XP Expert

Covid: Indícios de subnotificação de casos pelo uso de autotestes

Entretanto, número de casos ainda deve estar abaixo do pico de fevereiro

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A presente nota se debruça sobre o possível aumento da subnotificação recente de casos.

Para isso, criamos um indicador que consiste no quociente entre o número de novas internações (em enfermaria ou UTI, com casos suspeitos ou confirmados de Covid) e os casos confirmados da doença, ambos em média móvel de sete dias com base em dados do estado de São Paulo devido à pouca frequência de dados de hospitalizações a nível nacional. E vale dizer que para ajustar intervalos de dias sem notificações, principalmente em dezembro, o número de casos confirmados posteriormente foram divididos linearmente pelo número de dias sem divulgação.

Os picos no gráfico à esquerda sugerem períodos de subnotificação de casos, já que, com o avanço da vacinação, o esperado é que a relação entre hospitalização por caso confirmado diminua, ao contrário do que ocorrem em alguns intervalos do gráfico, notadamente em dezembro. Naquele momento houve notícias de falta de capacidade de testagem, por exemplo.

Após o índice apresentar níveis baixos no início do ano, ele voltou a subir nas últimas semanas, sugerindo um aumento da subnotificação. Isso pode ser justificado pela utilização de autotestes para diagnóstico da Covid-19, cujas primeiras aprovações de registro ocorreram em meados de fevereiro, pela Anvisa (http://glo.bo/38dMSof).

Buscando mensurar o nível de subnotificação, fizemos o seguinte exercício: tomamos a taxa média de hospitalizações/casos como constantes em 3,5% (média do índice para março) e simulamos o comportamento do número de diagnósticos, caso essa taxa se mantivesse estável ao longo de abril e maio.

Encontramos que o número de casos seria maior do que o reportado recentemente, conforme o gráfico à direita. Na ponta a estimativa é de 7,6 mil casos contra 3,2 mil na divulgação oficial.

Cabe frisar, todavia, que apesar do aumento recente já levando em conta nosso exercício para tentar corrigir por subnotificações, os casos estariam significativamente abaixo dos 16,5 mil registrados no pico de fevereiro.

Fontes: Ministério da Saúde, SES-SP, XP.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.