Resumo Diário de Política 06/09/2019: O casamento de Bolsonaro e Guedes está em crise

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:


A notícia mais relevante do dia para o mercado está na página 3 de seção de economia do Estadão impresso: O casamento de Bolsonaro e Paulo Guedes está em crise. Sem dinheiro para gastos discricionários, o presidente criticou o teto de gastos e recuou depois de conversa com a equipe econômica. Mas mantém a pressão sobre o time por enxergar “risco de o governo morrer por inanição” (http://bit.ly/2zVtjwf). Um causo caso citado na matéria sobre uma estrada em SC que Bolsonaro queria duplicar mas foi informado que não há e não haverá recursos para tal, vai se multiplicar daqui em diante, pois a liberdade fiscal do governo só diminuirá daqui até o fim do mandato. Ainda não se falou em divórcio, mas é uma relação a se monitorar de perto.

Governo prepara pacote de 10 pontos para combater o desemprego, com liberação de R$ 65 bilhões depositados em juízo em causas trabalhistas pré-reforma, estímulo à qualificação e incentivo para agências de emprego privadas (http://bit.ly/2A0rzS4). As medidas são, em geral, no sentido correto, mas o que vai determinar mesmo a dinâmica é o desempenho da economia.

Presidente decidiu vetar 36 pontos de 19 artigos da lei de abuso de autoridade(https://glo.bo/2zUUTJJ), o que deve gerar algum conflito com o Congresso e escolheu Augusto Aras para a PGR. Destaque para análise que produzimos sobre o tema e que pode ser acessada aqui: http://bit.ly/2k0WOYY.

Curtas: Marinho espera reverter no plenário do Senado desidratação da reforma da previdênciaocorrida na CCJ da Casa (http://bit.ly/2zYYN4l). A chance de sucesso não é animadora; e alguns estados não ficaram felizes com a partilha do dinheiro do leilão de petróleo, em especial o tratamento preferencial ao RJ (http://bit.ly/2zYznE0). Também estamos insatisfeitos e, na conta de padeiro, com R$ 106 bi e uma população 210 milhões de habitantes, seria R$ 505 para cada brasileiro fazer um bonito no fim do ano.

Bastidores de Brasília

Os conflitos entre Câmara e Senado pela reforma tributária não acabaram. Os deputados que lideram o processo na Casa insistem que única solução seria se o governo enviasse uma proposta –que, por consequência, iniciaria a tramitação na Câmara. A solução apontada por alguns senadores, de o governo apresentar sua reforma por meio de uma emenda na PEC tramitando no Senado, é descartada pelos deputados.

Esse entrevero, por mais que se resuma a micropolítica, indica a heterogeneidade de forças no Congresso e a dificuldade que o Planalto enfrenta para conviver com diferentes personagens no “tabuleiro de xadrez” de Brasília. Alcolumbre certamente não pode ser desafiado agora pelo governo, já que está em suas mãos uma lista de medidas importantes: reforma da Previdência, indicação do novo PGR e a futura indicação à embaixada de Washington. Maia já demonstrou em mais de uma oportunidade que também pode dificultar a vida de Bolsonaro no Congresso.

Mal repercutida entre procuradores, a indicação de Augusto Aras a procurador-geral da República encontrou no líder do PP na Câmara, Arthur Lira, um de seus defensores. Mesmo que o deputado não participe ativamente da análise da indicação no Congresso, é um sinal importante para Aras ter apoio de líderes do Legislativo.

A agenda de 6 de setembro

O presidente Jair Bolsonaro participa de cerimônia de assinatura dos contratos de concessão da 5ª rodada de leilões de aeroportos da Infraero, às 9h30. À tarde, ele recebe o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, às 14h, e, em seguida, lança a ID Estudantil, às 15h. Por último, Bolsonaro recebe o presidente do Rotary Internacional, Mark Daniel Maloney, às 16h.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, viaja rumo ao Catar para em visita oficial, acompanhado dos deputados Aguinaldo Ribeiro (PP), Fernando Coelho Filho (DEM), Flávia Arruda (PL), Margarete Coelho (PP) e Rubens Bueno (Cidadania).

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reúne-se, na sede do Ministério da Economia no Rio de Janeiro, com o ministro de Produção e Trabalho da Argentina, Dante Sica, às 15h. Em seguida, dá entrevista à imprensa sobre novo acordo automotivo Brasil-Argentina. Depois, às 17h, Guedes recebe o presidente da Fiat Chrysler Automobiles para a América Latina, Antonio Filosa.

  • Hoje é o 249º dia do governo Jair Bolsonaro.
  • A reforma da Previdência está há 29 dias no Senado.
  • Faltam 394 dias para as eleições municipais.
  • Faltam 424 dias para as eleições nos EUA.

XP Política

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM