Resumo Diário de Política 13/12/2019: Relator do carteira Verde e Amarela busca alternativa ao financiamento proposto pelo governo

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


O relator do programa carteira Verde e Amarela busca alternativa ao financiamento proposto pelo governo, que foi recolher o INSS de quem recebe seguro desemprego. A forma de custear a medida desagradou os parlamentares e pode gerar até a devolução da MP ao Planalto, que estuda até enviar um PL com mesmo conteúdo para evitar o constrangimento. O deputado Christino Áureo (PP-RJ) afirmou ainda que deve limitar a possibilidade de trabalho aos domingos a setores como entretenimento, serviços e turismo (http://bit.ly/2PF0WKc e https://glo.bo/2PHJuok).

A cisão do PSL pode tirar do partido (e do governo) o comando da CCJ em 2020. Outras três legendas pleiteiam a vaga (http://bit.ly/2PjfKPF). Aproveitando o tema, o capítulo mais recente da novela bolsonaristas x bivaristas no PSL é a decisão de expulsar a deputada Bia Kicis por “grave infração ética” e por “infidelidade partidária” (https://glo.bo/34gKIvS).

O governo está ‘vigilante, porém tranquilo’ em relação à convocação de greve dos caminhoneiros a partir da próxima segunda feira (16) (https://glo.bo/2PEy8kQ). A categoria está dividida e é difícil antecipar o tamanho das paralizações, mas é um risco que deve ser observado para a próxima semana.

Falta pouco menos de um ano para as eleições municipais e estamos longe de 2022, mas a movimentação política para os dois eventos está a todo vapor. Paulo Skaf pode ser dirigente do Aliança pelo Brasil em São Paulo com vistas à disputa pelo Bandeirantes em 2022. O Planalto se aproxima também de José Luiz Datena, que pode disputar a prefeitura da capital paulista em 2020 (http://bit.ly/2EeSk7E). Skaf inicialmente apoiou medidas econômicas do primeiro governo Dilma, como a MP 579 (setor elétrico) e desonerações, mas foi se distanciando aos poucos da petista até que formalizou seu apoio ao impeachment. E o DEM encomendou pesquisa detalhada para entender ‘expectativas, queixas, hábitos, costumes e preferências’ do eleitor. O partido está em busca de um caminho alternativo à polarização PT x Bolsonaro (http://bit.ly/35j8uZA).

Curtas: STF formou maioria para criminalizar o não pagamento de ICMS. Com pedido de vista, o julgamento deve ser retomado na próxima quarta-feira (18) (http://bit.ly/2Ph3YVH); jornais seguem com os bastidores da possível saída do ministro educação. Weintraub disse que há meses comprou as passagens para férias com a família e promete voltar (http://bit.ly/36xrwM6 e https://glo.bo/2PfJ5dI); Datafolha mostra que 81% dos entrevistados consideram que a Lava Jato ainda não cumpriu seu objetivo e deve continuar. Outros 15% disseram que a investigação deveria acabar, e 4% não souberam responder (http://bit.ly/2PhILer).

Internacional: EUA e China chegam a primeira versão de acordo comercial (http://bit.ly/2snrFTo);  Conservadores ganharam 66 assentos e amealharam folgada maioria no Reino Unido (http://bit.ly/2RNvgot); Evo Morales saiu do México e foi para a Argentina (https://glo.bo/2qMmdcg).

Bastidores de Brasília

A corrida eleitoral começou mais cedo em Brasília. Devido à cassação da senadora Selma Arruda, determinada pelo TSE nesta semana, políticos já se movimentam para tentar o apoio do presidente Bolsonaro na disputa pela vaga no Senado pelo estado de Mato Grosso. Houve até pedidos para que parlamentares que viajaram com o presidente ontem (12) ao Tocantins tocassem no assunto. Bolsonaro diz que quer se manter longe das eleições.

No Mato Grosso, candidatos acham que o “dedo” do presidente decidirá a eleição, dada a sua popularidade. É o que muitos políticos vão buscar em 2020, principalmente a partir de março e abril, quando as candidaturas se afunilam. Sem partido –e sem a perspectiva de conseguir registrar a Aliança Pelo Brasil a tempo–, Bolsonaro tem dito que não quer se envolver diretamente em campanhas por causa do desgaste.

Hoje é o 347º dia do governo Jair Bolsonaro.
Faltam 296 dias para as eleições municipais.
Faltam 326 dias para as eleições nos EUA.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM