XP Expert

Resumo Diário de Política 11/10/2019: EUA rejeitou a candidatura do Brasil à OCDE

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Na live de ontem, Jair Bolsonaro falou da polêmica sobre o ingresso na OCDE (mais detalhes abaixo), fez piada quando lembrou uma história de infância e …. deu call de copom. Depois de rodar seus modelos Bolsonaro disse que como a inflação está baixa e deve ficar abaixo do centro da meta, “existe possibilidade de terminar ano com 4.5% de juro”  (http://bit.ly/328mELr; http://bit.ly/2B2ZBG3; http://bit.ly/2VuzS2K).

Segue o conflito entre o presidente da República e o presidente do PSL. O grupo de Luciano Bivar retaliou a movimentação de aliados do Planalto retirando os deputados de comissões da Câmara. Por ora, foram preservados apenas Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Bia Kicis (PSL-DF) (https://glo.bo/2q6M6TH). Do outro lado, apoiadores de Bolsonaro pedem auditoria das contas do partido dos últimos cinco anos (http://bit.ly/33imFMU; http://bit.ly/35spn4i). Buscam irregularidades para tentar justificar a saída do partido. Reiteramos que a disputa tem pouco impacto na votação da previdência no Senado, mas pode atrapalhar o andamento das próximas reformas.

Em carta do governo americano à OCDE, o país rejeitou a expansão da organização para além das candidaturas da Argentina e Romênia. O documento divulgado ontem se contrapõe a declaração de Trump após encontro com Bolsonaro em julho. Depois da saia justa, Trump e o secretário Mike Pompeo reiteraram o apoio dos EUA à candidatura brasileira. Pelo Twitter, Donald Trump e Bolsonaro classificaram a informação como fake news (http://bit.ly/2M67rVx e http://bit.ly/2MA1xLk). De qualquer forma, a entrada do Brasil na OCDE não é algo que acontecerá rapidamente (https://glo.bo/317Xlru; http://bit.ly/2VwFqK0; http://bit.ly/2IIw5K1). O assunto gera ruído, mas tem pouco impacto.

Curtas: Bolsonaro ganhou um elogio do senador Renan Calheiros (MDB-AL), que disse: “Você tem um Bolsonaro que colocou o Coaf no seu devido lugar. Você tem um Bolsonaro que, mesmo não concordando com a lei de abuso de autoridade, fez lá os seus vetos, mas não reagiu à deliberação do Congresso Nacional no sentido de rejeitá-los. Estou no campo da oposição, mas, se há um Bolsonaro com o qual você pode dialogar, é com esse”. Para quiser assistir à aula entrevista, segue o resumo (http://bit.ly/2q6Orhr) e a íntegra (http://bit.ly/35u1xWe); e o presidente destacou a popularidade de Datena em relação à disputa pela prefeitura de São Paulo (http://bit.ly/2Myg6Pz).

Bastidores de Brasília

O desejo do governo de encaminhar a privatização da Eletrobras não encontra tamanho respaldo no Congresso. O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, foi aconselhado por parlamentares a esquecer a privatização da Eletrobras e focar em outros pontos da pasta que serão positivos para ele, como os leilões de petróleo.

Bento anunciou ontem (10) que o governo enviará ainda em outubro o projeto de privatização da Eletrobras. Com pouco tempo neste ano, os congressistas avaliam que o projeto ficará para o ano que vem, um ano eleitoral, o que diminui as chances de aprovação –ou aumento o preço a ser pago pelo “sim” dos congressistas.

A agenda de 11 de outubro

O presidente *Jair Bolsonaro* participa de cerimônia de curso da Polícia de São Paulo, às 10h. Em seguida, viaja ao Rio de Janeiro, onde participa da inauguração do submarino Humaitá, às 14h. Depois, o presidente volta a Brasília.

Em viagem a Roma para a canonização da Irmã Dulce, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, participou de reunião do Comitê Executivo IDC-CDI, no Senado italiano, e às 15h30 (horário de Brasília) participa de encerramento do evento.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, também viaja a Roma, mas não divulgou sua agenda oficial.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, acompanha Bolsonaro na inauguração do submarino Humaitá. Depois, despacha da sede do Ministério no Rio de Janeiro, onde recebe o diretor de Infraestrutura do BNDES, Fabio Abrahão, às 17h. Às 18h, reúne uma equipe de especialistas para discutir a política econômica do governo

  • Hoje é o 284° dia do governo Jair Bolsonaro.
  • A reforma da Previdência está há 64 dias no Senado.
  • Faltam 360 dias para as eleições municipais.
  • Faltam 390 dias para as eleições nos EUA.

XP Política

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.