 450 bilhões o potencial de arrecadação do programa de desestatização do governo (http://bit.ly/2luDl3m).

Hoje não tão Curtas: Vaza Jato divulga mensagens de Deltan Dallagnon com plano para ganhar dinheiro com palestras e reuniões (http://bit.ly/2luNgWE). Com o atraso da reforma, Onyx Lorenzoni ganha mais tempo para fazer a transição da articulação para o general Ramos (https://glo.bo/2lvmJIP); segue a confusão gerada pela possível indicação de Eduardo Bolsonaro para o posto de embaixador em Washington. Confirmada a intenção, o timing da sabatina no Senado tende a coincidir com a apreciação da previdência na Casa, o que deve aumentar o custo das negociações para o governo (http://bit.ly/2luJ2OM) e segundo o Estadão, há uma tese de que após um período no cargo, Eduardo poderia assumir a chancelaria, trocando com Ernesto Araújo, que viraria embaixador nos EUA (http://bit.ly/2luKpgo); aproveitando confusões, a mais recente criada pelo presidente é sobre a taxa ambiental em Fernando de Noronha. Sem discutir o mérito, o efeito fiscal é muito próximo de nenhum (http://bit.ly/2ltL6Xk).

O nosso relatório semanal está disponível em: http://bit.ly/2lvsWED

  • Hoje é o 196º dia do governo Jair Bolsonaro.
  • Faz 145 dias que Jair Bolsonaro entregou projeto da previdência à Câmara.

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.