XP Expert

Resumo Diário de Política 05/01/2022: Mais sobre pressão por reajustes e os sinais da agenda econômica na candidatura petista

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Sem grandes novidades na política, a quarta-feira amanhece ainda reverberando três manchetes que dominam a pauta semanal.

A primeira delas é a desoneração da folha sem medidas compensatórias. O Estadão destaca que, na área econômica do governo, é crescente o receio sobre a eventual judicialização do tema, podendo inclusive repercutir na análise das contas do presidente pelo Tribunal de Contas da União (TCU) (bit.ly/3EQKsGp).

A segunda diz respeito às pressões por reajustes salariais de servidores públicos. Sob ameaça de greves, integrantes do governo falam em “influência político-eleitoral” e temem que a área política ceda e atenda as demandas (bit.ly/3pV1kY7 e bit.ly/3sTy06m). Ontem (4), a Instituição Fiscal Independente do Senado (IFI) divulgou estudo estimando que um reajuste salarial linear de 1% para todos os servidores federais custaria de R$ 3 a R$ 4 bilhões por ano. Se o aumento fosse de 5%, esse montante passaria para entre R$ 15 e 20 bilhões (bit.ly/333wDXE).

Finalmente, a imprensa sublinha a melhora do estado de saúde de Jair Bolsonaro (bit.ly/3JJlGeP): após a equipe médica descartar a necessidade de cirurgia, a alta do mandatário é aguardada para amanhã (glo.bo/3mZI5e9).

No ambiente regulatório, Bolsonaro sancionou a medida provisória que facilita o acesso de pequenos criadores de animais ao estoque público de milho (bit.ly/3eQLV4G) e o projeto que regulamenta o Diferencial de Alíquotas do ICMS (Difal) – tema este acompanhado de perto por algumas empresas listadas que operam no varejo e e-commerce (glo.bo/3mYDxod), e que ainda promete novas litígios quanto à data efetiva de retorno da cobrança (bit.ly/31qgM54).

Já no eleitoral, repercutiu a postagem do presidenciável Lula e da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, sobre a “revogação da reforma trabalhista” espanhola (bit.ly/3JIMgof – […] ainda que por lá as mudanças tenham sido acordadas entre governo, sindicatos e empresasbit.ly/3JJmuAn). Sinais esses que, alinhados à possibilidade de Guido Mantega compor a equipe da campanha petista, “amplificam dúvidas sobre qual será o projeto econômico de Lula” (bit.ly/31ssU5D). Em artigo à Folha, o ex-ministro da Fazenda critica o crescimento “pífio” dos últimos anos e o teto de gastos, defende investimentos em infraestrutura e tecnologia, fala sobre reforma tributária com “justiça fiscal” e sentencia que a retomada econômica virá com o “fim do bolsonarismo” (bit.ly/3JFWea5).

Hoje é o 1101° dia do governo Jair Bolsonaro.

Faltam 270 dias para as eleições presidenciais.

Hoje é o 665° dia da pandemia de Covid-19.

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.