XP Expert

Resumo Diário de Política 11/08/2020: Governo estuda prorrogação do estado de calamidade

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

 O governo estuda encaminhar ao Congresso a prorrogação do estado de calamidade e assim estender o Orçamento de Guerra até 2021. Segundo o Valor, a ideia é editar o decreto apenas se as condições atuais permanecerem até o fim do ano, e a depender das chances de aprovação no Congresso — o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ainda mostra resistência à ideia  (https://glo.bo/31JL4vK)

A pressão por mais gastos em 2021 fez com que o Ministério da Economia preparasse uma espécie de força-tarefa em defesa do teto de gastos no Congresso (https://bit.ly/2PKmDsF). Emissários da pasta querem apresentar dados que mostrem a situação fiscal do país para convencer deputados e senadores a abandonar a defesa de mais despesas. Vale lembrar que o problema é de ordem mais política do que técnica, e a força-tarefa talvez pudesse trazer mais resultados se começasse suas visitas pelo próprio governo.

Outra estratégia do time econômico que ainda mostra seus limites é a tentativa de desvincular o novo tributo sobre pagamentos digitais da antiga CPMF (https://bit.ly/33Pg00w). No Congresso, a associação ainda segue forte. E, na ponta do lápis, a arrecadação prevista com o novo tributo não é suficiente para bancar todas as reduções de carga previstas pelo ministério (https://bit.ly/3kznWZC).

E, como avisamos ontem pela manhã, uma falta de acordo sobre vetos a serem mantidos e derrubados levou o presidente Davi Alcolumbre a não convocar sessão do Congresso nesta terça (https://glo.bo/3afJDt5).

No Supremo, Gilmar Mendes mandou ao plenário a discussão sobre possibilidade de reeleição de Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia (https://bit.ly/2DGwkG5) e Edson Fachin negou recurso da PGR para ter acesso a dados das forças-tarefas da Lava Jato, mas mandou o caso ao plenário (https://glo.bo/3acYfcq), onde há chance importante de as forças-tarefas obterem maioria de votos.

Internacional

Covid-19: Segundo a OMS, são 19.718.030 casos confirmados e 728.013 óbitos (https://bit.ly/3kHtOAa).

O destaque internacional é a iminente retomada das negociações entre democratas e governo sobre o novo pacote de estímulo à economia nos EUA, após decisão de Donald Trump de emitir ordens executivas no fim de semana.  (https://on.wsj.com/2Dx2OCJ).

No lado das tensões entre Beijing e Washington, depois do anúncio de sanções contra líderes americanos, a China disse que deve aumentar a compra de soja dos EUA no quarto trimestre – uma tentativa de atenuar tensões (https://bloom.bg/2DQh8px).

Na Europa, o ministro das Finanças da Alemanha, Olaf Scholz, foi escolhido pelo Partido Social-Democrata (SPD) como candidato à sucessão da premiê Angela Merkel nas eleições nacionais de 2021 (https://glo.bo/2XMFHLf).

Hoje é o 589° dia do governo Jair Bolsonaro.

Hoje é o 153° dia da pandemia de Covid-19.

Faltam 96 dias para as eleições municipais.

Faltam 84 dias para as eleições nos EUA.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.