Resumo Diário de Política 14/07/2020: Atrito entre Ministro Gilmar Mendes e as Forças Armadas em destaque

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


O noticiário político segue dando espaço ao atrito entre o Gilmar Mendes, do Supremo, e as Forças Armadas por conta de fala do ministro. No fim de semana, ele disse que o Exército está se associando a um genocídio ao ter um representante no comando da Saúde. Ontem, o Ministério da Defesa fez uma representação contra Gilmar ao Ministério Público (https://bit.ly/3j8GfUX).

A fase moderada de Jair Bolsonaro ganha mais um teste de peso, mas a temperatura até aqui parece diferente das crises anteriores. A ausência de manifestação do presidente — ressalte-se, até aqui — confere menor peso à disputa, e os militares, desta vez, decidiram tomar medidas jurídicas, e evitaram falas na linha das “consequências imprevisíveis” como já fizeram meses atrás.

No Valor, o governo quer acelerar o lançamento do Renda Brasil até o dia 14 de agosto (https://bit.ly/3j8GfUX), para que o Congresso não se antecipe na proposta e para que o programa seja conhecido antes do fim do auxílio emergencial. O risco, caso o prazo não seja cumprido, é mais uma prorrogação do auxílio. Há registro da resistência de congressistas para extinguir outros programas sociais para financiar o novo benefício.

No mesmo assunto, jornais reforçam proposta o governo do “imposto de renda negativo” para estimular a formalização (https://bit.ly/3j27jFa).

E, em outro assunto em voga, a reforma tributária, destaque para o vice Hamilton Mourão ter reafirmado sua posição, que externa desde o ano passado, de que a CPMF deve ser discutida sem preconceitos (https://glo.bo/2WyEuXt). 

Vale registro o levantamento do Diap publicado pelo Estadão mostrando que 123 deputados pretendem concorrer nas eleições de novembro — a média de candidaturas que se efetivam é 94 (https://bit.ly/3h22gCV). O número indica que de 20% a 25% dos deputados têm, no segundo semestre, uma prioridade fora da agenda legislativa. Isso ilustra a dificuldade histórica de calendário e de temas nos meses que antecedem a disputa. Ao menos neste ano há uma janela extra de 45 dias até a eleição. 

Por último, na celeuma ambiental, Paulo Guedes foi ontem a campo para tentar melhorar a imagem do Brasil (https://glo.bo/3fvnPLF). Em encontro da OCDE, disse que o país não aceita desmate ilegal e que erros e excessos serão corrigidos. Hoje é Rodrigo Maia quem se reúne com fundos estrangeiros para tratar do tema.

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 12.768.307 casos confirmados e 566.654 óbitos (https://bit.ly/2Wk4Koi).

O aumento em número de casos nos EUA é destaque do noticiário internacional nesta manhã (https://glo.bo/2WgpgGp). O vice-presidente Mike Pence afirmou que os estados teriam apoio do governo para adotar as medidas necessárias para conter a pandemia (https://bloom.bg/3iTrAN0). 

No lado das tensões entre os Estados Unidos e a China, o governo Trump assumiu firme posicionamento contra as tentativas de Beijing de obter recursos na região do Mar da China Meridional, ao aprovar venda de mísseis para Taiwan por USD 620 milhões (https://bloom.bg/3fumWTu). Em resposta, a China anunciou sanções contra a empresa americana Lockheed Martin (https://bloom.bg/30ne7F1).

Assessores do presidente americano, no entanto, deixaram de considerar a indexação do dólar de Hong ao dos EUA como uma das retaliações possíveis (https://bloom.bg/2WduMcv).

A União Europeia e seus membros devem tomar medidas em resposta à atuação da China em Hong Kong. As medidas poderão incluir a proibição de exportação de tecnologias sensíveis, o aumento das possibilidades de visto para cidadãos da cidade e a reconsideração de acordos de extradição (https://glo.bo/2C7sqFq).

Hoje é o 561° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 115° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 124 dias para as eleições municipais.

Faltam 115 dias para as eleições nos EUA.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM