XP Expert

Resumo Diário de Política 13/05/2020: Inquérito sobre a possível interferência na PF em destaque

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Foi-se o tempo em que o fiscal — ou até o coronavírus — dominava o noticiário matinal: mais um dia em que os desdobramentos do inquérito sobre a possível interferência na PF são o destaque da manhã (https://glo.bo/2SXlkIM). O principal ponto foi exibição da gravação da reunião ministerial de 22 de abril, em que, segundo pessoas que assistiram ao vídeo, o presidente vincula a mudança do superintendente da PF no Rio à proteção de sua família, dando força à narrativa de Sergio Moro de que houve tentativa de interferência no órgão (https://bit.ly/3cuL9rk). 

A justificativa encontrada por Bolsonaro foi se agarrar à literalidade para sustentar que não usou as palavras “superintendência” e “Polícia Federal” – usou “segurança do Rio”, o que indicaria preocupação com a segurança de sua família (https://bit.ly/3bqCLbe). Augusto Heleno e Braga Netto, que prestaram depoimento ontem, corroboram a versão do presidente (https://bit.ly/2AjpILG e https://bit.ly/2LqLcZy), mas uma pergunta da PGR no depoimento de Heleno sugere que o entendimento do Ministério Público é diferente (https://bit.ly/3dE0A0A). 

Não bastasse a celeuma em torno da PF, a gravação revelou uma série de outros pontos polêmicos para o governo. Há relatos sobre ataques ao Supremo (https://glo.bo/2AmDkG1), aos governadores e prefeitos (https://bit.ly/3dJVsbw) e sobre uma fala de Bolsonaro de que não aceitaria um impeachment motivado pela divulgação de seus exames de Coronavírus (https://glo.bo/3bnWQi9) — exames que, segundo a AGU, foram entregues ao Supremo (https://bit.ly/3fMRKzk), em ação movida pelo Estadão. 

Celso de Mello consultou a PGR sobre a possibilidade de o vídeo se tornar público (https://bit.ly/3bvW02W). Até lá, não há alternativa que não conviver com as versões divulgadas. Por si, elas já causam dor de cabeça ao presidente – que tende a aumentar no curso da investigação. Nessa toada, aumenta também a importância – e a lista de pedidos – dos novos aliados do presidente no Congresso.

E foi desfeito o mistério: o adiamento do veto de Bolsonaro à possibilidade de reajuste de servidores se deve, justamente, ao reajuste de servidores. Ele espera o aumento para agentes de segurança do Distrito Federal para sancionar a norma, com o veto nesse trecho (https://bit.ly/2WqG6CI). 

Curtas: Senadores aprovaram ontem projeto de lei que suspende pagamentos do Fies. O texto volta à Câmara (https://glo.bo/3fMXc5i) e o Congresso se reúne hoje para votar créditos extraordinários para o combate à pandemia (https://bit.ly/2YYx9Cl) e para o reajuste aos agentes do DF.

Internacional

Covid-19: a OMS computa casos 4.088.848 confirmados no mundo e 283.153 óbitos (https://bit.ly/2WP4JrT). A Universidade John Hopkins registra 4.262.799 casos e 291.981 óbitos (https://bit.ly/2V4ySme). 

Nos EUA, os democratas apresentaram pacote de estímulo de USD 3 trilhões, que inclui transferência de recursos aos estados, proteção para pequenas empresas, pagamentos de até USD 6,000 para famílias, entre outras medidas. Se aprovado, seria o maior até o momento. Espera-se resistência dos republicanos, que controlam o Senado (https://bloom.bg/2AgDK0z). 

Hoje é o 499° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 63° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 144 dias para as eleições municipais.

Faltam 174 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.