XP Expert

Resumo Diário de Política 11/02/2022: Sinais distintos de Bolsonaro e do Congresso sobre combustíveis

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Semana chega ao fim com sinais distintos vindos de Jair Bolsonaro e do Congresso sobre as ações para enfrentar a alta dos combustíveis. O presidente ontem disse ter certeza de que a PEC apresentada na Câmara, com uma desoneração mais ampla, será aprovada. Arthur Lira, pouco antes, havia reforçado a defesa de que seja votado, pelo Senado, o projeto de lei complementar já aprovado pelos deputados que trata do congelamento do ICMS e sustentou que, nele, seja incluída a desoneração do diesel pretendida pelo governo federal (https://bit.ly/3rE3Wuq). Ele fez a defesa com críticas aos governadores – aí sim em linha com a estratégia que tem sido adotada por Bolsonaro (https://bit.ly/3rFErsK). Rodrigo Pacheco, que deve se encontrar com Lira para tratar do tema, também disse que o Senado deve priorizar o PLP deixar a outra PEC para um segundo momento (https://glo.bo/3LqwDTk).

Na área eleitoral, Flávio Bolsonaro dá extensa entrevista ao Globo detalhando a visão da campanha do pai (https://glo.bo/3LnfEl7). Ele tenta mostrar um presidente mais moderado e menos “conflituoso” e diz que usarão pesquisas para tomar decisão – apesar de reconhecer o desgaste por não ter tomado vacina. Em outro trecho, diz que, se Paulo Guedes quiser, fica no governo, mas coloca dúvidas sobre a permanência do ministro em eventual segundo mandato (https://glo.bo/3oFoIrA).

Apesar da defesa de um presidente menos conflituoso, Bolsonaro voltou ontem à carga sobre as urnas eletrônicas, em movimento que contraria a promessa feita de que encerraria os movimentos depois da rejeição da PEC do voto impresso pela Câmara (https://bit.ly/3JlYP8k) – uma insistência nesse ponto poderia voltar a gerar instabilidade.

Na esquerda, enquanto o PSB bate o pé pela candidatura de Márcio França, o PT tenta pressionar o partido colocando na mesa a possibilidade de Alckmin se filiar a outra legenda para formar chapa com Lula (https://bit.ly/3oDao32). A estratégia do PT, no entanto, continua considerando a desistência de França em São Paulo. O PSOL também caminha para formalizar apoio a Lula no primeiro turno (https://bit.ly/3gERkNs).

E, diante do aumento de pressão de tucanos por sua desistência, João Doria tem trabalhado internamente para acalmar ânimos e criar pontes com o grupo que apoiava Leite nas prévias (https://bit.ly/3gAqrKn) – a divisão pós-disputa interna, aliás, era uma das certezas do processo interno do PSDB. E, em São Paulo, o governador conta com reajuste aos servidores públicos anunciado ontem para reduzir a rejeição e avançar nas intenções de voto no estado que governa, hoje muito aquém da avaliação positiva que a população faz da administração (https://bit.ly/3Bcp7H4) – reduzir essa distância é um dos objetivos da campanha tucana.

Nas redes

Segundo o monitor XP-Conatus, a queda no número de novos casos de covid e de mortes é enaltecido por apoiadores do governo federal como um sinal de arrefecimento da pandemia. Em menor volume, críticas são feitas ao programa Auxílio Brasil durante aniversário do PT. Por fim, inflação nos EUA é utilizada como justificativa por bolsonaristas para a alta dos preços no Brasil.

Internacional

A crise na fronteira entre Rússia e Ucrânia segue em destaque. Apesar das expectativas de líderes europeus, as negociações entre os países em Berlin foram concluídas sem entendimento entre as partes (https://bloom.bg/3rDSCOW). Em paralelo, Rússia e Belarus iniciam exercícios militares conjuntos. O momento foi descrito pelo primeiro ministro britânico como um dos mais perigosos da crise por reduzir significativamente o tempo de alerta em caso de invasão (https://on.ft.com/34P4fJK).

Hoje é o 1138° dia do governo Jair Bolsonaro.

Faltam 233 dias para as eleições presidenciais.

Hoje é o 702° dia da pandemia de Covid-19.XP Política & Macro

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.