Política na Semana | Guedes x Marinho e comissões no Congresso: tudo o que você precisa saber na semana

Saiba as nossas perspectivas sobre os principais assuntos do momento e o que deve impactar na agenda política no restante da semana


Compartilhar:


Guedes x Marinho

A política começa a semana tentando resolver dois focos de crise que têm o ministro Paulo Guedes como figura central. No primeiro, o governo tenta acalmar os desdobramentos das desavenças entre ele e Rogério Marinho, que subiram de nível depois da troca de críticas da última sexta-feira.

A disputa, que tem como pano de fundo uma influência maior sobre os rumos da gestão Bolsonaro, acontece em função da escolha do formato de financiamento do novo programa de transferência de renda — que voltou alguns passos para trás depois do anúncio fracassado da última segunda, de que seriam usados recursos de precatórios para bancar o Renda Cidadã.

Com o impasse que se instalou depois do recuo do governo, várias propostas voltaram à mesa de discussão: algumas prevendo respeito ao teto, como a limitação ao abono salarial e a suspensão de vale-alimentação e auxílio creche a servidores que ganham mais de R$ 5 mil. Mas há também sugestões — e vem daí a disputa entre Guedes e Marinho — de tirar o programa do teto e encontrar uma fonte de financiamento nova ou de acabar com a dedução da declaração simplificada de Imposto de Renda.

A indefinição tende a empurrar a decisão para depois da eleição — quando a pressão política é menor –, mas, para evitar instabilidade até lá, há uma busca pela reaproximação entre Rodrigo Maia e Guedes – no segundo foco de crise com o qual a política lida nesta semana. Os dois, que já se desentendem há tempos pelos rumos da reforma tributária, voltaram a se estranhar quando Gudes sugeriu que Maia não pauta privatizações por um acordo com a oposição, e o presidente da Câmara o chamou de desequilibrado.

Comissões no Congresso

Na agenda, dois eventos herdados da semana passada. O Congresso deve instalar amanhã a Comissão Mista de Orçamento, depois do adiamento em função de desentendimentos criados pela divisão do Centrão na Câmara — o bloco liderado pelo PP reivindica vagas que poderiam alterar a eleição do DEM para o comando do colegiado.

E, hoje às 15h, a Comissão da Reforma Tributária tenta realizar sua última audiência pública prevista, com representantes das propostas em discussão. E, depois do adiamento da sessão do Congresso na última quarta-feira, deve haver conversas também sobre a definição de uma nova data.

Siga no Instagram (@opaulogama)

Para acompanhar tudo o que acontece no mundo da política, siga o analista político da XP, Paulo Gama (@opaulogama) no Instagram.

➡️ Siga também o canal no Telegram com conteúdo ao longo do dia: t.me/xppoliticaeeconomia

Tenha a partir desses canais uma análise detalhada sobre os fatos diários e se informe por meio de quem conhece como funciona os meandros da política brasileira e o que pode impactar de fato.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins da Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.