XP Expert

Resumo Diário de Política 10/05/2019

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Foi divulgada hoje a pesquisa XP-Ipespe de maio, que mostrou que a aprovação de Bolsonaro ficou estável em 35%. No entanto, a desaprovação do presidente subiu de 26% para 31%. Foram feitas mil entrevistas entre 6 e 8 de maio. O levantamento mostrou ainda que Sérgio Moro teve a maior nota entre as personalidades da política brasileira, seguido por Bolsonaro e Paulo Guedes. Na outra ponta, Rodrigo Maia e Fernando Haddad (faça download da íntegra aqui: http://bit.ly/2VTBHst).

A área de articulação política do governo já havia desistido de segurar o COAF no Ministério da Justiça, mas aliados de Moro no Congresso insistiram e foram derrotados pelos parlamentares. A atuação descoordenada fez atrasar a tramitação da MP 870, da reorganização administrativa, que caduca em 3 de junho (https://glo.bo/2W1zjQM e http://bit.ly/2VVjXgn). Embalados, líderes partidários estudam votar o abuso de autoridade e medidas contra o crime organizado, como forma de enfraquecer o ministro (http://bit.ly/2VV30Tm).  

Curtas: Folha informa que Carlos Bolsonaro empregou por 18 anos em seu gabinete uma ‘faz-tudo’ da família, que teria sido laranja de militar (http://bit.ly/2VV2kNO); equipe econômica estuda mudanças no FGTS (https://glo.bo/2VX2018). 

Bastidores de Brasília

PP e PR não estão inteiramente satisfeitos com o desmembramento do Ministério do Desenvolvimento Regional. Conversamos com integrantes das duas siglas, que se dizem desconfiados da atuação do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Para eles, Maia tem colocado seus interesses à frente dos do grupo. Cotado para assumir as Cidades, Alexandre Baldy é amigo do presidente da Câmara. Os parlamentares dizem que Maia “primeiro pega o filé” e “depois deixa os outros se decidirem”.

A agenda deste 10 de maio

O presidente Jair Bolsonaro participa da reunião de gestores “Nação Caixa”  às 9h. Logo depois, viaja a Foz do Iguaçu (PR), onde participa de cerimônia do lançamento da Pedra Fundamental da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, às 13h20. Em seguida, Bolsonaro vai a Curitiba, onde participa, às 17h15, de cerimônia alusiva ao início das operações do Centro Integrado de Inteligência e Segurança Pública da Região Sul (CIISPR-SUL). À noite, ele volta a Brasília.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, despacha da sede do Ministério da Economia no Rio de Janeiro. Às 10h, ele dá palestra no BNDES no Fórum Nacional. Às 16h, Guedes recebe o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta Em seguida, às 17h, recebe Dominik Rohe, Managing Director & Head of Latin America Blackrock.

  • Hoje é o 130º dia do governo de Jair Bolsonaro.
  • Faz 79 dias que Jair Bolsonaro entregou projeto da previdência à Câmara.
  • A Câmara teve quatro sessões que contam como prazo para comissão especial da previdência.
  • Placar Valor/Atlas – Favor (100); Apoio parcial (112); Indefinidos (157); Contra (144).
  • Placar Estadão – Favor (72); Apoio parcial (123); Indefinidos (201); Contra (117).

XP Política

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.