Resumo Diário de Política 02/07/2019

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Samuel Moreira (PSDB-SP) apresentará hoje nova versão do texto da reforma da previdência. Professoras devem ter regras abrandadas (http://bit.ly/2Jc3cVK) , a mudança para policiais pretendida pelo PSL continua gerando ruídos e estados e municípios tem cada vez menos chance serem contemplados no texto, mesmo após reunião ontem com Davi Alcolumbre e hoje com Rodrigo Maia (https://glo.bo/2JekT7i; http://bit.ly/2JeldTy).

Com o prazo apertado para aprovação no plenário da Câmara até 18 de julho, quando inicia o recesso, os parlamentares aguardam o governo cumprir os acordos para votar a reforma. Sem liquidar o assunto na comissão especial até quinta-feira, a votação em plenário em julho fica praticamente impossível. No senado, Davi articula para aprovação rápida e sem alterações no texto (http://bit.ly/2Jhizwr). Difícil acreditar que os parlamentares deixarão de aproveitar o protagonismo que terão nesse período. No day after da aprovação, congressistas preveem problemas na relação com o Planalto (http://bit.ly/2Jmdkve).

Depois ter contribuído para a derrubadas de Santos Cruz, Carlos Bolsonaro atirou na direção do general Heleno, levantando suspeitas sobre a conduta do GSI no caso do sargento preso com 39 kg de cocaína na Espanha (http://bit.ly/2JwdRuX).

Quem lembra do episódio do 82º voto na eleição para presidência do Senado? Pois nunca saberemos quem executou a malandragem. A investigação interna sobre o caso foi arquivada, colocando de vez a história no folclore da política nacional (http://bit.ly/2JhmyZK).

Bastidores de Brasília

Integrantes da Comissão Mista de Orçamento se reúnem hoje no início da tarde para discutir um cronograma para a votação da lei de diretrizes orçamentárias. Após o encontro, ainda levarão a questão ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para acertar uma data de votação da proposta.

A LDO precisa ser votada para que parlamentares tenham recesso normalmente, de 18 a 31 de julho. Caso a proposta não seja votada e aprovada, o Congresso não entra em recesso. Essa possibilidade é aventada por aqueles que defendem que os deputados e senadores trabalhem até que a reforma da Previdência seja aprovada.

Essa possibilidade está em discussão e será acertada junto com Rodrigo Maia. A sua viabilidade é incerta e parece improvável, a essa altura, que essa decisão conta com o apoio dos demais congressistas.

A agenda deste 2 de julho

Em Brasília, governadores discutem possibilidade de que estados e municípios sejam incluídos na reforma da Previdência. Essa deve ser a tônica do dia: estabelecer, ou não, um acordo neste sentido.

Pela tarde, é possível que a comissão da reforma da Previdência tenha conhecimento do complemento de voto do relator, Samuel Moreira. Depois disso, a fase seguinte envolve votação de requerimentos de adiamento de votação. Caso não haja um acordo azeitado com o governo, esses requerimentos têm chance de serem aprovados como gesto do centro contra o Planalto.

O presidente Jair Bolsonaro recebe a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, às 8h30, e alguns parlamentares ao longo da manhã. Às 14h30, tem reunião de seu conselho de governo.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, reúne-se com governadores as 10h30.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa da reunião de ministros com Bolsonaro, às 14h30.

  • Hoje é o 183º dia do governo Jair Bolsonaro.
  • Faz 132 dias que Jair Bolsonaro entregou projeto da previdência à Câmara.
  • Placar Valor/Atlas [offline] – Favor (109); Apoio parcial (126); Indefinidos (135); Contra (143).
  • Placar Estadão – Favor (72); Apoio parcial (123); Indefinidos (201); Contra (117).

XP Política

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.